Comportamentos Aditivos e Dependência

 EQUIPA TÉCNICA ESPECIALIZADA DE PREVENÇÃO
gaje_siteA Equipa Técnica Especializada de Prevenção (ETEP) é uma das equipas integradas na DICAD. Uma das valências desta equipa é o Gabinete de Atendimento a Jovens e Envolventes (GAJE), que desenvolve a consulta de apoio psicossocial, com as seguintes características:

1- A intervenção enquadra-se no nível de PREVENÇÃO INDICADA (Tipologia de Gordon,1987), na medida em que:

  • Se dirige a indivíduos em risco, com comportamentos disruptivos já comprometedores do bem-estar bio-psico-social. Face ao desequilíbrio diagnosticado, de um modo geral tem como objetivo evitar que o comportamento indesejável assuma um caráter permanente ou mais complexo, intervindo numa fase inicial do problema. Concretiza-se numa intervenção de base individual.

2- Tem como PÚBLICO-ALVO:

  • Adolescentes/jovens com primeiros sinais de consumo de cannabis (ou outras substâncias psicoativas) ou com comportamentos aditivos sem substância (internet, jogo online e offline), adolescentes/jovens com outros comportamentos de risco ou problemáticos de dimensão clínica, com idades entre os 13 e os 21 anos;
  • Familiares ou outros adultos significativos.

3- A INTERVENÇÃO integra:

  • Apoio psicossocial, de cariz individual, desenvolvido por uma equipa multidisciplinar constituída por profissionais de saúde (psicologia, serviço social, enfermagem e outros); Apoio médico, articulando sempre que necessário com médicos das Equipas Técnicas Especializadas de Tratamento da DICAD;
  • Apoio familiar (e a outros adultos significativos), desenvolvido por profissionais de saúde;
  • Articulação entre as várias entidades implicadas quando necessário;
  • Encaminhamento para Comunidade Terapêutica protocolada quando necessário;

4- Tem como OBJETIVOS:

  • Intervir o mais cedo possível num percurso de consumo, em ciclos de vida cruciais, ajudando o adolescente/jovem a lidar com o problema de consumo e outros associados, no sentido de promover o seu bem-estar bio-psico-social;
  • Evitar e/ou atrasar a idade de um possível início de consumo.

5- Como ACEDER à consulta:

  • Através de marcação prévia para o nº 289 889512, pelo próprio ou familiares ou outros adultos significativos;
  • No caso do encaminhamento para a consulta se efetuar por outras entidades que trabalham com adolescentes/jovens, a marcação pode ser feita para o número atrás referido ou por correio eletrónico, por norma através de uma Ficha de Encaminhamento/Referenciação em vigor, divulgada para o efeito.
  • Para obter esta Ficha de Encaminhamento/Referenciação, ou outros esclarecimentos, a entidade referenciadora pode também contactar para os seguintes endereços eletrónicos:

mpinto@arsalgarve.min-saude.pt (Margarida Pinto, Técnica Superior de Saúde, Responsável pela ETEP)

pimguerreiro@arsalgarve.min-saude.pt (Patrícia Guerreiro, Assistente Técnica)

6- ENTIDADES com que articula:

  • Entidades que trabalham com adolescentes/jovens: Agrupamentos de Escolas, Escolas Profissionais, Comissões de Proteção de Crianças e Jovens em Risco, Serviços de Assessoria aos Tribunais de Família e Menores, Direção Geral de Reinserção e Serviços Prisionais, Comissão de Dissuasão da Toxicodependência, Agrupamentos dos Centros de Saúde, Instituto do Emprego e Formação Profissional/Centros de Formação, IPSS’s e outros.

7- LOCAIS onde funciona:

  • FARO (2ª a 6ª feira), na R. Brites de Almeida, nº 6, 2º Esq., 8000-234 Faro
  • PORTIMÃO (3ª e 6ª feira), na R. Poeta António Aleixo, s/n, 8500-856 Portimão
Area Cidadão