Estrutura Orgânica

Os rastreios destinam-se a populações saudáveis, que podem não ter a percepção de terem risco de doença ou das suas complicações, aos quais é oferecida a possibilidade de responder a inquéritos e de realizarem testes simples e fiáveis que permitem a identificação de lesões percursos de situações malignas ou estádios iniciais da doença, através do diagnóstico precoce e a utilização de técnicas terapêuticas menos agressivas, com melhoria das taxas de sobrevivência.

Os programas de rastreio organizados, de base populacional, com controlo de qualidade, permitem uma eficácia de intervenção com redução das taxas de incidência de acordo com cada tipo de tumor.

Um programa integrado permite a continuidade de seguimento do utente, desde o diagnóstico precoce, até às medidas diagnósticas e terapêuticas de acordo com os estados da arte, para cada situação neoplásica, adequadas a cada utente.

Ao Núcleo de Rastreios Oncológicos compete a articulação, informação, monitorização e avaliação de cada programa de rastreios, de acordo com as estratégias nacionais e regionais implementadas pelo Ministério da Saúde e pela ARS do Algarve.

Atualmente encontram-se a decorrer os rastreios do cancro da mama, do cancro do colo do útero e retinopatia diabética.

seta  RASTREIO DO CANCRO DA MAMA

seta  RASTREIO DO CANCRO DO COLO ÚTERO

seta  RASTREIO DA RETINOPATIA DIABÉTICA

Contactos:

Telefone: 289 889 912

Email: rastreio.oncologico@arsalgarve.min-saude.pt

 

 

 

 

 

Area Cidadão