Núcleo Rastreios Oncológicos

O Cancro do Colo do Útero é o 7º Cancro mais frequente a nível mundial e o 2º Cancro mais frequente na mulher, com uma taxa de mortalidade em Portugal de cerca de 4 óbitos por 100.000 habitantes, sendo o Algarve a região Portuguesa com maior taxa de mortalidade.

De todos os tumores malignos o cancro do colo do útero é o que pode ser controlado com maior efectividade, com possibilidade de redução de cerca de 80% da incidência, através de programas de rastreio citológico cervical organizados, de base populacional com periodicidade de 3 ou 5 anos. Este tipo de cancro afecta especialmente mulheres a partir dos 35 anos de idade, numa fase de vida activa.

Programa de Rastreio do Cancro do Colo do Útero no Algarve

A ARS Algarve IP contempla nas estratégias regionais um programa de rastreio de cancro de colo do útero, de base populacional, destinado às mulheres inscritas nos Centros de Saúde e Unidades de Saúde Familiar do Algarve com idades compreendidas entre os 25 e 64 anos, através da realização de colpocitologia em meio líquido com processamento e leitura automatizados, com teste HPV quando necessário, com a periodicidade de três em três anos e com um sistema de informação que permite a contínua monitorização e informação de todos os intervenientes.

O objetivo principal visa a reduzir a taxa mortalidade, diminuir a incidência de cancros invasivos, com redução da proporção de cancros diagnosticados na fase clínica e redução de terapêuticas mais invasivas, com melhoria da qualidade de vida das mulheres.

Area Cidadão