previous arrow
next arrow
Slider

1ª Jornadas Transfronteiriças de Detecção Precoce do Cancro Algarve – Andaluzia

imagem

Cerca de uma centena de profissionais de saúde e especialistas na área dos rastreios do cancro da região do Algarve e da Andaluzia participaram nos dias 8 e 9 de Abril, no Hotel Almansor no Carvoeiro, nas «1ª Jornadas Transfronteiriças de Detecção Precoce do Cancro», onde partilharam as suas experiências nestas áreas.

jornadas1.jpgApós a sessão oficial de abertura presidida pelo Presidente do Conselho Directivo da Administração Regional de Saúde do Algarve IP, Dr. Rui Lourenço, e pela Subdirectora de Gestión Hospitalaria y Planificación/ Dirección General de Asistencia Sanitaria /Servicio Andaluz de Salud, Dra Fernanda Raposo Tirano, foram realizadas durante a manhã do dia 9 de Abril duas mesas redondas uma dedicada a apresentação das experiências na região do Algarve nas áreas do rastreio do cancro da mama, cancro do colo do útero e do cancro do cólon e recto e a segunda abordou as experiências nas mesmas áreas temáticas na Andaluzia.

jorandas2.jpgModerado pelo Vogal do Conselho Directivo da ARS Algarve IP, Prof. Doutor Eusébio Pacheco, o painel dedicado à apresentação das experiências na região do Algarve, contou com a participação da Dra. Gabriela Valadas, Cirurgiã Geral – Coordenadora de Grupo Multidisciplinar de Diagnóstico e Tratamento de Patologia Mamária, Centro Hospitalar do Barlavento Algarvio que falou sobre o Rastreio do Cancro da Mama no Algarve, a Dra. Filomena Horta Correia, Coordenadora Regional dos Rastreios Oncológicos da ARS Algarve IP abordou a questão do Rastreio do Cancro do Colo do Útero e o Dr. Horácio Guerreiro, Director de Serviço Gastrenterologia, Hospital de Faro, falou sobre Rastreio do Cancro do Cólon e Recto.

jorandas4.jpg

No painel da Andaluzia, moderado pela Dra. Carmen Escalera de Andrés, Coordenadora Desarrollos Integrales de Salud, Servicio Andaluz de Salud, foram realizadas as apresentações da Dra. Rosario Fernandez Echegaray actual Coordenadora do Programa de Detecção Precoce do Cancro da Mama em Andaluzia, da Dra. Mª Luz López Hidalgo, Chefe do Serviço de Obstetrícia e Ginecologia do Hospital Infanta Elena, Huelva, que abordou a questão do Rastreio do Cancro do Colo do Útero e por fim o Dr. Enrique Alonso Redondo, Director Plano Integral de Oncológica de Andaluzia que falou sobre o Rastreio do Cancro do Colon e Recto.

 imagem

«Comunicação, Ética e Detecção Precoce em Oncologia», foi o tema do painel da tarde, moderado pela Dra Ana Paula Harfouche, com a participação do Prof. Doutor Rui Nunes, Presidente da Associação da Bioética Portuguesa, do Dr. Joaquim Gouveia, Oncologista e Coordenador Nacional para as Doenças Oncológicas entre 2007/2008 e do Dr. Angel Estella García, Intensivista, Serviços de Cuidados Críticos e Urgências, Hospital de Jerez, Andaluzia. Em debate estiveram questões como o «consentimento informado», o «empowerment» do utente como indivíduo informado, capacitado e responsável, a liberdade da pessoa, equidade, igualdade de tratamento e a responsabilidade social por parte dos profissionais de saúde.

 imagem

A importância do envolvimento da população, a organização, monitorização e avaliação foram outros dos pontos abordados no decorrer do painel como sendo essenciais para que se consigam alcançar os objectivos dos rastreios e a consequente detecção precoce do cancro.

jorandas3.jpgNo âmbito das Jornadas, realizou-se no dia 8 de Abril um Workshop denominado «Treino em aptidões de comunicação com o doente oncológico», coordenado por duas médicas Psiquiatras dos Hospitais Universidade de Coimbra (Dra. Zulmira Santos, médica psiquiatra, responsável pela consulta de psicooncologia do Hospital de Dia de Oncologia do HUC; Dra. Graça Santos, médica psiquiatra da consulta de psicooncologia dos HUC) que juntou profissionais de saúde (enfermeiros, médicos, psicólogos, assistentes sociais e fisioterapeutas) das duas regiões que prestam cuidados directos a doentes oncológicos.

 imagem

As «1ª Jornadas Transfronteiriças de Detecção Precoce do Cancro» foram realizadas no âmbito do Observatório de Saúde, estrutura independente constituída pelas duas regiões de saúde, e integrado no Programa de Cooperação Transfronteiriça Espanha – Portugal (2007-2013), tendo estas cooperações como principais objectivos analisar e acompanhar problemas de saúde nas duas regiões, proporcionar formação conjunta e contínua de profissionais de saúde do Algarve e da Andaluzia, trocar experiências e boas práticas, e promover intervenções diagnósticas e terapêuticas partilhadas.

imagem
Voltar
Area Cidadão