previous arrow
next arrow
Slider

Observatório de Saúde da Região Transfronteiriça Algarve – Andaluzia realizou I Encontro Transfronteiriço sobre Violência de Género

imagem

O Observatório de Saúde da Região Transfronteiriça Algarve – Andaluzia, constituído no dia 30 de Outubro de 2009, pelas delegações da Conselharia de Saúde da Junta Andaluzia/ Serviço Andaluz de Saúde e da Administração Regional de Saúde do Algarve IP, realizou o I Encontro Transfronteiriço sobre Violência de Género no dia 23 de Setembro de 2010 em Faro.

A reunião decorreu no Laboratório Regional de Saúde Pública do Algarve, Dra. Laura Ayres e as delegações foram chefiadas, respectivamente, pela Dra. Cristina Torró García-Morato, Subdirectora de Saúde Pública, que, em representação da Consejera de Salud de Andalucía, presidiu à Abertura do Encontro,  e pelo Dr. Rui Lourenço, Presidente do Conselho Directivo da ARS Algarve I P.

Durante o encontro, o primeiro painel, moderado pela Directora do Departamento de Estudos e Planeamento da ARS Algarve IP, Dra. Ana Cristina Guerreiro, foi dedicado à apresentação do trabalho na área da imagem«Intervenção face à Violência de Género no Algarve» pelo Grupo de Trabalho da Violência ao longo do ciclo de vida da ARS Algarve IP, e contou ainda com a participação da Dra. Cláudia Mateus da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género, que fez o enquadramento do Projecto «Intervenção Integrada em Violência Doméstica na Região do Algarve» nas políticas públicas nacionais, e da Coordenadora do Gabinete Médico-Legal de Faro, Dra. Conceição Roubaco que traçou uma Perspectiva da Medicina Legal sobre a violência de Género no Algarve em 2008 e 2009.

No mesmo âmbito, decorreu um segundo painel, moderado pela Dra. Cristina Torró García-Morato, Subdirectora de Promoción de la Salud y Participación da Secretaría General de Salud Pública da Consejería de Salud da Junta de Andalucía, que abordou a «Intervenção face à Violência de Género na Andaluzia», e que contou com os contributos da Dra. Elisa Vizuete Rebollo, Assessora Técnica em Saúde Sexual e Reprodutiva da Coordinación de Desarrollos Integrales de Salud do Servicio Andaluz de Salud, que abordou vários aspectos do Protocolo Andaluz para a Intervenção de Saúde face à Violência de Género, incluindo a vertente de Participação Judicial das situações identificadas, e do Dr. Manuel Rodríguez Rodriguez, Chefe de Serviço de Promoción de la Salud y Planes Integrales da Consejería de Salud, que apresentou a Rede Andaluza de Formação contra os Maus-tratos a Mulheres.

imagem

O debate final, moderado pelo Prof. Doutor Eusébio Pacheco, Vogal do Conselho Directivo da ARS Algarve IP, permitiu aprofundar a troca de experiências entre os profissionais algarvios e andaluzes. Delinearam-se ainda algumas novas possibilidades de trabalho conjunto, que pretendem continuar a cooperação estabelecida para lá do término formal do Projecto «Observatório de Saúde da Região Transfronteiriça Algarve – Andaluzia» (apoiado pela União Europeia, FEDER – 1ª convocatória POCTEP 2007-2013) em se que enquadrou o presente Encontro transfronteiriço.

O Encontro reuniu mais de vinte participantes de ambos os lados da fronteira, sobretudo especialistas sobre violência de género pertencentes às duas regiões de saúde. A delegação portuguesa integrou porém também convidados de outros organismos, parceiros da ARS Algarve IP no âmbito do projecto «Intervenção Integrada em Violência Doméstica na Região do Algarve» (enquadrado no Programa Operacional de Potencial Humano: POPH-QREN). Estiveram assim representados a Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género – CIG, a Direcção Regional de Educação do Algarve – DREAlg, o Instituto de Segurança Social IP – ISS e o Hospital de Faro EPE, bem como o Centro Hospital do Barlavento Algarvio.

imagem

O Observatório de Saúde da Região Transfronteiriça Algarve – Andaluzia, estrutura independente constituída pelas duas regiões de saúde, encontra-se integrada no Programa de Cooperação Transfronteiriça Espanha – Portugal (2007-2013) e tem como principais objectivos analisar e acompanhar problemas de saúde nas duas regiões e proporcionar formação conjunta e contínua de profissionais de saúde do Algarve e da Andaluzia em áreas como a Obesidade, Cuidados Paliativos, Violência de Género, Gestão Ambiental, Prevalência da Esterilidade, Reabilitação Cardíaca e Detecção Precoce do Cancro.

consultar: Programa em português

Programa em espanhol

 

imagem
Voltar
Area Cidadão