Apoio Psicológico a utentes e profissionais covid -19
banner_receitas poéticas
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_verao&saude_sns
banner_vacinacao_covid
covid_regras_2
banner_GABINETESAUDEMENTAL_covid19_3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

Semana Europeia do Teste da Primavera 2020 – promoção do teste de VIH e hepatites virais

«Prevenir, Testar e Tratar», é o lema da Semana Europeia do Teste da Primavera, que decorre entre os dias 15 e 22 de maio, organizada pela EuroTEST, com o objetivo de relembrar toda a comunidade que doenças como a infeção por VIH, hepatites virais e IST requerem a continuidade de respostas adequadas por parte dos serviços que acompanham as pessoas mais afetadas ou que vivem com essas infeções.

Salienta ainda a importância de garantir o acesso aos serviços de VIH, hepatites virais e IST, com especial atenção às populações vulneráveis.

No contexto da pandemia da COVID-19, provocada pelo coronavírus SARS-COV-2, restringiu-se o funcionamento habitual dos serviços de saúde e em consequência a realização do rastreio da infeção VIH/SIDA, que após o levantamento do Estado de Emergência Nacional poderá ser gradualmente retomado.

Em 2020, a campanha reafirma a importância de partilhar as experiências adquiridas na área do VIH, hepatites virais e infeções sexualmente transmissíveis (IST), para que se possa trabalhar em conjunto na resposta à COVID-19.

A infeção por VIH ainda é diagnosticada de forma tardia, e importa alterar esta situação, pois:

  • O seu diagnóstico precoce permite melhorar a resposta à terapêutica e prolongar a vida destes doentes de forma mais saudável;
  • O diagnóstico precoce reduz a transmissão/propagação destas infeções;
  • O diagnóstico tardio torna-se uma sobrecarga financeira para os serviços de saúde;
  • Para a hepatite C, já existe um tratamento curativo.

No Algarve, a transmissão da infeção por VIH é principalmente à custa da via sexual (heterossexual e homo/bissexual), seguida pela transmissão entre utilizadores de drogas injetáveis (atualmente com caráter residual), a qual poderá ser controlada através de medidas de prevenção, nomeadamente o uso do preservativo em todas as práticas sexuais e a utilização de material esterilizado e de uso individual para preparação e consumo de drogas injetáveis.

Nos Centros de Saúde, a realização do teste rápido do VIH é gratuita, o resultado fica disponível em 30 minutos, e o utente fica a conhecer a sua situação perante a infeção VIH/Sida. Caso necessário (resultado reativo), o utente é encaminhado para as consultas hospitalares, a que tem habitualmente acesso no prazo de uma semana.

Por outro lado, a realização do teste, constitui uma oportunidade para encorajar as pessoas que não estão infetadas a manter o seu estado de seronegatividade.

O  Centro de Aconselhamento e Deteção Precoce da Infeção VIH/SIDA do Departamento de Saúde Pública e Planeamento da ARS Algarve, juntamente com os Conselhos Clínicos e as Unidades de Saúde Pública dos três ACeS da região, têm apostado, ao longo dos últimos anos, na formação dos profissionais de saúde das diferentes Unidades dos cuidados de saúde primários, para que no âmbito da sua prática clínica disponibilizem a realização do teste VIH, prestem aconselhamento aos seus utentes e aumentem o número de pessoas a realizar o rastreio para a infeção pelo VIH/Sida.

Prevenir, Testar e Tratar são serviços essenciais e devem ser apoiados em tempos de pandemia. Faça o teste!

Mais informações: DGS

EuroTEST

Semana Europeia do Teste da Primavera 2020 – promoção do teste de VIH e hepatites virais
Voltar
RSE - Area Cidadão