rastreio retinopatia diabética
Banner_SemanaTeste_2022
banners_antibioticos2022
i035812
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

18 por cento do total dos nascimentos registados no Algarve são filhos de imigrantes

A Administração Regional de Saúde do Algarve associa-se às comemorações do Dia Internacional das Migrações que se celebra no dia 18 de Dezembro sublinhando a crescente importância da população migrante no desenvolvimento socioeconómico do Algarve e na sua contribuição para o rejuvenescimento da população da região.

De acordo com os últimos dados disponibilizados pelo INE, em 13 de Dezembro de 2007, encontram-se na região do Algarve 15.4% dos 329.898 cidadãos estrangeiros titulares de autorização de residência, representando um total de cerca de 50.000 estrangeiros legalizados. No que se refere à contribuição para o rejuvenescimento da população do Algarve, não será demais sublinhar que no ano de 2006 nasceram na região 862 crianças filhas de mãe estrangeira, 18% do total dos 4820 nascimentos registados no Algarve no ano de 2006 e 921 crianças estrangeiras no ano de 2007 (Janeiro a Novembro de 2007), quando no ano 2.000 esse valor era de cerca de 5%.

Número total dos nascimentos na região do Algarve:


 

1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006
3690 3829 4066 4329 4343 4164 4485 4649 4772 4950 4820

Fonte: INE
  
As dez nacionalidades mais representativas são por decrescente: a brasileira; ucraniana; a romena, a moldava, a britânica; a cabo-verdiana; a guineense, a angolana; a alemã e a russa.
     

  2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007
BRASIL 21 34 67 81 108 174 226 246
UCRANIA 1 30 68 97 114 112 116 136
ROMÉNIA 5 12 47 70 80 106 107 123
REPÚBLICA DA MOLDOVA 0 9 24 50 63 84 73 91
INGLATERRA 33 31 21 41 46 57 51 45
CABO VERDE 20 21 18 31 20 26 38 24
GUINÉ-BISSAU 20 24
ANGOLA 25 32 26 31 36 30 30 22
ALEMANHA 14 14 15 24 19 20 15 22
RÚSSIA 9 20
FRANÇA 16 15 13 18 15 19 19 9
CHINA 6 5 8 14 15 25 19 18

Como declarou em 2005, o Secretário-geral das Nações Unidas, a propósito das comemorações de 2005 do Dia Internacional das Migrações «a economia global é crescentemente dependente dos trabalhadores migrantes. Os migrantes contribuem com as suas competências, com os seus conhecimentos e força de trabalho para as comunidades anfitriãs. A presença deles promove a troca de ideias e estimula o progresso cultural e científico».


É neste contexto que a ARS Algarve tem assumido o seu compromisso de continuar a contribuir para a construção de políticas públicas que facilitem a integração, colaborando para uma cultura de tolerância e de reconhecimento do outro.

A Administração Regional de Saúde do Algarve associa-se às comemorações do Dia Internacional das Migrações que se celebra no dia 18 de Dezembro sublinhando a crescente importância da população migrante no desenvolvimento socioeconómico do Algarve e na sua contribuição para o rejuvenescimento da população da região.

De acordo com os últimos dados disponibilizados pelo INE, em 13 de Dezembro de 2007, encontram-se na região do Algarve 15.4% dos 329.898 cidadãos estrangeiros titulares de autorização de residência, representando um total de cerca de 50.000 estrangeiros legalizados. No que se refere à contribuição para o rejuvenescimento da população do Algarve, não será demais sublinhar que no ano de 2006 nasceram na região 862 crianças filhas de mãe estrangeira, 18% do total dos 4820 nascimentos registados no Algarve no ano de 2006 e 921 crianças estrangeiras no ano de 2007 (Janeiro a Novembro de 2007), quando no ano 2.000 esse valor era de cerca de 5%.

Número total dos nascimentos na região do Algarve:


 

1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006
3690 3829 4066 4329 4343 4164 4485 4649 4772 4950 4820

Fonte: INE
  
As dez nacionalidades mais representativas são por decrescente: a brasileira; ucraniana; a romena, a moldava, a britânica; a cabo-verdiana; a guineense, a angolana; a alemã e a russa.
     

  2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007
BRASIL 21 34 67 81 108 174 226 246
UCRANIA 1 30 68 97 114 112 116 136
ROMÉNIA 5 12 47 70 80 106 107 123
REPÚBLICA DA MOLDOVA 0 9 24 50 63 84 73 91
INGLATERRA 33 31 21 41 46 57 51 45
CABO VERDE 20 21 18 31 20 26 38 24
GUINÉ-BISSAU 20 24
ANGOLA 25 32 26 31 36 30 30 22
ALEMANHA 14 14 15 24 19 20 15 22
RÚSSIA 9 20
FRANÇA 16 15 13 18 15 19 19 9
CHINA 6 5 8 14 15 25 19 18

Como declarou em 2005, o Secretário-geral das Nações Unidas, a propósito das comemorações de 2005 do Dia Internacional das Migrações «a economia global é crescentemente dependente dos trabalhadores migrantes. Os migrantes contribuem com as suas competências, com os seus conhecimentos e força de trabalho para as comunidades anfitriãs. A presença deles promove a troca de ideias e estimula o progresso cultural e científico».


É neste contexto que a ARS Algarve tem assumido o seu compromisso de continuar a contribuir para a construção de políticas públicas que facilitem a integração, colaborando para uma cultura de tolerância e de reconhecimento do outro.

Voltar
RSE - Area Cidadão