Apoio Psicológico a utentes e profissionais covid -19
banner_receitas poéticas
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_verao&saude_sns
banner_vacinacao_covid
covid_regras_2
banner_GABINETESAUDEMENTAL_covid19_3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

1ª Reunião da Comissão Oncológica Regional do Algarve debateu ponto de situação dos rastreios oncológicos na Região

Realizou-se, no dia 27 de novembro, a primeira reunião da Comissão Oncológica Regional do Algarve (COR) na sede da Administração Regional de Saúde do Algarve IP, em Faro, com o objetivo de apresentar o ponto de situação dos rastreios oncológicos a decorrer na Região. Esta reunião de trabalho contou com a presença dos membros do Conselho Diretivo da ARS Algarve IP, do Coordenador Nacional para as Doenças Oncológicas, Dr. Nuno Miranda, do Presidente do Conselho de Administração do Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa, Dr. Francisco Ramos, e dos membros da COR.

 

Foi apresentado o ponto de situação dos rastreios oncológicos desenvolvidos nos últimos anos, na região do Algarve, nomeadamente os rastreios do cancro da mama e do cancro do colo do útero.

 

Foram ainda discutidas as soluções que estão a ser estudadas no Algarve para melhorar a articulação entre os dois hospitais e a referenciação dos doentes oncológicos, com vista a agilizar o processo de tratamento e simultaneamente diminuir o número de pacientes referenciados para o IPO em Lisboa que possam ser tratados na Região.

Realizou-se, no dia 27 de novembro, a primeira reunião da Comissão Oncológica Regional do Algarve (COR) na sede da Administração Regional de Saúde do Algarve IP, em Faro, com o objetivo de apresentar o ponto de situação dos rastreios oncológicos a decorrer na Região. Esta reunião de trabalho contou com a presença dos membros do Conselho Diretivo da ARS Algarve IP, do Coordenador Nacional para as Doenças Oncológicas, Dr. Nuno Miranda, do Presidente do Conselho de Administração do Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa, Dr. Francisco Ramos, e dos membros da COR.

 

Foi apresentado o ponto de situação dos rastreios oncológicos desenvolvidos nos últimos anos, na região do Algarve, nomeadamente os rastreios do cancro da mama e do cancro do colo do útero.

 

Foram ainda discutidas as soluções que estão a ser estudadas no Algarve para melhorar a articulação entre os dois hospitais e a referenciação dos doentes oncológicos, com vista a agilizar o processo de tratamento e simultaneamente diminuir o número de pacientes referenciados para o IPO em Lisboa que possam ser tratados na Região.

Voltar
RSE - Area Cidadão