rastreio retinopatia diabética
Banner_SemanaTeste_2022
banners_antibioticos2022
i035812
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

1º Encontro do ACES Sotavento do Bebé e da Família juntou mais de uma centena de participantes

Cerca de 130 pessoas participaram no 1º Encontro do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Sotavento do Bebé e da Família «Aprender a ler com os bebés», que se realizou em Castro Marim entre os dias 28 e 29 de março de 2014, para discutir e aprender em torno do bebé e dos sinais neuro-comportamentais que produz no seu percurso de vida.


O Encontro, que juntou profissionais de renome a nível nacional no âmbito da Pediatria, da Psicologia Clínica, da Educação e das Ciências do Bebé e da Família na sua primeira edição, teve como primeiro objetivo informar e ensinar profissionais de saúde e a população em geral como «reconhecer o reportório incrível que o bebé traz» logo à nascença, como explicou no decorrer da sessão inaugural a Terapeuta Ocupacional a representar a Comissão Organizadora, Dra. Adriana Saraiva, utilizando-o numa ótica de linguagem que pode e deve ser utilizada como ferramenta em termos de intervenção clínica, de interação e relação precoce com a criança, sendo o propósito final uma parentalidade informada, harmoniosa, saudável e investida.


No seu discurso inaugural, o Presidente do Conselho Diretivo da ARS Algarve, Dr. Moura Reis, dirigindo palavras de apreço à organização do Encontro, realçou a «particular atenção» que a Administração Regional de Saúde do Algarve tem dado ao longo dos últimos anos, relativamente a questões de «promoção da saúde nas crianças e jovens», exemplificando com o desenvolvimento de vários projetos e programas regionais, «quer na área da prevenção da saúde mental, quer na promoção das competências parentais».


«Têm contribuído para os bons resultados alcançados» a nível regional, explicou Dr. Moura Reis, graças a «uma melhoria contínua e sustentada da prestação de cuidados de saúde materna e neonatal e de saúde das crianças», naturalmente aliados ao trabalho desenvolvido pelos ACES na área da saúde escolar na saúde infantil e juvenil, tendo alguns deles sido «alvo de reconhecimento a nível nacional e mesmo internacional», como é o caso por exemplo do Projeto Uma Janela Aberta à Família que «se transformou num projeto transfronteiriço» a ser implementado em parceria com o Serviço Andaluz de Salud.


Além dos cursos de preparação para o parto, da promoção do aleitamento materno, da criação dos cantinhos da amamentação nos Centros de Saúde, do combate à obesidade infantil, e da promoção de estilos de vida saudáveis junto da população em geral e das crianças e jovens em particular, o dirigente da ARS Algarve destacou também o trabalho desenvolvido pelos Grupos de Apoio à Saúde Mental Infantil (GASMI), «referenciado como um exemplo de boas práticas na área da Saúde Mental», e ainda o trabalho realizado pela Subcomissão Regional do Algarve do Sistema Nacional de Intervenção Precoce na Infância (SNIPI) que «tem permitido encontrar soluções para melhorar o Sistema de Intervenção Precoce quer na referenciação, no apoio, na assistência e na prestação de cuidados de saúde».


De salientar neste 1º Encontro do ACES Sotavento do Bebé e da Família «Aprender a ler com os bebés», o contributo do pediatra e professor norte-americano, Thomas Berry Brazelton, através do seu modelo de Desenvolvimento «Touchpoints», um novo paradigma multidimensional, colaborativo, preventivo e edificador de relações de aliança entre pais e profissionais de diferentes áreas, e também a intervenção do Professor  Doutor João Gomes-Pedro e de elementos da equipa da Fundação Brazelton/Gomes-Pedro para as Ciências do Bebé e da Família.


No decorrer do Encontro foram abordados temas como «Intervenção Precoce – do Conceito à Prática», Touchpoint do Conceito á Clínica», «Biopsicologia da Maternidade – A construção do vínculo», «Touchpoint e Educação no ciclo de vida do Bebé, da Criança e da Família», «Os primeiros mil dias de alimentação do bebé», «Consulta Pré-natal – o primeiro Touchpoint», «O Touchpoint do recém-nascido», tendo havido ainda espaço para a apresentação de diferentes práticas desenvolvidas no ACES Sotavento em termos de vigilância em saúde infantil, referenciação e intervenção precoce, visita domiciliária à puérpera e massagem do bebé.


O ACES Sotavento enquanto entidade provedora de Cuidados de Saúde Primários tem assumido ao longo dos últimos anos algumas estratégias de ação que visam fomentar políticas de prevenção, que se traduzem, por exemplo, pela criação de cursos de preparação para a parentalidade e parto, aconselhamento e promoção do aleitamento materno e a sinalização das crianças e famílias mais vulneráveis para a integração das equipas do Sistema Nacional de Intervenção Precoce na Infância (SNIPI).

Ler_bebes.jpg
Voltar
RSE - Area Cidadão