rastreio retinopatia diabética
Banner_SemanaTeste_2022
banners_antibioticos2022
i035812
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

4 Serviços Urgência Básica,1 Serviço Urgência Médico–Cirúrgica e 1 Serviço Urgência Polivalivalente no Algarve

Foi publicado, em Diário da República (DR), o Despacho n.º 5414/2008, do Gabinete do Ministro da Saúde, em vigor desde 28 de Janeiro, que define e classifica os serviços de urgência que constituem os pontos da rede de referenciação de urgência/emergência. O Algarve passará a contar com 4 Serviços de Urgência Básica, 1  Serviço de Urgência Médico – Cirúrgica e 1 Serviço de Urgência Polivalente.

 

O diploma tem por base uma proposta finalizada a 27 de Setembro de 2006 pela Comissão Técnica de Apoio ao Processo de Requalificação da Rede de Urgência Geral e submetida a audição pública até 30 de Novembro de 2006. A proposta foi também analisada pelas Administrações Regionais de Saúde, pela Direcção-Geral da Saúde e pelo INEM – Instituto Nacional de Emergência Médica, IP, tendo sido ouvidas a Missão para os Cuidados de Saúde Primários e a Coordenação Nacional para as Doenças Cardiovasculares.

A audição pública foi intensamente participada por um número elevado de autarquias, instituições, partidos políticos e cidadãos. As sugestões permitiram adaptar a proposta inicial, por forma a que, em articulação directa com algumas das autarquias visadas, fossem reconhecidas determinadas especificidades.

A proposta final assenta na requalificação e redistribuição geográfica dos pontos de urgência, tipificados em três serviços:

Serviço de urgência básica (SUB);

Serviço de urgência médico-cirúrgica (SUMC);

Serviço de urgência polivalente (SUP).

Os serviços de urgência agora definidos que ainda não cumprem os requisitos fixados no Despacho n.º 727/2007, de 15 de Janeiro deverão ser alvo de requalificação. O INEM é o responsável pela planificação do transporte para e entre os pontos da Rede.

De acordo com a rede agora aprovada o Algarve passará a contar com 6 pontos de rede contra os 2 pontos de rede de anterior:

– SUB de Albufeira, a funcionar no Centro de Saúde de Albufeira;

– SUB de Lagos – a funcionar no pólo de Lagos do Centro Hospitalar do Barlavento Algarvio;

– SUB de Loulé – a funcionar no Centro de Saúde de Loulé;

– SUB de Vila Real de Santo António – a funcionar no Centro de Saúde de Vila Real de Santo António.

– SUMC do Centro Hospitalar do Barlavento Algarvio – Portimão.

– SUP do Hospital Central de Faro – Faro.

Consultar: Despacho nº 5414

Foi publicado, em Diário da República (DR), o Despacho n.º 5414/2008, do Gabinete do Ministro da Saúde, em vigor desde 28 de Janeiro, que define e classifica os serviços de urgência que constituem os pontos da rede de referenciação de urgência/emergência. O Algarve passará a contar com 4 Serviços de Urgência Básica, 1  Serviço de Urgência Médico – Cirúrgica e 1 Serviço de Urgência Polivalente.

 

O diploma tem por base uma proposta finalizada a 27 de Setembro de 2006 pela Comissão Técnica de Apoio ao Processo de Requalificação da Rede de Urgência Geral e submetida a audição pública até 30 de Novembro de 2006. A proposta foi também analisada pelas Administrações Regionais de Saúde, pela Direcção-Geral da Saúde e pelo INEM – Instituto Nacional de Emergência Médica, IP, tendo sido ouvidas a Missão para os Cuidados de Saúde Primários e a Coordenação Nacional para as Doenças Cardiovasculares.

A audição pública foi intensamente participada por um número elevado de autarquias, instituições, partidos políticos e cidadãos. As sugestões permitiram adaptar a proposta inicial, por forma a que, em articulação directa com algumas das autarquias visadas, fossem reconhecidas determinadas especificidades.

A proposta final assenta na requalificação e redistribuição geográfica dos pontos de urgência, tipificados em três serviços:

Serviço de urgência básica (SUB);

Serviço de urgência médico-cirúrgica (SUMC);

Serviço de urgência polivalente (SUP).

Os serviços de urgência agora definidos que ainda não cumprem os requisitos fixados no Despacho n.º 727/2007, de 15 de Janeiro deverão ser alvo de requalificação. O INEM é o responsável pela planificação do transporte para e entre os pontos da Rede.

De acordo com a rede agora aprovada o Algarve passará a contar com 6 pontos de rede contra os 2 pontos de rede de anterior:

– SUB de Albufeira, a funcionar no Centro de Saúde de Albufeira;

– SUB de Lagos – a funcionar no pólo de Lagos do Centro Hospitalar do Barlavento Algarvio;

– SUB de Loulé – a funcionar no Centro de Saúde de Loulé;

– SUB de Vila Real de Santo António – a funcionar no Centro de Saúde de Vila Real de Santo António.

– SUMC do Centro Hospitalar do Barlavento Algarvio – Portimão.

– SUP do Hospital Central de Faro – Faro.

Consultar: Despacho nº 5414

Voltar
RSE - Area Cidadão