rastreio retinopatia diabética
Banner_SemanaTeste_2022
banners_antibioticos2022
i035812
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

ACES Central realizou rastreios dirigidos à população na Feira de Santa Iria

aces_central_feira_sta_iria_3.jpgEntre os dias 14 e 23 de outubro de 2011, a ARS Algarve IP, através do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Central – Centro de Saúde de Faro, esteve presente na Feira de Santa Iria em Faro, onde uma equipa multidisciplinar de profissionais de saúde dinamizou ações de sensibilização com o objectivo de incentivar a educação da população para a saúde e a adoção de estilos de vida saudáveis.

aces_central_feira_sta_iria_3.jpgEntre os dias 14 e 23 de outubro de 2011, a ARS Algarve IP, através do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Central – Centro de Saúde de Faro, esteve presente na Feira de Santa Iria em Faro, onde uma equipa multidisciplinar de profissionais de saúde dinamizou ações de sensibilização com o objectivo de incentivar a educação da população para a saúde e a adoção de estilos de vida saudáveis.

 

aces_central_feira_sta_iria_1.jpg

 

Assim sendo, no decorrer da feira foram realizados rastreios para avaliação e identificação dos portadores dos factores de risco cardiovascular, de acordo com a circular normativa da DGS sobre o Risco Global Cardiovascular, e a identificação de grupos de risco acrescido de desenvolvimento de diabetes, através da aplicação do questionário Finish Diabetes Risk Score (FINRISK).

 

aces_central_feira_sta_iria_2011_1.jpgOs dois fins de semana foram dedicados exclusivamente à população infantil, com uma ação  no âmbito do projeto «Centro de Saúde das Brincadeiras», onde foi proporcionado às crianças, que visitaram o espaço, um contacto direto com o equipamento clínico e os profissionais de Bata Branca, de modo a ficarem a conhecer a envolvência e operacionalidade dos serviços de saúde e simultaneamente demonstrar que o Centro de Saúde é um local aprazível, onde se pode ler, brincar e aprender.

 

Para isso, os profissionais de saúde presentes no local promoveram um jogo simbólico, através do qual as crianças levaram os seus bonecos que hipoteticamente se encontravam doentes à consulta, e ao mesmo tempo puderam desempenhar o papel de profissional de saúde, tendo como principal objectivo desdramatizar o medo de uma futura relação com a instituição de saúde, nomeadamente com a Bata Branca, uma vez que, por vezes, esta, desencadeia alguns sentimentos de angústia e medo.

aces_central_feira_sta_iria_3.jpg
Voltar
RSE - Area Cidadão