rastreio retinopatia diabética
Banner_SemanaTeste_2022
banners_antibioticos2022
i035812
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

Adesão ao Rastreio do Cancro da Mama no Algarve aumenta e atinge os 59%

imagem

Mais de 12.000 mulheres algarvias dos 50 aos 67 anos, aderiram à 2.ª volta ao rastreio do Cancro da Mama, quando estão rastreados cerca de metade dos concelhos da região.

imagem

Mais de 12.000 mulheres algarvias dos 50 aos 67 anos, aderiram à 2.ª volta ao rastreio do Cancro da Mama, quando estão rastreados cerca de metade dos concelhos da região.

 

Iniciada em Fevereiro de 2008, a segunda volta do Rastreio do Cancro da Mama do Algarve já percorreu 8 dos 16 concelhos, verificando-se um acréscimo da adesão em todos os locais comparativamente com as taxas registadas na 1ª volta que decorreu entre Setembro de 2005 e Janeiro de 2008.

 

De destacar os resultados obtidos nos concelhos de Olhão, Loulé e Albufeira, onde 7.969 mulheres aderiram ao rastreio, atingindo respectivamente, 58%, contra 36% na 1ª Volta, 57%, contra 36% na 1ª Volta e 58%, contra 36% na 1ª Volta.

 

Nos restantes concelhos mantiveram-se valores elevados que superaram também os da 1.ª volta, Alcoutim (1ª Volta: 68% – 2ª Volta: 72%), Castro Marim (1ª Volta: 63% – 2ª Volta: 63%), Vila Real de Santo António (1ª Volta: 49% – 2ª Volta: 66%), Tavira (1ª Volta:49% – 2ª Volta: 61%) e São Brás de Alportel (1ª Volta: 51% – 2ª Volta: 62%).

 

Actualmente, o Rastreio do Cancro da Mama está a decorrer na Unidade Móvel junto ao Centro de Saúde de Silves até ao dia 29 de Abril de 2009.

 

As mulheres com idades compreendidas entre 50 e 67 anos residentes no concelho de Silves receberão por carta uma marcação para realizar gratuitamente uma mamografia.

 

O rastreio consiste na realização de uma mamografia, radiografia da mama que causa apenas algum desconforto durante a sua realização.

 

Em Portugal mais de 4.000 mulheres são afectadas todos os anos pelo cancro da mama. O rastreio permite diagnosticar precocemente a doença, aumentando assim as probabilidades da cura.

 

O rastreio é financiado e organizado pela Administração Regional de Saúde do Algarve, I.P. em colaboração com a Associação Oncológica do Algarve.

 

O rastreio é gratuito e constitui uma oportunidade que deve ser aproveitada.

 

Em caso de dúvida, as utentes deverão ligar para 289 889 912 ou contactar com o responsável pelo rastreio: mayala@arsalgarve.min-saude.pt

imagem
Voltar
RSE - Area Cidadão