rastreio retinopatia diabética
Banner_SemanaTeste_2022
banners_antibioticos2022
i035812
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

Algarve presente com quatro projetos na 5ª edição do Prémio de Boas Práticas em Saúde da APDH

A Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Hospitalar (APDH), realizou, nos dias 11 e 12 de Outubro de 2011, na Unidade Local de Matosinhos EPE (auditório Hospital Pedro Hispano), a 5ª edição do Prémio de Boas Práticas em Saúde, incluindo um Roadshow Boas Práticas em Saúde, com 12 projetos finalistas.

 

Na edição do ano em curso foi definido como tema central: «Hospitais e Centros de Saúde: juntos por uma melhor saúde», devendo os projetos, no âmbito deste tema, enquadrar-se em uma ou mais das seis áreas definidas no respetivo regulamento, as quais vão desde a resposta a ameaças à saúde até à reconfiguração de serviços prestadores de cuidados de saúde ou melhoria da organização dos mesmos.

 

Foram apresentados projetos de boa prática que abrangem áreas como a triagem rápida com imagem à distância, cardiologia pediátrica e cuidados paliativos, estando a região do Algarve apresentada com dois projetos nomeados, «Unidade de Cirurgia do Ambulatório do Hospital de Faro, Satisfação do utente» (Hospital de Faro), e «Melhorar a Gestão das Camas do Centro Hospitalar do Barlavento Algarvio (CHBA).

 imagem

Tendo ficado entre os projetos com melhor classificação na edição passada, o projeto «Unidade de Terapia Familiar» da ARS Algarve IP foi também convidado para ser apresentado durante o Roadshow.

 

O Roadshow teve por objectivo aprofundar o conhecimento de cinco dos projetos nomeados em 2010 e proporcionar uma discussão mais rica e alargada, que possa contribuir para a transferibilidade de projetos ou resultados, adequando-os ao respectivo contexto, ou suscitar e/ou incentivar novas iniciativas de qualidade e inovação, com impacto na melhoria da prestação de cuidados de saúde.

 

O prémio Boas Práticas em Saúde (BPS) foi lançado em 2006, pela Direcção-Geral da Saúde, para reconhecer o trabalho dos profissionais e de equipas de serviços de saúde, dos sectores público, social e privado, que contribuem para a melhoria dos resultados em saúde e a promoção da equidade, efectividade e eficiência.

 

Este processo de distinção de BPS tem sido patrocinado também pela Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS), pelo Alto-Comissariado da Saúde (ACS) e pelas Administrações Regionais de Saúde (ARS), e tem contado ainda com o apoio da Deloitte e da Novartis Oncology, na expectativa de que a disseminação de boas práticas de serviços de saúde replique as suas mais-valias para o desempenho do Sistema de Saúde.

 

A APDH aceitou desde o início dinamizar a organização do prémio BPS, empreendido de forma partilhada com os organismos nacionais e regionais do Ministério da Saúde atrás referidos, nas quatro edições (2006, 2007/2008, 2009 e 2010), com o tratamento de 239 candidaturas (pré-avaliação pelas ARS e avaliação pela Comissão Científica, através dos formulários presentes, da observação in loco e da apresentação nos encontros finais), das quais resultaram 60 nomeações, 8 menções honrosas e 6 prémios, atribuídos até hoje.

 

Na mostra que agora se promoveu foram seleccionados 5 projectos nomeados para serem apresentados de novo, com o respectivo upgrade, e assim ilustrarem a inovação que no campo dos serviços de saúde se pode promover.

 

Houve depois uma conferência sobre «Inovação e Empreendorismo na Saúde», pelo Prof. Doutor Luís Pina Rebelo, da EGE Atlantic Business School, seguida de debate pelos participantes sobre o tema.

 

Foi ainda abordada a «Oportunidade do Prémio Boas Práticas em Saúde», pela presidente da direcção da APDH, Prof. Doutora Ana Escoval, seguida também de debate sobre o funcionamento do Prémio e sobre os projectos apresentados.

 

imagemPrograma Roadshow 11 de outubro de 2011 «Inovação e Empreendedorismo na Saúde»

imagemPrograma 5ª Edição Prémio de Boas Práticas, 12 de outubro de 2011

 

 

A Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Hospitalar (APDH), realizou, nos dias 11 e 12 de Outubro de 2011, na Unidade Local de Matosinhos EPE (auditório Hospital Pedro Hispano), a 5ª edição do Prémio de Boas Práticas em Saúde, incluindo um Roadshow Boas Práticas em Saúde, com 12 projetos finalistas.

 

Na edição do ano em curso foi definido como tema central: «Hospitais e Centros de Saúde: juntos por uma melhor saúde», devendo os projetos, no âmbito deste tema, enquadrar-se em uma ou mais das seis áreas definidas no respetivo regulamento, as quais vão desde a resposta a ameaças à saúde até à reconfiguração de serviços prestadores de cuidados de saúde ou melhoria da organização dos mesmos.

 

Foram apresentados projetos de boa prática que abrangem áreas como a triagem rápida com imagem à distância, cardiologia pediátrica e cuidados paliativos, estando a região do Algarve apresentada com dois projetos nomeados, «Unidade de Cirurgia do Ambulatório do Hospital de Faro, Satisfação do utente» (Hospital de Faro), e «Melhorar a Gestão das Camas do Centro Hospitalar do Barlavento Algarvio (CHBA).

 imagem

Tendo ficado entre os projetos com melhor classificação na edição passada, o projeto «Unidade de Terapia Familiar» da ARS Algarve IP foi também convidado para ser apresentado durante o Roadshow.

 

O Roadshow teve por objectivo aprofundar o conhecimento de cinco dos projetos nomeados em 2010 e proporcionar uma discussão mais rica e alargada, que possa contribuir para a transferibilidade de projetos ou resultados, adequando-os ao respectivo contexto, ou suscitar e/ou incentivar novas iniciativas de qualidade e inovação, com impacto na melhoria da prestação de cuidados de saúde.

 

O prémio Boas Práticas em Saúde (BPS) foi lançado em 2006, pela Direcção-Geral da Saúde, para reconhecer o trabalho dos profissionais e de equipas de serviços de saúde, dos sectores público, social e privado, que contribuem para a melhoria dos resultados em saúde e a promoção da equidade, efectividade e eficiência.

 

Este processo de distinção de BPS tem sido patrocinado também pela Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS), pelo Alto-Comissariado da Saúde (ACS) e pelas Administrações Regionais de Saúde (ARS), e tem contado ainda com o apoio da Deloitte e da Novartis Oncology, na expectativa de que a disseminação de boas práticas de serviços de saúde replique as suas mais-valias para o desempenho do Sistema de Saúde.

 

A APDH aceitou desde o início dinamizar a organização do prémio BPS, empreendido de forma partilhada com os organismos nacionais e regionais do Ministério da Saúde atrás referidos, nas quatro edições (2006, 2007/2008, 2009 e 2010), com o tratamento de 239 candidaturas (pré-avaliação pelas ARS e avaliação pela Comissão Científica, através dos formulários presentes, da observação in loco e da apresentação nos encontros finais), das quais resultaram 60 nomeações, 8 menções honrosas e 6 prémios, atribuídos até hoje.

 

Na mostra que agora se promoveu foram seleccionados 5 projectos nomeados para serem apresentados de novo, com o respectivo upgrade, e assim ilustrarem a inovação que no campo dos serviços de saúde se pode promover.

 

Houve depois uma conferência sobre «Inovação e Empreendorismo na Saúde», pelo Prof. Doutor Luís Pina Rebelo, da EGE Atlantic Business School, seguida de debate pelos participantes sobre o tema.

 

Foi ainda abordada a «Oportunidade do Prémio Boas Práticas em Saúde», pela presidente da direcção da APDH, Prof. Doutora Ana Escoval, seguida também de debate sobre o funcionamento do Prémio e sobre os projectos apresentados.

 

imagemPrograma Roadshow 11 de outubro de 2011 «Inovação e Empreendedorismo na Saúde»

imagemPrograma 5ª Edição Prémio de Boas Práticas, 12 de outubro de 2011

 

 

imagem
Voltar
RSE - Area Cidadão