Apoio Psicológico a utentes e profissionais covid -19
banner_receitas poéticas
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_verao&saude_sns
banner_vacinacao_covid
covid_regras_2
banner_GABINETESAUDEMENTAL_covid19_3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

APAV e DGS promovem campanha de sensibilização – Projeto Títono – Dia Internacional de Sensibilização sobre a Prevenção da Violência Contra as Pessoas Idosas

A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV), em conjunto com o Ministério da Saúde e a Direção – Geral da Saúde associa-se à iniciativa anual da International Network for Prevention of Elder Abuse – INPEA – (Rede Internacional para a Prevenção dos Maus-Tratos a Idosos), que no dia 15 de Junho, assinala o Dia Internacional de Sensibilização sobre a Prevenção da Violência Contra as Pessoas Idosas, com uma campanha de sensibilização e divulgação pública desenvolvida no âmbito do Projeto Títono – Apoio a Pessoas Idosas Vítimas de Crime e de Violência, financiado pela DGS.

Reconhecendo que a violência contra as pessoas idosas constitui um problema social de saúde pública, considera-se que o seu eficaz combate pode contribuir para um futuro mais inclusivo, onde todos sejam respeitados ao longo do ciclo de vida, nomeadamente no contexto de um envelhecimento ativo e saudável.

A APAV tem vindo a alertar a sociedade portuguesa para a realidade ainda obscura da violência praticada contra as pessoas idosas. Com o aumento da esperança de vida prevê-se que o número de pessoas com mais de 60 anos duplique até 2025, passando de 542 milhões em 1995 para 1.200 milhões nessa data. A Organização Mundial da Saúde receia que este aumento, associado a uma certa quebra de laços entre as gerações e com o enfraquecimento dos sistemas de proteção social, venha a agravar as situações de violência.

A APAV tem verificado que, desde 2000 até ao ano de 2011, houve um aumento de 158% do total das pessoas idosas vítimas de crime. Entre 2000 e 2011, a APAV recebeu 6.240 pessoas idosas vítimas de crime. Com estes processos de apoio, a APAV verificou que existe um insuficiente conhecimento do tema por parte das vítimas, familiares e prestadores de cuidados, bem como uma insuficiente informação e capacitação dos profissionais para intervirem nestas situações.

De referir que o Dia Internacional de Sensibilização sobre a Prevenção da Violência Contra as Pessoas Idosas é celebrado anualmente, por proposta pela INPEA,  com o objetivo de alertar a sociedade para a necessidade de prevenir e combater este fenómeno.

Para fazer o download dos materiais (folhetos, cartazes e spots TV) do Projeto Títono – Apoio a Pessoas Idosas Vítimas de Crime e de Violência: http://www.apav.pt/portal/tmp/CampanhaTitono.zip

Mais informações: Direção-Geral da Saúde

Associação Portuguesa de Apoio à Vítima

INPEA – Dia Internacional de Sensibilização sobre a Prevenção da Violência Contra as Pessoas Idosas 2012  

A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV), em conjunto com o Ministério da Saúde e a Direção – Geral da Saúde associa-se à iniciativa anual da International Network for Prevention of Elder Abuse – INPEA – (Rede Internacional para a Prevenção dos Maus-Tratos a Idosos), que no dia 15 de Junho, assinala o Dia Internacional de Sensibilização sobre a Prevenção da Violência Contra as Pessoas Idosas, com uma campanha de sensibilização e divulgação pública desenvolvida no âmbito do Projeto Títono – Apoio a Pessoas Idosas Vítimas de Crime e de Violência, financiado pela DGS.

Reconhecendo que a violência contra as pessoas idosas constitui um problema social de saúde pública, considera-se que o seu eficaz combate pode contribuir para um futuro mais inclusivo, onde todos sejam respeitados ao longo do ciclo de vida, nomeadamente no contexto de um envelhecimento ativo e saudável.

A APAV tem vindo a alertar a sociedade portuguesa para a realidade ainda obscura da violência praticada contra as pessoas idosas. Com o aumento da esperança de vida prevê-se que o número de pessoas com mais de 60 anos duplique até 2025, passando de 542 milhões em 1995 para 1.200 milhões nessa data. A Organização Mundial da Saúde receia que este aumento, associado a uma certa quebra de laços entre as gerações e com o enfraquecimento dos sistemas de proteção social, venha a agravar as situações de violência.

A APAV tem verificado que, desde 2000 até ao ano de 2011, houve um aumento de 158% do total das pessoas idosas vítimas de crime. Entre 2000 e 2011, a APAV recebeu 6.240 pessoas idosas vítimas de crime. Com estes processos de apoio, a APAV verificou que existe um insuficiente conhecimento do tema por parte das vítimas, familiares e prestadores de cuidados, bem como uma insuficiente informação e capacitação dos profissionais para intervirem nestas situações.

De referir que o Dia Internacional de Sensibilização sobre a Prevenção da Violência Contra as Pessoas Idosas é celebrado anualmente, por proposta pela INPEA,  com o objetivo de alertar a sociedade para a necessidade de prevenir e combater este fenómeno.

Para fazer o download dos materiais (folhetos, cartazes e spots TV) do Projeto Títono – Apoio a Pessoas Idosas Vítimas de Crime e de Violência: http://www.apav.pt/portal/tmp/CampanhaTitono.zip

Mais informações: Direção-Geral da Saúde

Associação Portuguesa de Apoio à Vítima

INPEA – Dia Internacional de Sensibilização sobre a Prevenção da Violência Contra as Pessoas Idosas 2012  

Voltar
RSE - Area Cidadão