rastreio retinopatia diabética
Banner_SemanaTeste_2022
banners_antibioticos2022
i035812
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

ARS Algarve alarga o acesso ao teste VIH nos Cuidados de Saúde Primários

O CAD realiza formações para profissionais de saúde do ACES Sotavento de 12 de setembro a 10 de outubro

 

Com o objetivo de alargar o acesso dos utentes à deteção precoce da infeção VIH nos Centros de Saúde da Região do Algarve, o Centro de Aconselhamento e Detecção Precoce do VIH/Sida (CAD) do Departamento de Saúde da Administração Regional de Saúde do Algarve IP, realiza formações destinadas aos profissionais de saúde médicos e enfermeiros do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Sotavento entre os dias 12 de setembro e 10 de outubro.

 

O CAD da ARS Algarve IP garante desta forma dar continuidade às formações em «Deteção Precoce da Infeção VIH/sida» aos Profissionais de Saúde das Unidades Funcionais, desta vez nas Unidades Funcionais de Tavira, Vila Real de Santo António, Castro Marim e Alcoutim.

 

Estas formações iniciaram-se em março de 2013, nas Unidades de Saúde Familiar, Unidades de Cuidados de Saúde Personalizados e Serviços de Urgência Básica do Agrupamento de Centros de Saúde Central (Faro, Olhão, Albufeira, S. Brás de Alportel e Loulé, incluindo as extensões de Quarteira, Almancil e Boliqueime).

 

Desde então, todos os utentes podem solicitar a realização do teste de detecção da infeção VIH. Além do tradicional teste laboratorial, cada Unidade dispõe de testes rápidos, cujo resultado está disponível em 30 minutos e a sua realização é gratuita.

 

Participaram nestas formações 143 profissionais de saúde das 14 Unidades Funcionais do ACES Central e dos 2 Serviços de Urgência Básica, Loulé e Albufeira.

 

Entre os meses de março e agosto foram já realizados 124 testes rápidos de deteção da infeção VIH/sida no ACES Central, esperando-se assim combater a infeção VIH/sida, diminuir o número de novos casos na região e aumentar a deteção precoce desta infeção, que permitirá o início precoce do tratamento, aumentando assim a esperança e a qualidade de vida das pessoas infetadas.

 

Estão ainda previstas formações neste âmbito para os profissionais de saúde do ACES Barlavento.

imgars_news_1.png
Voltar
RSE - Area Cidadão