rastreio retinopatia diabética
Banner_SemanaTeste_2022
banners_antibioticos2022
i035812
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

ARS Algarve IP alerta a população para alegados falsos Rastreios de AVC

imagemA Administração Regional de Saúde do Algarve IP recomenda à população especial atenção em relação a alegados rastreios de AVC efectuados por entidades com fins comerciais.

Tendo-se tomado conhecimento de várias participações, verificou-se que a forma de actuação desses indivíduos obedece a um esquema sempre semelhante:

– Apresentando-se como profissionais do Ministério da Saúde, efectuam um contacto telefónico para a casa das pessoas convidando-as a beneficiar de um rastreio gratuito de AVC, com assistência prestada por pessoal especializado.

– É marcada uma data específica num determinado local, em horário pós laboral.

– No local as pessoas são confrontadas com um rápido questionário e encaminhados para uma promoção comercial que visa promover a aquisição de serviços ou vendas de produtos, nomeadamente, colchões.

Tais actos ora denunciados são susceptíveis de afectar a confiança dos utentes nos rastreios legítimos, efectuados no âmbito dos programas do Ministério da Saúde em colaboração com entidades públicas e privadas, com intuito de promover a prevenção e detecção precoce de determinada doença, ou, outra condição.

A ARS Algarve, IP promove activamente acções de rastreio junto da população, em diversas áreas da saúde, que publicita no seu sítio da Internet – www2.arsalgarve.min-saude.pt, divulgação essa que complementa através de cartazes, afixados nos Centros de Saúde e Unidades Funcionais, devidamente autenticados e de autoria inconfundível – e nunca por contacto pessoal, designadamente telefónico.

Perante a gravidade da situação, e da referência ilícita por parte destas entidades comerciais ao Ministério da Saúde, a ARS Algarve, IP participou às autoridades competentes as referidas ocorrências.

Condenam-se estas iniciativas comerciais, que não visam outro fim senão a promoção de produtos, e que são contrárias ao modo de intervenção científico e social da ARS Algarve, IP e aos seus objectivos de prestação de cuidados de saúde de qualidade à sua população.

Em caso de dúvida em relação a rastreios alegadamente efectuados em colaboração com o Ministério da Saúde esclareça-se junta da ARS Algarve, IP sobre a veracidade de tais iniciativas, através do telefone: 289 889 900 (Gabinete do Cidadão, Relações Públicas e Comunicação) ou por mail: gabcidadao@arsalgarve.min-saude.pt.

Se participou num rastreio falso denuncie.

Faro, 19 de abril de 2012

imagemA Administração Regional de Saúde do Algarve IP recomenda à população especial atenção em relação a alegados rastreios de AVC efectuados por entidades com fins comerciais.

Tendo-se tomado conhecimento de várias participações, verificou-se que a forma de actuação desses indivíduos obedece a um esquema sempre semelhante:

– Apresentando-se como profissionais do Ministério da Saúde, efectuam um contacto telefónico para a casa das pessoas convidando-as a beneficiar de um rastreio gratuito de AVC, com assistência prestada por pessoal especializado.

– É marcada uma data específica num determinado local, em horário pós laboral.

– No local as pessoas são confrontadas com um rápido questionário e encaminhados para uma promoção comercial que visa promover a aquisição de serviços ou vendas de produtos, nomeadamente, colchões.

Tais actos ora denunciados são susceptíveis de afectar a confiança dos utentes nos rastreios legítimos, efectuados no âmbito dos programas do Ministério da Saúde em colaboração com entidades públicas e privadas, com intuito de promover a prevenção e detecção precoce de determinada doença, ou, outra condição.

A ARS Algarve, IP promove activamente acções de rastreio junto da população, em diversas áreas da saúde, que publicita no seu sítio da Internet – www2.arsalgarve.min-saude.pt, divulgação essa que complementa através de cartazes, afixados nos Centros de Saúde e Unidades Funcionais, devidamente autenticados e de autoria inconfundível – e nunca por contacto pessoal, designadamente telefónico.

Perante a gravidade da situação, e da referência ilícita por parte destas entidades comerciais ao Ministério da Saúde, a ARS Algarve, IP participou às autoridades competentes as referidas ocorrências.

Condenam-se estas iniciativas comerciais, que não visam outro fim senão a promoção de produtos, e que são contrárias ao modo de intervenção científico e social da ARS Algarve, IP e aos seus objectivos de prestação de cuidados de saúde de qualidade à sua população.

Em caso de dúvida em relação a rastreios alegadamente efectuados em colaboração com o Ministério da Saúde esclareça-se junta da ARS Algarve, IP sobre a veracidade de tais iniciativas, através do telefone: 289 889 900 (Gabinete do Cidadão, Relações Públicas e Comunicação) ou por mail: gabcidadao@arsalgarve.min-saude.pt.

Se participou num rastreio falso denuncie.

Faro, 19 de abril de 2012

imagem
Voltar
RSE - Area Cidadão