rastreio retinopatia diabética
Banner_SemanaTeste_2022
banners_antibioticos2022
i035812
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

ARS Algarve, IP celebra protocolo de colaboração com o IPST, IP para gestão do Serviço de Sangue/Laboratório de Imunohemoterapia do Laboratório Regional de Saúde Pública Dra. Laura Ayres

protocolo_ars_ipst.jpgA Administração Regional de Saúde do Algarve IP e o Instituto Português do Sangue e da Transplantação IP celebraram, no dia 10 de dezembro de 2012, um protocolo de colaboração com vista a criar um novo modelo de gestão do Serviço de Sangue/ Laboratório de Imunohemoterapia do Laboratório Regional de Saúde Pública do Algarve, Dra. Laura Ayres, no que respeita às actividades de análise e processamento do sangue colhido na Região do Algarve.  O protocolo assinado pelo Presidente da ARS Algarve, IP, Dr. Martins dos Santos, pelo Presidente do IPST,IP, Prof. Doutor Hélder Trindade, na presença dos restantes membros dos Conselhos Diretivos, irá entrar em vigor a partir de 1 de janeiro de 2013.

 

protocolo_ars_ipst.jpgA Administração Regional de Saúde do Algarve IP e o Instituto Português do Sangue e da Transplantação IP celebraram, no dia 10 de dezembro de 2012, um protocolo de colaboração com vista a criar um novo modelo de gestão do Serviço de Sangue/ Laboratório de Imunohemoterapia do Laboratório Regional de Saúde Pública do Algarve, Dra. Laura Ayres, no que respeita às actividades de análise e processamento do sangue colhido na Região do Algarve.  O protocolo assinado pelo Presidente da ARS Algarve, IP, Dr. Martins dos Santos, pelo Presidente do IPST,IP, Prof. Doutor Hélder Trindade, na presença dos restantes membros dos Conselhos Diretivos, irá entrar em vigor a partir de 1 de janeiro de 2013.

 

Este novo modelo gestão visa dar continuidade à colaboração já existente entre as duas instituições de modo a permitir uma optimização e gestão mais racional dos recursos, com uma maior rentabilidade e diminuição de custos de produção, assegurando simultaneamente a qualidade e a segurança do serviço de sangue.

 

No âmbito desta parceria, o IPST,IP irá coordenar, orientar e articular a actividade do Serviço de Sangue/Laboratório de Imunohemoterapia do LRSP, disponibilizando todos os materiais necessários ao estudo e processamento do sangue, suportando todos os custos operacionais, nomeadamente, nas actividades de conservação, estudo analítico, processamento, armazenamento e distribuição do sangue. Por seu lado, os recursos humanos necessários a estas actividades continuarão a ser os profissionais de saúde afetos à ARS Algarve, já existentes no Serviço de Sangue.

 

protocolo_ars_ipst_2.jpgAssim sendo, o sangue colhido na Região de Saúde do Algarve será recebido, separado, armazenado, analisado e processado pelo LRSP, cabendo a este laboratório assegurar a adequação técnica das condições de armazenamento, registo, identificação, análise e processamento de sangue, de acordo com as orientações técnicas do IPST. Todo o sangue colhido e os seus componentes serão distribuídos pelos dois hospitais da Região do Algarve e, em caso, de necessidade por outras instituições e serviços do país.

 

Na sua intervenção, o Presidente da ARS Algarve, IP, Dr. Martins dos Santos, destacou a importância do reforço da parceria com o IPST,IP na área do serviço de sangue na lógica de optimizar os recursos e serviços existentes. Sublinhando que «a gestão de um serviço com estas características é da competência do IPST, por isso, é com uma enorme satisfação que concluímos este protocolo», deixando votos de que «esta colaboração seja profícua para ambas instituições».

 

No mesmo sentido, o Presidente do IPST, IP, Prof. Dr. Hélder Trindade, salientou que a celebração deste protocolo irá permitir que haja «uma extensão em termos daquilo que já é a actividade do sangue mais para a zona Sul, envolvendo os dois hospitais da Região, em Portimão e Faro», explicando que «os hospitais de Portimão e de Faro, irão continuar a ser locais de colheita, mas haverá uma centralização de todo o processamento, armazenamento e distribuição do sangue dentro de uma estrutura – Serviço de Sangue/ Laboratório de Imunohematerapia do LRSP – que fica afeta ao IPST».

 

protocolo_ars_ipst_3.jpgCom esta cooperação, «esperamos diminuir custos de produção, distribuição e aplicação, através desta centralização neste laboratório do processamento e da análise do sangue da Região Sul» e por outro «vir a incentivar a actividade quer de colheita quer de processamento do sangue na Região do Algarve, com a possibilidade do restante país também vir a lucrar desse aumento de actividade na Região», reiterou, deixando o desejo de que «com este protocolo se possa ter dado um importante passo, em termos de colheita, para que no próximo ano, se possa conseguir além da auto-suficiência, aumentar o número de dadores».

 

A celebração do protocolo decorreu na sala de reuniões do Laboratório Regional de Saúde Pública Dra. Laura Ayres, tendo contado com a presença da parte da ARS Algarve, IP dos vogais do Conselho Diretivo, Dra. Ana Costa e Dr. Miguel Madeira e da Responsável do LRSP Laura Ayres, Dra. Ana Paula Coelho, e da parte do Instituto Português do Sangue e da Transplantação IP, a vogal Dra. Gracinda de Sousa acompanhada dos restantes membros do Conselho Diretivo do IPST.

protocolo_ars_ipst.jpg
Voltar
RSE - Area Cidadão