rastreio retinopatia diabética
Banner_SemanaTeste_2022
banners_antibioticos2022
i035812
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

ARS Algarve IP inicia Programa de Controlo de Qualidade em Protecção Radiológica

Assinalando os 115 anos da descoberta de radiação electromagnética (8 de Novembro de 1895), mais conhecida como Raios X, do físico alemão Wilhelm Röntgen (1845-1923), a ARS Algarve IP iniciou um Programa de Controlo de Qualidade em Protecção Radiológica na região, com o objectivo de melhorar a qualidade na avaliação das imagens radiológicas digitais produzidas e aumentar a vida útil do equipamento, diminuindo assim os custos financeiros.

 

Sendo a imagiologia (imagem radiográfica) um dos meios auxiliares de diagnóstico clínico nos Centros de Saúde para detectar precocemente determinadas doenças, torna-se fundamental que a imagiologia funcione de forma correcta e que produza uma imagem de alta qualidade, tornando assim mais eficiente a leitura da imagem, para ajudar o clínico na elaboração do diagnóstico médico, reduzindo a necessidade de repetir o exame e a exposição à radiação.

 

Nesta perspectiva é fundamental que as imagens radiológicas possuam qualidade e que sejam obtidas à 1ª vez para evitar repetições que acarretam maior dose de radiação para os doentes. Para se poder avaliar a qualidade das imagens radiológicas torna-se necessário monitorizar constantemente o seu processo de produção, que deve ser efectuado de acordo com um referencial de qualidade previamente definido.

 

Deste modo, a ARS Algarve IP deu inicio a um Programa de Controlo de Qualidade em Protecção Radiológica, sob a direcção de um perito qualificado na protecção de radiação que, através de uma interacção multidisciplinar, irá envolver várias etapas: verificação habitual de parâmetros técnicos em equipamentos de raios X, sistemas de registo e outros procedimentos usados para entregar as imagens para interpretação médica.

 

Breve Caracterização do Raio X e a importância do Controlo de Qualidade:

O RX é o primordial método de investigação para o corpo humano em diversas situações clínicas. Portanto, os procedimentos de controlo de qualidade são implementados para padronizar e definir os requisitos mínimos para um serviço de radiologia. A qualidade é alcançada por meio de uma estrutura bem formada com o objectivo de atingir o sucesso na avaliação de imagem. Para realizar um exame radiológico é preciso ter em conta os aspectos físicos, técnicas aplicadas, comportamento profissional de acordo com as normas e regulamentações.

 

A radiação de ionização deve ser aplicada nos casos em que os benefícios superam os riscos potenciais, sendo que o objectivo é maximizar os ganhos sobre os danos potenciais através de procedimentos de protecção contra as radiações.

 

As aplicações destes 2 princípios são o principal objectivo de um programa de Controlo de Qualidade (CQ): Aplicar a radiação mínima necessária para manter o valor diagnóstico da imagem; A radiação deve ser controlada e as imagens radiológicas devem ter sempre a qualidade suficiente para fornecer as informações necessárias.

 

Existem procedimentos padrão para cada exame que o Técnico sabe e segue na aquisição de uma imagem. Há também normas gerais relativas às etapas de exame e as definições do dispositivo de aquisição. Cada passo é dependente das características do utente e além disso, alguns problemas são de difícil padronização, embora os principais procedimentos técnicos são acompanhados por um controlo de qualidade adequado.

Assinalando os 115 anos da descoberta de radiação electromagnética (8 de Novembro de 1895), mais conhecida como Raios X, do físico alemão Wilhelm Röntgen (1845-1923), a ARS Algarve IP iniciou um Programa de Controlo de Qualidade em Protecção Radiológica na região, com o objectivo de melhorar a qualidade na avaliação das imagens radiológicas digitais produzidas e aumentar a vida útil do equipamento, diminuindo assim os custos financeiros.

 

Sendo a imagiologia (imagem radiográfica) um dos meios auxiliares de diagnóstico clínico nos Centros de Saúde para detectar precocemente determinadas doenças, torna-se fundamental que a imagiologia funcione de forma correcta e que produza uma imagem de alta qualidade, tornando assim mais eficiente a leitura da imagem, para ajudar o clínico na elaboração do diagnóstico médico, reduzindo a necessidade de repetir o exame e a exposição à radiação.

 

Nesta perspectiva é fundamental que as imagens radiológicas possuam qualidade e que sejam obtidas à 1ª vez para evitar repetições que acarretam maior dose de radiação para os doentes. Para se poder avaliar a qualidade das imagens radiológicas torna-se necessário monitorizar constantemente o seu processo de produção, que deve ser efectuado de acordo com um referencial de qualidade previamente definido.

 

Deste modo, a ARS Algarve IP deu inicio a um Programa de Controlo de Qualidade em Protecção Radiológica, sob a direcção de um perito qualificado na protecção de radiação que, através de uma interacção multidisciplinar, irá envolver várias etapas: verificação habitual de parâmetros técnicos em equipamentos de raios X, sistemas de registo e outros procedimentos usados para entregar as imagens para interpretação médica.

 

Breve Caracterização do Raio X e a importância do Controlo de Qualidade:

O RX é o primordial método de investigação para o corpo humano em diversas situações clínicas. Portanto, os procedimentos de controlo de qualidade são implementados para padronizar e definir os requisitos mínimos para um serviço de radiologia. A qualidade é alcançada por meio de uma estrutura bem formada com o objectivo de atingir o sucesso na avaliação de imagem. Para realizar um exame radiológico é preciso ter em conta os aspectos físicos, técnicas aplicadas, comportamento profissional de acordo com as normas e regulamentações.

 

A radiação de ionização deve ser aplicada nos casos em que os benefícios superam os riscos potenciais, sendo que o objectivo é maximizar os ganhos sobre os danos potenciais através de procedimentos de protecção contra as radiações.

 

As aplicações destes 2 princípios são o principal objectivo de um programa de Controlo de Qualidade (CQ): Aplicar a radiação mínima necessária para manter o valor diagnóstico da imagem; A radiação deve ser controlada e as imagens radiológicas devem ter sempre a qualidade suficiente para fornecer as informações necessárias.

 

Existem procedimentos padrão para cada exame que o Técnico sabe e segue na aquisição de uma imagem. Há também normas gerais relativas às etapas de exame e as definições do dispositivo de aquisição. Cada passo é dependente das características do utente e além disso, alguns problemas são de difícil padronização, embora os principais procedimentos técnicos são acompanhados por um controlo de qualidade adequado.

Voltar
RSE - Area Cidadão