Apoio Psicológico a utentes e profissionais covid -19
banner_receitas poéticas
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_verao&saude_sns
banner_vacinacao_covid
covid_regras_2
banner_GABINETESAUDEMENTAL_covid19_3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

ARS Algarve IP promoveu ações de formação em Cuidados de Saúde Neonatais e Pediátricos

Cerca de 60 profissionais de saúde participaram nas duas ações de formação na área dos cuidados de saúde neonatais e pediátricos realizadas pela ARS Algarve IP em parceria com o Serviço Andaluz de Salud, co-financiadas pelo Programa de Cooperação Transfronteiriça Espanha-Portugal – POCTEP 2007- 2013 (com o apoio da União Europeia – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), com o objetivo de promover o desenvolvimento de atividades do apoio domiciliar na área da saúde materno-infantil, designadamente, à puérpera e ao recém-nascido, da Região do Algarve.

A primeira ação de formação, que decorreu nos dias 8 e 9 de maio na Escola Superior de Saúde de Faro, foi dedicada aos Cuidados de Saúde Neonatais e Pediátricos, tendo contado com a participação da APSI – Associação para a Promoção da Segurança Infantil e de profissionais da Urgência Pediátrica do Centro Hospitalar do Algarve, onde foram abordadas questões relacionadas com a prevenção de acidentes e manobras de suporte básico de vida em crianças pequenas.

No dia 19 de maio, a Biblioteca Municipal de Vila Real de Santo António, acolheu a segunda ação de formação dedicada ao apoio no período do puerpério, nomeadamente, nas primeiras semanas da mãe e do bebé após o parto. A vigilância do puerpério, os sinais de alerta do puerpério, a saúde mental no puerpério e a importância da amamentação foram alguns dos temas debatidos pelos participantes dos Agrupamentos dos Centros de Saúde do Algarve e do Serviço Andaluz de Salud.

Este tipo de ações pretende estimular o desenvolvimento de atividades nos cuidados de saúde primários para dar resposta às modificações sociais, do enfraquecimento da rede social, própria do mundo urbano e moderno, que têm resultado num número crescente de mães primíparas (mães de um primeiro filho), muitas delas sem apoio social e familiar no Algarve, o que torna essencial que os serviços públicos se organizem de forma a dar apoio personalizado e no domicílio a estas famílias de uma forma prioritária mas também a todas as outras.

De referir que as duas formações foram co-financiadas por candidaturas a fundos comunitários, no quadro da cooperação transfronteiriça (POCTEP – Programa Operacional de Cooperação Transfronteiriça Espanha-Portugal) nomeadamente, no âmbito do projeto Neonatal e do projeto Materno Infantil, em que a ARS Algarve, IP é parceira do Serviço Andaluz de Salud, e que têm contribuído para fomentar a articulação e a troca de experiências entre profissionais de saúde do Algarve e da Andaluzia no sentido de potenciarem as boas práticas já existentes nestas áreas.

Voltar
RSE - Area Cidadão