Apoio Psicológico a utentes e profissionais covid -19
banner_receitas poéticas
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_verao&saude_sns
banner_vacinacao_covid
covid_regras_2
banner_GABINETESAUDEMENTAL_covid19_3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

ASMAL cria resposta social inovadora para adolescentes na área da Saúde Mental com Unidade Socio-Ocupacional em Loulé

A Associação de Saúde Mental do Algarve (ASMAL) realizou esta terça-feira, dia 29 de julho de 2014, a cerimónia oficial de lançamento da primeira pedra da futura Unidade Socio-Ocupacional para adolescentes com problemas de saúde mental. Situada no Loteamento Industrial de Loulé, Lote 5, esta moderna unidade pretende criar uma resposta inovadora e pioneira no apoio, tratamento e reabilitação de jovens da região do Algarve. A obra deverá estar concluída a 30 de dezembro de 2014.

Durante a cerimónia que contou com a presença do Presidente do Conselho Diretivo da ARS Algarve IP, Dr. Moura Reis, da Dra Paula Domingues, em representação do Diretor do Programa Nacional para a Saúde Mental e Coordenador da Equipa de Projeto para os Cuidados Continuados Integrados de Saúde Mental, Dr. Álvaro de Carvalho, da Diretora do Instituto de Segurança Social do Distrito de Faro, Dra Ofélia Ramos, do Presidente da Câmara Municipal de Loulé, Dr. Vitor Aleixo, a Presidente da ASMAL, Enf. Fernanda Pires, agradeceu a colaboração de todos aqueles que têm apoiado e contribuído para o crescimento da associação.

Nas suas intervenções todos os representantes das entidades presentes destacaram o excelente trabalho desenvolvido pela ASMAL em prol da promoção do bem-estar e no apoio na área da saúde mental na Região do Algarve e manifestaram a intenção de continuar a colaborar com a associação nas suas diversas vertentes e projetos.

O Presidente do Conselho Diretivo da ARS Algarve IP salientou o importante papel que a futura Unidade Socio-Ocupacional dos adolescentes vai desempenhar, em articulação com os serviços de saúde mental da infância e adolescência, no apoio, tratamento e reabilitação de jovens da região, permitindo, desta forma, alargar a área de intervenção e reforçar a articulação entre as várias estruturas da comunidade nesta área.

A Unidade Socio-Ocupacional dos Adolescentes vai criar uma resposta social inovadora através do desenvolvimento de programas de reabilitação psicossocial para adolescentes dos 13 aos 17 anos, com perturbação mental e/ou com perturbação do desenvolvimento e estruturação da personalidade, com reduzido ou moderado grau de incapacidade psicossocial, clinicamente estabilizados. Estes programas são desenhados de acordo com a situação específica de cada adolescente, sendo que a intervenção da Unidade Socio-Ocupacional será definida em estreita articulação com os serviços de saúde mental da infância e adolescência e com as escolas.

Do conjunto de serviços e intervenções dirigidas à população em causa destacam-se:

  • Apoio na área da reabilitação, treino da autonomia e desenvolvimento de competências sociocognitivas, de acordo com o programa funcional;
  • Apoio e reabilitação psicossocial nas atividades da vida diária;
  • Apoio socio-ocupacional, incluindo atividades psicoeducativas, lúdicas e desportivas;
  • Atividades de psicoeducação e treino aos familiares e outros cuidadores;
  • Articulação com a escola, incluindo apoio e encaminhamento para serviços de formação profissional;
  • Atividades pedagógicas, socioculturais e desportivas em articulação com as escolas, autarquias, associações culturais, desportivas e recreativas ou outras estruturas da comunidade;
  • Supervisão na gestão da medicação;
  • Alimentação;
  • Cuidados de higiene e conforto.

Esta construção, pioneira no país, é cofinanciada pelo PRODER (Medida 3.2 – Melhoria da Qualidade de Vida) e estará concluída a 30 de dezembro do corrente ano.

Mais informações: ASMAL

Voltar
RSE - Area Cidadão