Apoio Psicológico a utentes e profissionais covid -19
banner_receitas poéticas
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_verao&saude_sns
banner_vacinacao_covid
covid_regras_2
banner_GABINETESAUDEMENTAL_covid19_3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

Bispo do Algarve visita Unidade de Longa Duração e Manutenção de Albufeira

Imagem do Bispo do Algarve e uma utente da ULDM AlbufeiraO Bispo do Algarve, D. Manuel Neto Quintas, visitou na quarta-feira, 16 de Abril, a Unidade de Internamento de Longa Duração e Manutenção de Albufeira, destacando a importância deste tipo de cuidados para a comunidade.

Imagem do Bispo do Algarve e uma utente da ULDM AlbufeiraO Bispo do Algarve, D. Manuel Neto Quintas, visitou na quarta-feira, 16 de Abril, a Unidade de Internamento de Longa Duração e Manutenção de Albufeira, destacando a importância deste tipo de cuidados para a comunidade.

 

No âmbito da visita pastoral ao concelho de Albufeira que decorre durante o mês de Abril, o Bispo do Algarve, D. Manuel Neto Quintas e o Padre de Albufeira, Rosa Simão, ficaram a conhecer as instalações da Unidade de cuidados continuados integrados a funcionar no Centro de Saúde de Albufeira desde o final do ano passado, com capacidade de 20 camas. 

Imagem da visita do Bispo do Algarve à ULDM AlbufeiraNo decorrer da visita, o Bispo do Algarve, acompanhado pelo Presidente da ARS Algarve, I.P., Dr. Rui Lourenço, a Directora do Centro de Saúde de Albufeira, Dra Margarida Feteira, o Director da Fundação António Silva Leal, Dr. Valdemar Saleiro, ficou a conhecer o modo de funcionamento daquela unidade e a forma como são referenciados e encaminhados os utentes no âmbito da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados na Região do Algarve.  

Após escutar as explicações do Presidente da ARS Algarve, I.P. sobre as prioridades da instituição na área dos Cuidados Continuados Integrados na Região do Algarve, que tem como principal objectivo ampliar o número de camas em Unidades de Internamento e ainda reforçar o apoio domiciliário, aumentando o número de equipas de cuidados continuados integrados domiciliários com vista a alcançar uma cobertura total da região até final de 2008, D. Manuel Neto Quintas mostrou-se bastante satisfeito e sensibilizado com o humanismo e a proximidade com que são realizados os cuidados aos utentes neste tipo de unidades. 

Imagem da visita do Bispo do Algarve à ULDM AlbufeiraO Bispo do Algarve salientou ainda a importância destes cuidados não só para os idosos, mas para todas as pessoas dependentes, sublinhando que nestas unidades estes têm a possibilidade não só de ter acesso aos cuidados médicos, mas acima de tudo, a atenção que lhes é dispensada pelos profissionais é fundamental para que não se sintam sós e abandonados.      

De referir que a implementação da RNCCI na Região do Algarve iniciou-se com as experiências piloto em 2006 concretizadas nas Equipas de Cuidados Continuados Integrados (domiciliários) (ECCI’s) nos Centros de Saúde de Loulé (4 equipas) e de Silves (2 equipas).  

Actualmente, a Região do Algarve dispõe de: 

– 18 Equipas de Cuidados Continuados Integrados Domiciliários: Centros de Saúde de Albufeira (1), de Faro (2), de Lagos (1), de Loulé (4), de Olhão (1), de Portimão (2), de S. Brás de Alportel (1), de Silves (2), de Tavira, de Vila do Bispo/Aljezur (1) e de Vila Real de Santo António/Castro Marim (2);

 – 1 Equipa Comunitária de Suporte em Cuidados Paliativos (ECSCP): Centros de Saúde de Tavira/Olhão/Faro (1); 

– 2 Unidades de Convalescença (UC): UC de Loulé (20 camas) e UC de Portimão (22 camas); 

– 2 Unidades de Média Duração e Reabilitação (UMDR): UMDR de Portimão (23 camas) e UMDR de Tavira (20 camas); 

– 5 Unidades de Longa Duração e Manutenção (ULDM): ULDM de Vila Real de Santo António (18 camas), ULDM de Albufeira (20 camas), ULDM de Silves (20 camas) , ULDM de Estombar (16 camas) e ULDM de Algoz (30 camas). 

Assim, neste momento, os acordos existentes criaram 189 camas de internamento destinadas a cuidados continuados a pessoas idosas e dependentes na região, sendo 42 camas de convalescença, 43 camas para internamentos de média duração e 104 camas para internamentos de longa duração.

Imagem do Bispo do Algarve e uma utente da ULDM Albufeira
Voltar
RSE - Area Cidadão