Apoio Psicológico a utentes e profissionais covid -19
banner_receitas poéticas
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_verao&saude_sns
banner_vacinacao_covid
covid_regras_2
banner_GABINETESAUDEMENTAL_covid19_3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

CHBA celebrou o Dia Mundial da Doença de Parkinson através de Almoço Convívio

O Centro Hospitalar do Barlavento Algarvio celebrou hoje, dia 11 de Abril, o dia Mundial da Doença de Parkinson, organizando um almoço convívio para o grupo de terapia de Parkinson da Instituição.

 

Para além desta iniciativa, o grupo foi igualmente convidado para participar num encontro promovido pela Santa Casa da Misericórdia de Lagos, com o tema «O Encontro dos Desencontros…Uma Vida mais Profunda na Doença de Parkinson», onde a Psicóloga Clínica do CHBA, Verónica Ferreira, participa enquanto palestrante com o tema “Uma vida mais profunda…na doença de Parkinson”.

A doença de Parkinson foi descrita, em 1817, pelo médico inglês James Parkinson, sendo que os sinais basilares apresentados são de tremor, rigidez, acinésia e instabilidade na postura.

Estima-se que existam cerca de 12 000 portugueses a sofrerem desta doença. Apesar de afectar os dois sexos, a doença de Parkinson tem preponderância a manifestar-se no sexo masculino e em pessoas com alguma idade (50/ 60 anos). Prevê-se que com o aumento significativo da esperança média de vida venha igualmente aumentar o número de doentes uma vez que a incidência desta doença está directamente relacionada com a idade.

O Centro Hospitalar do Barlavento Algarvio celebrou hoje, dia 11 de Abril, o dia Mundial da Doença de Parkinson, organizando um almoço convívio para o grupo de terapia de Parkinson da Instituição.

 

Para além desta iniciativa, o grupo foi igualmente convidado para participar num encontro promovido pela Santa Casa da Misericórdia de Lagos, com o tema «O Encontro dos Desencontros…Uma Vida mais Profunda na Doença de Parkinson», onde a Psicóloga Clínica do CHBA, Verónica Ferreira, participa enquanto palestrante com o tema “Uma vida mais profunda…na doença de Parkinson”.

A doença de Parkinson foi descrita, em 1817, pelo médico inglês James Parkinson, sendo que os sinais basilares apresentados são de tremor, rigidez, acinésia e instabilidade na postura.

Estima-se que existam cerca de 12 000 portugueses a sofrerem desta doença. Apesar de afectar os dois sexos, a doença de Parkinson tem preponderância a manifestar-se no sexo masculino e em pessoas com alguma idade (50/ 60 anos). Prevê-se que com o aumento significativo da esperança média de vida venha igualmente aumentar o número de doentes uma vez que a incidência desta doença está directamente relacionada com a idade.

Voltar
RSE - Area Cidadão