rastreio retinopatia diabética
Banner_SemanaTeste_2022
banners_antibioticos2022
i035812
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

Comunicado DGS – Cheques-dentista: Suspensão temporária de emissão de cheques-dentista para crianças em idade escolar até 31 de dezembro 2012

«Por razões de rigor de gestão orçamental, a DGS propôs a suspensão temporária da emissão de cheques-dentista para as crianças em idade escolar até 31 de dezembro de 2012, mantendo-se inalterado o processo de emissão de cheques para os outros grupos alvo do programa (grávidas, idosos, doentes com VIH/SIDA)», informou o Diretor Geral da Saúde, Dr. Francisco George, em comunicado no dia 27 de outubro de 2012.

Assegurando, no entanto, que «esta suspensão temporária terminará a 1 de Janeiro de 2013, não afetando, assim, o acesso aos consultórios dos médicos dentistas durante o ano letivo de 2012/2013, o qual se processará a partir do início do segundo período letivo».

Para isso, segundo o Comunicado da DGS, «as equipas de saúde oral dos Agrupamentos de Centros de Saúde (ACES) têm instruções para preparação de todos os trabalhos inerentes à organização das listas de alunos que serão referenciados para consultórios médicos ou intervenção de higienista oral nos centros de saúde».

De acordo com o comunicado, «no âmbito do Programa Nacional de Saúde Oral foram emitidos cheques-dentista em 2012 que abrangeram cerca de 400 mil utentes, dos quais 300 mil correspondem a crianças em idade escolar e 100 mil a grávidas, idosos com o complemento solidário e doentes com VIH/SIDA», acrescentando que «no decurso do acompanhamento mensal da execução do Programa foi possível antecipar o risco iminente de utilização em excesso de cerca de 12 mil cheques (480 mil euros) tendo por base o orçamento atribuído para o Programa em 2012. Até o dia 12 de outubro de 2012 foram utilizados 392.446 cheques, a que corresponde a despesa assumida de 15,697 milhões de euros».

Consultar: pdf_64x64.pngComunicado Diretor Geral da Saúde – Cheques-Dentistas -27 de outubro de 2012

Fonte: DGS 

«Por razões de rigor de gestão orçamental, a DGS propôs a suspensão temporária da emissão de cheques-dentista para as crianças em idade escolar até 31 de dezembro de 2012, mantendo-se inalterado o processo de emissão de cheques para os outros grupos alvo do programa (grávidas, idosos, doentes com VIH/SIDA)», informou o Diretor Geral da Saúde, Dr. Francisco George, em comunicado no dia 27 de outubro de 2012.

Assegurando, no entanto, que «esta suspensão temporária terminará a 1 de Janeiro de 2013, não afetando, assim, o acesso aos consultórios dos médicos dentistas durante o ano letivo de 2012/2013, o qual se processará a partir do início do segundo período letivo».

Para isso, segundo o Comunicado da DGS, «as equipas de saúde oral dos Agrupamentos de Centros de Saúde (ACES) têm instruções para preparação de todos os trabalhos inerentes à organização das listas de alunos que serão referenciados para consultórios médicos ou intervenção de higienista oral nos centros de saúde».

De acordo com o comunicado, «no âmbito do Programa Nacional de Saúde Oral foram emitidos cheques-dentista em 2012 que abrangeram cerca de 400 mil utentes, dos quais 300 mil correspondem a crianças em idade escolar e 100 mil a grávidas, idosos com o complemento solidário e doentes com VIH/SIDA», acrescentando que «no decurso do acompanhamento mensal da execução do Programa foi possível antecipar o risco iminente de utilização em excesso de cerca de 12 mil cheques (480 mil euros) tendo por base o orçamento atribuído para o Programa em 2012. Até o dia 12 de outubro de 2012 foram utilizados 392.446 cheques, a que corresponde a despesa assumida de 15,697 milhões de euros».

Consultar: pdf_64x64.pngComunicado Diretor Geral da Saúde – Cheques-Dentistas -27 de outubro de 2012

Fonte: DGS 

pdf_64x64.png
Voltar
RSE - Area Cidadão