Apoio Psicológico a utentes e profissionais covid -19
banner_receitas poéticas
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_verao&saude_sns
banner_vacinacao_covid
covid_regras_2
banner_GABINETESAUDEMENTAL_covid19_3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

Dia Mundial da Saúde Mental assinalado no Hospital de Faro com programa alargado

Ainda no âmbito do Dia Mundial da Saúde Mental, assinalado a 10 de Outubro, o Departamento de Psiquiatria e Saúde Mental (DPSM) do Hospital de Faro promove uma série de iniciativas particularmente dirigidas aos familiares e cuidadores de pessoas portadoras de doença mental.

 

«A família é a ponte» é o mote do programa que se propõe a promover o envolvimento das famílias no processo de tratamento, reabilitação e reintegração dos doentes com problemas de saúde mental. A programação da iniciativa teve início a 10 de outubro com uma exposição sobre as atividades do Departamento, que estará patente no hall do edifício principal do Hospital até ao dia 22 deste mês, prolongando-se até ao final do ano com um conjunto de sessões públicas dinamizadas por equipas multidisciplinares do DPSM.

 

Ainda em outubro decorrerá a primeira sessão do programa com o tema «Cuidar do Cuidador – dificuldades no lidar com a pessoa doente/estratégias», dirigida aos familiares de utentes internados no Departamento de Psiquiatria e Saúde Mental, seguindo-se, em novembro e dezembro, outras quatro sessões com os seguintes temas: «Direitos na Doença Mental»; «A família no cuidado à pessoa com Depressão»; «A família no cuidado à pessoa com Esquizofrenia»; e «Gestão do regime terapêutico – Um jogo pisco-educativo».

 

Para além de assinalar o Dia Mundial da Saúde Mental com um programa alargado, a iniciativa pretende contribuir para diminuir o estigma envolvido na problemática da doença mental, desmistificar falsos mitos e aumentar o nível de conhecimentos nesta área, transmitindo estratégias para lidar com a problemática da doença mental e para preservar a saúde mental no sentido amplo, abrangendo os cuidadores.

 

Este programa reflete o empenho, por parte dos profissionais de saúde, em reforçar a proximidade às famílias e à comunidade, fomentando o combate à exclusão social dos doentes com problemas mentais e apoiando os cuidadores perante a doença mental.

Ainda no âmbito do Dia Mundial da Saúde Mental, assinalado a 10 de Outubro, o Departamento de Psiquiatria e Saúde Mental (DPSM) do Hospital de Faro promove uma série de iniciativas particularmente dirigidas aos familiares e cuidadores de pessoas portadoras de doença mental.

 

«A família é a ponte» é o mote do programa que se propõe a promover o envolvimento das famílias no processo de tratamento, reabilitação e reintegração dos doentes com problemas de saúde mental. A programação da iniciativa teve início a 10 de outubro com uma exposição sobre as atividades do Departamento, que estará patente no hall do edifício principal do Hospital até ao dia 22 deste mês, prolongando-se até ao final do ano com um conjunto de sessões públicas dinamizadas por equipas multidisciplinares do DPSM.

 

Ainda em outubro decorrerá a primeira sessão do programa com o tema «Cuidar do Cuidador – dificuldades no lidar com a pessoa doente/estratégias», dirigida aos familiares de utentes internados no Departamento de Psiquiatria e Saúde Mental, seguindo-se, em novembro e dezembro, outras quatro sessões com os seguintes temas: «Direitos na Doença Mental»; «A família no cuidado à pessoa com Depressão»; «A família no cuidado à pessoa com Esquizofrenia»; e «Gestão do regime terapêutico – Um jogo pisco-educativo».

 

Para além de assinalar o Dia Mundial da Saúde Mental com um programa alargado, a iniciativa pretende contribuir para diminuir o estigma envolvido na problemática da doença mental, desmistificar falsos mitos e aumentar o nível de conhecimentos nesta área, transmitindo estratégias para lidar com a problemática da doença mental e para preservar a saúde mental no sentido amplo, abrangendo os cuidadores.

 

Este programa reflete o empenho, por parte dos profissionais de saúde, em reforçar a proximidade às famílias e à comunidade, fomentando o combate à exclusão social dos doentes com problemas mentais e apoiando os cuidadores perante a doença mental.

Voltar
RSE - Area Cidadão