rastreio retinopatia diabética
Banner_SemanaTeste_2022
banners_antibioticos2022
i035812
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

Dia Nacional de Luta contra a Paramiloidose instituído para 16 de Junho

Através do Despacho n.º 7183/2010, publicado a  23 de Abril em Diário da República, o Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Manuel Pizarro, institui o Dia Nacional de Luta contra a Paramiloidose, no dia 16 de Junho de cada ano.

 

A paramiloidose, também conhecida por «Doença dos pezinhos», foi descrita, pela primeira vez, pelo médico português Mário Corino da Costa Andrade, em 1952, e tem em Portugal a maior incidência a nível mundial.

 

Apesar do seu importante impacto no país, a paramiloidose não é do conhecimento geral da população. Por isso, é relevante chamar a atenção para as condições de saúde e qualidade de vida dos doentes que dela padecem, bem como alertar para o modo de transmissão hereditária, para o início dos sintomas e para as intervenções terapêuticas disponíveis.

 

A polineuropatia amiloidótica familiar, ou paramiloidose, é uma doença hereditária, progressiva, incapacitante e fatal. Manifesta-se pelo atingimento do sistema nervoso periférico nas suas componentes sensitiva, motora e autonómica, condicionando uma incapacidade precoce e uma grande dependência de terceiros, em plena vida activa.

 

Mais recentemente, a esperança de sobrevivência dos doentes melhorou muito, designadamente com a realização de transplantação hepática. A utilização de técnicas médicas modernas, como o aconselhamento genético ou, no âmbito da procriação medicamente assistida, o diagnóstico genético pré-implantatório, permite reduzir significativamente o risco de transmissão congénita da anomalia genética que causa a doença.

 

O despacho do Gabinete do Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, publicado em Diário da República, dá cumprimento à Resolução da Assembleia da República n.º 59/2009, de 30 de Julho, que recomenda ao Governo a criação do Dia Nacional de Luta contra a Paramiloidose, no dia 16 de Junho, data do falecimento do Prof. Doutor Mário Corino da Costa Andrade, que em 1952 foi o seu primeiro descritor.

 

Para mais informações, consulte a página do Portal da Saúde

Através do Despacho n.º 7183/2010, publicado a  23 de Abril em Diário da República, o Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Manuel Pizarro, institui o Dia Nacional de Luta contra a Paramiloidose, no dia 16 de Junho de cada ano.

 

A paramiloidose, também conhecida por «Doença dos pezinhos», foi descrita, pela primeira vez, pelo médico português Mário Corino da Costa Andrade, em 1952, e tem em Portugal a maior incidência a nível mundial.

 

Apesar do seu importante impacto no país, a paramiloidose não é do conhecimento geral da população. Por isso, é relevante chamar a atenção para as condições de saúde e qualidade de vida dos doentes que dela padecem, bem como alertar para o modo de transmissão hereditária, para o início dos sintomas e para as intervenções terapêuticas disponíveis.

 

A polineuropatia amiloidótica familiar, ou paramiloidose, é uma doença hereditária, progressiva, incapacitante e fatal. Manifesta-se pelo atingimento do sistema nervoso periférico nas suas componentes sensitiva, motora e autonómica, condicionando uma incapacidade precoce e uma grande dependência de terceiros, em plena vida activa.

 

Mais recentemente, a esperança de sobrevivência dos doentes melhorou muito, designadamente com a realização de transplantação hepática. A utilização de técnicas médicas modernas, como o aconselhamento genético ou, no âmbito da procriação medicamente assistida, o diagnóstico genético pré-implantatório, permite reduzir significativamente o risco de transmissão congénita da anomalia genética que causa a doença.

 

O despacho do Gabinete do Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, publicado em Diário da República, dá cumprimento à Resolução da Assembleia da República n.º 59/2009, de 30 de Julho, que recomenda ao Governo a criação do Dia Nacional de Luta contra a Paramiloidose, no dia 16 de Junho, data do falecimento do Prof. Doutor Mário Corino da Costa Andrade, que em 1952 foi o seu primeiro descritor.

 

Para mais informações, consulte a página do Portal da Saúde

Voltar
RSE - Area Cidadão