Apoio Psicológico a utentes e profissionais covid -19
banner_receitas poéticas
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_verao&saude_sns
banner_vacinacao_covid
covid_regras_2
banner_GABINETESAUDEMENTAL_covid19_3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

Direção- Geral da Saúde e Ordem dos Médicos assinaram protocolo de colaboração para Boas Práticas em Saúde

O Ministro da Saúde, Dr. Paulo Macedo, presidiu esta segunda-feira, 5 de Setembro, à cerimónia de assinatura do Protocolo de Colaboração entre a Direção-Geral da Saúde e a Ordem dos Médicos, celebrado no âmbito da melhoria da Qualidade do Sistema de Saúde, com vista à criação de linhas de orientação para a prescrição de medicamentos e de meios complementares de diagnóstico e terapêutica.

Operacionalizado através do Departamento de Qualidade na Saúde da Direção-Geral da Saúde e do Conselho para a Auditoria e Qualidade da Ordem dos Médicos este protocolo pretende, através das linhas orientadoras, «difundir boas práticas clínicas a fim de serem observadas pelos médicos» e, simultaneamente, funcionar como «um apoio à decisão do prescritor», explicou, em declarações à agência Lusa, o Diretor-Geral da Saúde, Dr. Francisco George.

No decorrer da sua intervenção, o Ministro da Saúde, Dr. Paulo Macedo, reconhecendo a importância desta colaboração, destacou «o empenhamento do Governo e da Ordem dos Médicos na garantia da melhor qualidade clínica», e «o esforço conjugado de diálogo entre quem define as políticas e quem as executa, na certeza de que a sua concretização irá, certamente, representar um marco importante na história da melhoria da qualidade clínica no nosso país.»

Em traços gerais, o protocolo estabelece que a DGS, através do seu Departamento da Qualidade na Saúde, e a OM, através do seu Conselho de Auditoria e Qualidade, comprometem-se, reciprocamente, a colaborar nas seguintes áreas:

 

  1. Elaboração de linhas de orientação clínica e de normas de actuação clínica, incluindo prescrição de medicamentos e de meios complementares de diagnóstico e terapêutica a emitir pela DGS e pela OM para o sistema de saúde.
  2. Execução de testes de aplicabilidade das normas clínicas.
  3. Formação de auditores clínicos.
  4. Identificação de centros especializados de referência.
  5. Elaboração e teste de aplicabilidade de processos assistenciais integrados, de patologias e problemas de saúde, a serem emitidos pela DGS para o sistema de saúde.
  6. Realização de auditorias clínicas.

 

Consultar: Intervenção do Ministro da Saúde na assinatura do protocolo de boas práticas entre DGS e Ordem dos Médicos – 05/09/2011.

pdf_64x64.pngProtocolo de Colaboração entre a Direção-Geral da Saúde e a Ordem dos Médicos, celebrado no âmbito da melhoria da Qualidade do Sistema de Saúde

Fonte: Portal da Saúde

O Ministro da Saúde, Dr. Paulo Macedo, presidiu esta segunda-feira, 5 de Setembro, à cerimónia de assinatura do Protocolo de Colaboração entre a Direção-Geral da Saúde e a Ordem dos Médicos, celebrado no âmbito da melhoria da Qualidade do Sistema de Saúde, com vista à criação de linhas de orientação para a prescrição de medicamentos e de meios complementares de diagnóstico e terapêutica.

Operacionalizado através do Departamento de Qualidade na Saúde da Direção-Geral da Saúde e do Conselho para a Auditoria e Qualidade da Ordem dos Médicos este protocolo pretende, através das linhas orientadoras, «difundir boas práticas clínicas a fim de serem observadas pelos médicos» e, simultaneamente, funcionar como «um apoio à decisão do prescritor», explicou, em declarações à agência Lusa, o Diretor-Geral da Saúde, Dr. Francisco George.

No decorrer da sua intervenção, o Ministro da Saúde, Dr. Paulo Macedo, reconhecendo a importância desta colaboração, destacou «o empenhamento do Governo e da Ordem dos Médicos na garantia da melhor qualidade clínica», e «o esforço conjugado de diálogo entre quem define as políticas e quem as executa, na certeza de que a sua concretização irá, certamente, representar um marco importante na história da melhoria da qualidade clínica no nosso país.»

Em traços gerais, o protocolo estabelece que a DGS, através do seu Departamento da Qualidade na Saúde, e a OM, através do seu Conselho de Auditoria e Qualidade, comprometem-se, reciprocamente, a colaborar nas seguintes áreas:

 

  1. Elaboração de linhas de orientação clínica e de normas de actuação clínica, incluindo prescrição de medicamentos e de meios complementares de diagnóstico e terapêutica a emitir pela DGS e pela OM para o sistema de saúde.
  2. Execução de testes de aplicabilidade das normas clínicas.
  3. Formação de auditores clínicos.
  4. Identificação de centros especializados de referência.
  5. Elaboração e teste de aplicabilidade de processos assistenciais integrados, de patologias e problemas de saúde, a serem emitidos pela DGS para o sistema de saúde.
  6. Realização de auditorias clínicas.

 

Consultar: Intervenção do Ministro da Saúde na assinatura do protocolo de boas práticas entre DGS e Ordem dos Médicos – 05/09/2011.

pdf_64x64.pngProtocolo de Colaboração entre a Direção-Geral da Saúde e a Ordem dos Médicos, celebrado no âmbito da melhoria da Qualidade do Sistema de Saúde

Fonte: Portal da Saúde

pdf_64x64.png
Voltar
RSE - Area Cidadão