Apoio Psicológico a utentes e profissionais covid -19
banner_receitas poéticas
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_verao&saude_sns
banner_vacinacao_covid
covid_regras_2
banner_GABINETESAUDEMENTAL_covid19_3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

Dois anos de Vias Verdes EAM e AVC no Algarve apresentam dos melhores resultados do país

imagemDois anos após a implementação das Vias Verdes do EAM e do AVC no Algarve, o balanço é positivo, sendo o impacto muito significativo na redução da demora dos tempos de diagnóstico e tratamento dos doentes com EAM, contribuindo para a diminuição da mortalidade pré-hospitalar, de acordo com os dados apresentados pelo Coordenador Regional de Doenças Cardiovasculares, Dr. Veloso Gomes, na sessão que decorreu na sexta-feira, 31 de Julho, no auditório do Hospital de Faro, para assinalar o 2º aniversário das Vias Verdes do EAM e AVC no Algarve, que contou com a presença da Alta Comissária da Saúde, Prof. Dra Maria do Céu Machado, do Presidente da ARS Algarve,IP, Dr. Rui Lourenço e da Presidente do Conselho de Administração do Hospital de Faro, Dra Ana Paula Gonçalves.

 

imagemDois anos após a implementação das Vias Verdes do EAM e do AVC no Algarve, o balanço é positivo, sendo o impacto muito significativo na redução da demora dos tempos de diagnóstico e tratamento dos doentes com EAM, contribuindo para a diminuição da mortalidade pré-hospitalar, de acordo com os dados apresentados pelo Coordenador Regional de Doenças Cardiovasculares, Dr. Veloso Gomes, na sessão que decorreu na sexta-feira, 31 de Julho, no auditório do Hospital de Faro, para assinalar o 2º aniversário das Vias Verdes do EAM e AVC no Algarve, que contou com a presença da Alta Comissária da Saúde, Prof. Dra Maria do Céu Machado, do Presidente da ARS Algarve,IP, Dr. Rui Lourenço e da Presidente do Conselho de Administração do Hospital de Faro, Dra Ana Paula Gonçalves.

 

 

 

imagem

 

Os resultados divulgados pelo Coordenador Regional das Doenças Cardiovasculares, Dr. Veloso Gomes, demonstram ganhos significativos no tratamento dos doentes e nos tempos de demora pré-hospitalar, permitindo o crescimento de doentes tratados com terapêutica de reperfusão num número significativamente maior de doentes com Enfarte Agudo do Miocárdio com supra desnivelamento do ST.

 

Segundo os indicadores de actividade das Vias Verdes de 2008, publicados pelo Alto Comissariado da Saúde, os resultados alcançados na região algarvia destacam-se estando entre os melhores do país.

 

De acordo com os dados apresentados pelo Dr. Veloso Gomes, em 2008 foram admitidos 443,81/milhão de doentes de EAM na Unidade Coronária de Faro e 1547,33/milhão de doentes de AVC na Unidades de AVC do Algarve (CHBA e HF), tendo a Unidade de Cardiologia de Intervenção do Hospital de Faro, realizado o maior número de ICP Primárias do país, 460,6/milhão em 2008 e recebido mais de 60% dos doentes com EAM C/supra ST através da Via Verde.

No decorrer da sessão, o Presidente da ARS Algarve,IP, Dr Rui Lourenço, sublinhou que estes resultados revelam «o bom trabalho que foi realizado por todos os responsáveis pelos diversos organismos que criaram as condições necessárias para a implementação das vias verdes».

Salientando que a Rede de Urgência/Emergência no Algarve, formalizada desde Fevereiro de 2009, integra o Serviço de Urgência Polivalente (SUP) do Hospital de Faro, EPE; o Serviço de Urgência Médico-Cirúrgico (SUMC) do Centro Hospitalar do Barlavento Algarvio, EPE, em Portimão, e quatro Serviços de Urgência Básicos (SUB) – em Lagos, Albufeira, Loulé e Vila Real de Santo António, equipados com RX digitalizado, análises clínicas, electrocardiógrafo com desfibrilhador ligado por via transtelefónica à Unidade de Doentes Coronários de Faro, assegurado por médicos e enfermeiros formados em Suporte de Vida Avançado. A rede completa-se a nível pré-hospitalar com a Rede pré-hospitalar, coordenada pelo INEM através do Centro de Orientação de Doentes Urgentes, possuindo 4 Ambulâncias de Suporte Imediato de Vida (SIV), sedeadas em Lagos, Quarteira, Tavira e Castro Marim e 3 Viaturas Médicas de Emergência e Reanimação (VMER) em Portimão, Albufeira e Faro.

Por seu lado, a Alta Comissária da Saúde, Prof. Dra Maria do Céu Machado, aproveitou o momento para elogiar a estratégia desenvolvida pela região no âmbito das vias verdes, agradecendo o empenho de todos os profissionais e equipas que trabalham nestas unidades e no INEM.

De referir que a Via Verde Coronária sustenta-se numa experiência inovadora no Algarve desde 2001, com a colocação de equipamentos de desfibrilhação, electrocardiografia e telemedicina em Centros de Saúde, articulados com a UCIC do Serviço de Cardiologia, com possibilidade de fibrinólise pré- hospitalar nos doentes com enfarte do miocárdio. Com a abertura da UHCI foi possível tratar os doentes com enfarte agudo por angioplastia.

O Ministério da Saúde, através da Coordenação Nacional para as Doenças Cardiovasculares do Alto Comissariado da Saúde, com o apoio do INEM, lançou no Algarve, no dia 1 de Agosto de 2007,  as campanhas de sensibilização «Seja mais rápido que um Enfarte» e «Seja mais rápido que o AVC», fazendo apelo à correcta utilização do número 112 e ao reconhecimento dos sinais e sintomas do Enfarte Agudo do Miocárdio (EAM) e Acidente Vascular Cerebral (AVC), alargando a mesma campanha ao resto do país em Janeiro de 2008.

 

Consultar: imagemApresentação VIAS VERDES ENFARTE AGUDO DO MIOCÁRDIO E ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL NA REGIÃO DO ALGARVE – 31 de Julho de 2009 – Dr Veloso Gomes, Coordenador Regional das Doenças Cardiovasculares

imagem
Voltar
RSE - Area Cidadão