rastreio retinopatia diabética
Banner_SemanaTeste_2022
banners_antibioticos2022
i035812
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

Encontro de Medicina Física e de Reabilitação juntou profissionais de saúde do ACES Sotavento e CMR do Sul em Tavira

encontro_mfr_12_nov_2011.jpg«O que tratar, como tratar, como referenciar e para onde», foram as questões que serviram de mote para o encontro que juntou, nos dias 11 e 12 de Novembro de 2011, no auditório do Hotel Porta Nova em Tavira, cerca de uma centena de profissionais de saúde do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Sotavento e do Centro de Medicina e Reabilitação do Sul, com o objetivo de partilharem conhecimentos visando fomentar o desenvolvimento das Boas Práticas de Governação nos Cuidados de Saúde Primários, nomeadamente, na articulação entre os vários níveis de profissionais envolvidos na área da reabilitação.

  

encontro_mfr_12_nov_2011.jpg«O que tratar, como tratar, como referenciar e para onde», foram as questões que serviram de mote para o encontro que juntou, nos dias 11 e 12 de Novembro de 2011, no auditório do Hotel Porta Nova em Tavira, cerca de uma centena de profissionais de saúde do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Sotavento e do Centro de Medicina e Reabilitação do Sul, com o objetivo de partilharem conhecimentos visando fomentar o desenvolvimento das Boas Práticas de Governação nos Cuidados de Saúde Primários, nomeadamente, na articulação entre os vários níveis de profissionais envolvidos na área da reabilitação.

  

 

A necessidade de criar boas práticas a nível de medicina física e reabilitação foi o ponto de partida para o ACES Sotavento em colaboração com o Centro de Medicina e Reabilitação do Sul, organizarem este encontro de trabalho onde foram abordados, pelos profissionais de saúde das unidades funcionais do ACES, do CMRSul e das autarquias, ao longo dos dois dias, temas relacionados como a melhor forma de tratamento e encaminhamento de diversas patologias, nomeadamente, as doenças neurológicas, a esclerose múltipla, parkinson, as patologias ligadas às grandes articulações, artrose, patologia de ligamentos, do menisco, luxação da rótula, lombartrose, tendinites, espondilite anquilosante, escoliose na criança e no adolescente, entre outros.

 

encontro_mfr_12_nov_2011_joao_paulo_almeida.jpg«Fizemos uma amostra das patologias mais frequentes em reabilitação e dentro de cada uma das patologias abordadas, tentámos em conjunto perceber quais são as que têm indicação ou quando é que há indicação para fazer reabilitação, quanto tempo tem de ser feita essa reabilitação e como e onde deve ser feita essa reabilitação», explicou o Presidente do Conselho Clinico do ACES do Sotavento, Dr. João Paulo Almeida, salientando que esta iniciativa foi «um momento de aprendizagem» que permitiu «a troca de experiências entre diferentes níveis de profissionais focados no mesmo problema, neste caso da reabilitação, desde os terapeutas, os fisiatras, os fisioterapeutas, os médicos, os enfermeiros e os profissionais do CMRSul».

 

A importância do estabelecimento de parceiras entre a saúde e as câmaras municipais e outras entidades locais que permitam criar boas práticas em medicina física e reabilitação, a nível da referenciação e condições de promoção de hábitos de vida saudáveis foram outras das questões abordadas durante o encontro.

 

encontro_mfr_12_nov_2011_dra_arminda_lopes.jpgA Diretora Clínica do Centro de Medicina e Reabilitação do Sul, Dra Arminda Lopes, no decorrer da sessão de encerramento, que contou com a presença do Presidente do Conselho Clínico do ACES Sotavento, Dr. João Paulo Almeida, do Presidente do Conselho da Comunidade do Sotavento e da Câmara Municipal de Alcoutim, Dr. Francisco Amaral, do Presidente do Conselho Diretivo da ARS Algarve IP, Dr. Martins dos Santos, sublinhou a necessidade da boa articulação entre os cuidados de saúde primários e o CMRSul, como forma de melhorar «a rede de referenciação», «as prioridades clinicas de intervenção» e os «critérios clínicos de admissão», reforçando que «o CMRSul encontra-se a funcionar para servir toda a população da sua área de influência, o Algarve e o distrito de Beja, e todos os utentes referenciados pelos colegas serão bem vindos e observados no Centro», mas, frisou, que, para isso, «é muito importante a informação clinica detalhada que nos enviam para nós continuarmos a não ter listas de espera».

 

Por seu lado, Dr. Francisco Amaral destacou a importância do papel das autarquias na área da promoção da saúde, dando alguns exemplos de parcerias estabelecidas na autarquia de Alcoutim na área da promoção da saúde como forma de melhorar as condições de acesso da população «muitas vezes isolada» aos cuidados de saúde. 

 

encontro_mfr_12_nov_2011_dr_martins_santos.jpgNo decorrer da sua intervenção na sessão oficial de encerramento, o Presidente do Conselho Diretivo da ARS Algarve IP, Dr. Martins dos Santos, congratelou a organização «pela capacidade dinamizadora para levar a cabo este encontro», sublinhando «a mais valia deste tipo de iniciativas» como forma de «promover o intercâmbio e a troca de informações» entre «os profissionais dos cuidados de saúde primários e os profissionais da área da medicina física e reabilitação».

 

Reconhecendo que ainda há muito a fazer nesta área da articulação entre cuidados saúde primários e as estruturas que prestam serviços na área da fisiatria e da fisioterapia, o Presidente da ARS Algarve IP salientou a importância de continuar a estabelecer parcerias e destacou o caso «de sucesso» do CMRSul como «uma parceria com excelentes resultados». A terminar a sua intervenção, o Dr. Martins dos Santos, aproveitou ainda para dar os parabéns a todos os profissionais do CMR do Sul, salientando que o trabalho desenvolvido no Centro tem de continuar a ser dado a conhecer na região e que a ARS tudo fará para que isso aconteça».

 

De referir que o Centro de Medicina e Reabilitação do Sul, localizado em São Brás de Alportel, iniciou a sua atividade em 2007, gerido em regime de parceria público-privada pela GPSaúde – Sociedade Gestora do Centro de Medicina Física e Reabilitação do Sul, S.A., integrado na Rede de Referenciação de Medicina Física e Reabilitação e no Serviço Nacional de Saúde, o CMR Sul  tem como objectivo promover a reabilitação multidisciplinar em situações que exijam intervenções prolongadas e complexas, tendo ao longo destes quatro anos melhorado o cenário da saúde na área da reabilitação em regime de internamento não só na região do Algarve e Alentejo, como a nível nacional.

 

Mais informações: Centro de Medicina e Reablitação do Sul

encontro_mfr_12_nov_2011.jpg
Voltar
RSE - Area Cidadão