Apoio Psicológico a utentes e profissionais covid -19
banner_receitas poéticas
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_verao&saude_sns
banner_vacinacao_covid
covid_regras_2
banner_GABINETESAUDEMENTAL_covid19_3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

Esclarecimento ARS Algarve IP

Apoio domiciliário de cuidados continuados integrados na Região do Algarve aos Domingos

Face às notícias veiculadas pela comunicação social, que dão conta de um comunicado do Bloco de Esquerda que acusa a ARS Algarve,IP de um alegado «corte dos domingos nos horários de cuidados continuados», entende o Conselho Diretivo da ARS Algarve, IP proceder aos seguintes esclarecimentos:

Na Região do Algarve existem atualmente 31 Equipas de Cuidados Continuados Integrados (ECCI) (domiciliários), criadas no âmbito da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados, distribuídas pelas Unidades de Cuidados na Comunidade dos 3 Agrupamentos de Centros de Saúde (ACES) (Barlavento, Central e Sotavento), que abrangem todo o território e prestam cuidados em todos os concelhos.

Estas Equipas de Cuidados Continuados Integrados (domiciliários) asseguram a prestação de cuidados de saúde, nomeadamente, a doentes crónicos acamados e com dificuldades de mobilidade, através de tratamentos programados, tendo em conta os critérios clínicos e de referenciação, em que cada utente recebe apoio no domicílio em média 3 dias por semana, sendo que nos dias úteis o funcionamento decorre entre as 8h e as 19h e nos fins-de-semana e feriados, efectuam-se de acordo com as necessidades dos utentes e do tipo de tratamento.

No início do passado mês de maio, a ARS Algarve,IP em articulação com os ACES e de acordo com as Equipas de Cuidados Continuados Integrados (domiciliários) entenderam reestruturar os horários destas equipas com vista a uniformizar os procedimentos e garantir recursos humanos disponíveis e operacionais de segunda-feira a domingo, racionalizando o funcionamento destas equipas de modo a que todos utentes sempre que necessitem possam beneficiar do respectivo apoio domiciliário.

Assim sendo, no Agrupamento de Centros de Saúde Central, que abrange os concelhos de Faro, São Brás de Alportel, Olhão, Loulé e Albufeira, as Equipas de Cuidados Continuados Integrados (domiciliários) prestam apoio nestes cinco concelhos de segunda a domingo, tendo com esta reestruturação sido mesmo reforçado o horário de uma das equipas no concelho de Faro (UCC de Faro) aos domingos para fazer face às necessidades.

No Agrupamento de Centros de Saúde do Sotavento, que integra os concelhos de Tavira, Vila Real de Santo António, Alcoutim e Castro Marim, a Equipa de Cuidados Continuados Integrados (domiciliários) de Tavira presta apoio os sete dias da semana, enquanto que as equipas de Vila Real de Santo António/Alcoutim/Castro Marim, funcionam de segunda a sábado. No entanto, sempre que estas equipas sinalizem casos em que seja necessário o apoio ao domingo e/ou feriado, solicitam autorização ao Diretor Executivo do respectivo ACES que mediante a avaliação clinica autoriza. Até ao momento, ainda não se registou nenhuma situação, estando todas as atividades e visitas programadas de acordo com as necessidades e critérios de referenciação dos utentes acompanhados.

No Agrupamento de Centros de Saúde do Barlavento, que engloba os concelhos de Portimão, Silves, Lagoa, Lagos, Monchique, Aljezur e Vila do Bispo, o funcionamento das Equipas de Cuidados Continuados Integrados (domiciliários) dos centros de saúde de Lagos, Aljezur, Vila do Bispo, Monchique e Lagoa, sempre foi de segunda-feira a sábado. Com este modelo de funcionamento nunca existiu falta de cuidados de saúde aos utentes integrados nessas equipas. No passado mês de abril, a Direção do ACES Barlavento, na sequência de uma reunião com as coordenadoras das ECCI dos centros de saúde de Portimão e de Silves, decidiram alargar esta metodologia a estes locais, o que veio a acontecer no início de maio. Até à presente data, não se registou qualquer ocorrência de falta de cuidados, pois na maioria dos casos ao domingo eram asseguradas apenas vigilâncias, que se mantiveram com o reforço de mais uma equipa ao sábado.

Posto isto, contrariando as informações que recentemente têm sido veiculadas na imprensa local, o Conselho Diretivo da ARS Algarve, IP reitera que reorganização de horários das ECCI no âmbito da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados na Região do Algarve visou potenciar os recursos humanos disponíveis de modo a assegurar e salvaguardar, sempre que seja necessário, os cuidados de saúde no domicílio a todos os utentes da Região.

 

O Conselho Diretivo da ARS Algarve,IP

Faro, 7 de junho de 2013

imgars_news_1.png
Voltar
RSE - Area Cidadão