rastreio retinopatia diabética
Banner_SemanaTeste_2022
banners_antibioticos2022
i035812
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

Esclarecimento da ARS Algarve IP: Sustentabilidade dos cuidados de Saúde na Região do Algarve

Face a recentes notícias com denúncias das estruturas sindicais sobre alegadas «falhas na resposta aos cidadãos» por parte dos serviços públicos de Saúde do Algarve, o Conselho Diretivo da Administração Regional de Saúde do Algarve sublinha os recursos públicos que o Ministério da Saúde tem vindo a canalizar para reforçar a prestação de cuidados de saúde primários e hospitalares na Região. Assim, esclarece-se:

1. O Ministério da Saúde, em articulação com a Administração Regional de Saúde do Algarve IP, tem adotado uma estratégia com vista a aumentar a capacidade de resposta dos cuidados de saúde primários e hospitalares e a alargar a rede de cuidados continuados integrados, quer através de investimentos em novas unidades e obras de melhoramento das instalações e equipamentos existentes, quer na abertura de concursos para contratação de profissionais de saúde;

2. Estão neste momento abertas mais de uma centena de vagas para a Região do Algarve: cerca de 90 para especialistas de Medicina Geral e Familiar e 46 para especialistas da área hospitalar, entre outras carreiras profissionais. Foi ainda recentemente autorizada para o Algarve a abertura de 105 vagas para médicos das diversas especialidades da área hospitalar. Os respetivos procedimentos concursais serão abertos em breve e oportunamente divulgados;

3. Por outro lado, o fornecimento dos materiais de consumo clínico encontra-se neste momento normalizado através da aquisição e distribuição dos referidos materiais, sendo que estes processos são acompanhados e monitorizados de forma contínua e regular entre os diversos serviços e o Conselho Diretivo da ARS Algarve. De destacar que, apesar das quebras pontualmente verificadas, a ARS Algarve adotou as medidas necessárias de modo a assegurar a prestação de cuidados de saúde em todas as unidades de saúde.

4. Entre 2011 e 2013 verificou-se que as alterações organizativas levadas a cabo na rede hospitalar da Região do Algarve, assim como os recursos públicos financeiros alocados a esta região e as melhorias entretanto realizadas, permitiram reduzir os prejuízos operacionais para mais de metade do valor registado em 2011, e que, desta forma, estão a ser promovidas melhores condições de prestação de cuidados de saúde hospitalares.

5. O investimento transversal em todas as áreas da saúde na Região tem permitido consolidar uma estratégia sustentada para dotar o Algarve com os meios humanos e físicos adequados à população residente e ao afluxo de milhões de turistas que anualmente escolhem o nosso país como destino.

Faro, 5 de agosto de 2014

O Conselho Diretivo da ARS Algarve IP

Consultar: Nota Informativa: Sustentabilidade dos cuidados de Saúde na Região do Algarve

Voltar
RSE - Area Cidadão