rastreio retinopatia diabética
Banner_SemanaTeste_2022
banners_antibioticos2022
i035812
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

Governo propõe que Enfermeiros passem a receber 1200 euros

O Ministério da Saúde emitiu na terça-feira, 30 de Março, o seguinte esclarecimento sobre a proposta apresentada pelo Governo às organizações sindicais em relação à tabela remuneratória: 

 

O Governo retomou, em 15 de Dezembro passado, o processo negocial iniciado na anterior legislatura, e que já havia conduzido, em Setembro de 2009, a um acordo com os Sindicatos sobre o novo regime da carreira especial de enfermagem.

 

As presentes negociações incidem sobre diversos aspectos de regulamentação da carreira, designadamente no que se refere à tabela remuneratória.

 

Importa, por isso, esclarecer publicamente os termos da proposta que o Governo apresentou às organizações sindicais em relação à Tabela remuneratória:

 

a)   A remuneração do primeiro nível da tabela salarial da carreira de enfermagem passa de 1020 euros para 1200 euros (nível 15), o que quer dizer que está assumido que qualquer enfermeiro, quando entra na carreira, começa por auferir 1200 euros.

 

Dado o actual contexto económico e social, não há capacidade para aumentar, em simultâneo, todos os enfermeiros (cerca de 6.000) que hoje se encontram no primeiro nível da carreira.

 

Assim, o Governo propôs a seguinte fórmula de aumento:

 

(i)                  Os 6.000 enfermeiros que, actualmente, auferem um vencimento inferior a 1200 euros, foram divididos em três grupos de 2000, em função da sua antiguidade.

(ii)                 Os 2000 enfermeiros mais antigos são aumentados para 1200 euros em 2011; O segundo grupo mais antigo é aumentado em 2012 e o último grupo de 2000 é aumentado em 2013;

(iii)                 A partir de 1 de Janeiro de 2013, nenhum Enfermeiro terá um vencimento inferior a 1200 euros, nem os que estão já hoje na carreira, nem os que, entretanto, entraram de novo.

 

Fonte: Portal do Governo

O Ministério da Saúde emitiu na terça-feira, 30 de Março, o seguinte esclarecimento sobre a proposta apresentada pelo Governo às organizações sindicais em relação à tabela remuneratória: 

 

O Governo retomou, em 15 de Dezembro passado, o processo negocial iniciado na anterior legislatura, e que já havia conduzido, em Setembro de 2009, a um acordo com os Sindicatos sobre o novo regime da carreira especial de enfermagem.

 

As presentes negociações incidem sobre diversos aspectos de regulamentação da carreira, designadamente no que se refere à tabela remuneratória.

 

Importa, por isso, esclarecer publicamente os termos da proposta que o Governo apresentou às organizações sindicais em relação à Tabela remuneratória:

 

a)   A remuneração do primeiro nível da tabela salarial da carreira de enfermagem passa de 1020 euros para 1200 euros (nível 15), o que quer dizer que está assumido que qualquer enfermeiro, quando entra na carreira, começa por auferir 1200 euros.

 

Dado o actual contexto económico e social, não há capacidade para aumentar, em simultâneo, todos os enfermeiros (cerca de 6.000) que hoje se encontram no primeiro nível da carreira.

 

Assim, o Governo propôs a seguinte fórmula de aumento:

 

(i)                  Os 6.000 enfermeiros que, actualmente, auferem um vencimento inferior a 1200 euros, foram divididos em três grupos de 2000, em função da sua antiguidade.

(ii)                 Os 2000 enfermeiros mais antigos são aumentados para 1200 euros em 2011; O segundo grupo mais antigo é aumentado em 2012 e o último grupo de 2000 é aumentado em 2013;

(iii)                 A partir de 1 de Janeiro de 2013, nenhum Enfermeiro terá um vencimento inferior a 1200 euros, nem os que estão já hoje na carreira, nem os que, entretanto, entraram de novo.

 

Fonte: Portal do Governo

Voltar
RSE - Area Cidadão