rastreio retinopatia diabética
Banner_SemanaTeste_2022
banners_antibioticos2022
i035812
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

Grupos de Apoio à Saúde Mental Infantil (GASMI) do Algarve promoveram Encontro Regional para assinalar 10 anos de existência e debater futuro do projecto

encontro_gasmi_abril_2011_1.jpg

Sob o mote «Caminhos para o futuro…» realizou-se na sexta-feira, dia 1 de Abril, na Escola Superior de Gestão, Hotelaria e Turismo da Universidade do Algarve, o Encontro Regional dos Grupos de Apoio à Saúde Mental Infantil da Administração Regional de Saúde do Algarve IP, juntando os cerca de 80 profissionais de saúde das oito equipas dos GASMI, com o objectivo de em conjunto fazerem o balanço do trabalho desenvolvido nos 10 anos de existência do projecto bem como trocar experiências e reflectir sobre quais os passos a dar no futuro deste «inovador projecto» da área da saúde mental infantil.

 

encontro_gasmi_abril_2011_1.jpg

Sob o mote «Caminhos para o futuro…» realizou-se na sexta-feira, dia 1 de Abril, na Escola Superior de Gestão, Hotelaria e Turismo da Universidade do Algarve, o Encontro Regional dos Grupos de Apoio à Saúde Mental Infantil da Administração Regional de Saúde do Algarve IP, juntando os cerca de 80 profissionais de saúde das oito equipas dos GASMI, com o objectivo de em conjunto fazerem o balanço do trabalho desenvolvido nos 10 anos de existência do projecto bem como trocar experiências e reflectir sobre quais os passos a dar no futuro deste «inovador projecto» da área da saúde mental infantil.

 


  

A Reunião juntou várias dezenas de profissionais de saúde da região que fazem parte destas equipas multidisciplinares, os representantes do Conselho Directivo da ARS Algarve IP, das Direcções Executivas e Conselhos Clínicos dos Agrupamentos dos Centros de Saúde (ACES) Central, Barlavento e Sotavento, e contou com a participação do Dr. Luís Simões, Director da área de Pedopsiquiatria do Hospital D. Estefânia, do Enf. António Nabais, Coordenador da área de Pedopsiquiatria do Hospital D. Estefânia e do Dr. Augusto Carreira, Chefe de Equipa da Clínica do Parque, que trabalham em parceria com os profissionais de saúde do Algarve desta área.

 

encontro_gasmi_abril_2011_2.jpgDurante a manhã foram realizadas duas mesas redondas, a primeira intitulada «Quase dez anos depois..», sob a moderação do Vogal do Conselho Directivo da ARS Algarve IP, Dr. Eusébio Pacheco, foi dedicada ao balanço do trabalho realizado pelas equipas do GASMI e contou com a participação da Coordenadora Regional dos GASMI’s, Dra Ilza Martins, que  traçou todo o trajecto desde o inicio destes grupos até ao momento actual, seguindo-se a Dra Ana Paula Martins, pelo Grupo de Trabalho para a Coordenação Regional dos GASMI’s, que apresentou uma breve exposição dos resultados alcançados ao longo dos cerca de 10 anos de existência dos GASMI, caracterizando as actividades e a população assistida no âmbito deste projecto nos três ACES da região.

 

No mesmo âmbito, na segunda mesa redonda, moderada pelo Dr. Augusto Carreira, participaram alguns dos profissionais ligados aos GASMI’s, a Dra Marta Inácio e a Dra Cármen Catarino do ACES Barlavento, a Dra Heloisa Dias e a Dra Rita Correia do ACES Central e a Enf. Leovigilda Madama do ACES Sotavento que traçaram de forma mais pormenorizada a realidade e o trabalho desempenhado pelas equipas dos GASMI’s nos três ACES da região.

 

encontro_gasmi_abril_2011_4.jpgNo final assistiu-se a um período de debate e troca de experiências entre os vários intervenientes nos painéis e os restantes profissionais de saúde que se encontravam a participar no encontro.

 

Durante a tarde decorreu um plenário com a participação de todos os técnicos dos oito GASMI’s da região onde foram debatidas diversas questões de modo a melhorar o trabalho desenvolvido no terreno, perceber quais as necessidades existentes neste momento e apresentação de sugestões para as ultrapassar e noutro âmbito avaliar em conjunto quais as práticas que podem ser alvo de investigação. Simultaneamente realizou-se uma reunião de trabalho entre os representantes das duas entidades envolvidas neste projecto, a Administração Regional de Saúde do Algarve IP e o Hospital D. Estefânia.

 

Nascidas em Novembro de 2001 na ARS Algarve IP em parceria com o Departamento de Psiquiatria da Infância e da Adolescência do Hospital de Dona Estefânia, as equipas interdisciplinares dos Grupos de Apoio à Saúde Mental Infantil (GASMI) são constituídas por psicólogos, médicos (medicina geral e familiar ou pediatra), enfermeiros, assistentes sociais, e terapeutas dos Centros de Saúde, supervisionadas por um consultor de psiquiatria da infância e da adolescência daquele Departamento, de modo a permitir a triagem, a avaliação e o atendimento de casos de crianças/famílias de risco com psicopatologia ligeira, encaminhando as situações de psicopatologia mais complexa para Hospital Pediátrico de Dona Estefânia.

 

encontro_gasmi_abril_2011_3.jpgEm traços gerais a aposta neste «projecto inovador» teve como principais objectivos: «colmatar as dificuldades de acessibilidade das famílias às consultas de saúde mental infantil», bem como «proporcionar um atendimento no ambiente natural da criança», promovendo o estabelecimento «de um trabalho em rede com as estruturas da comunidade», «diminuir o tempo de espera para a consulta»,  respeitando sempre «as necessidades das crianças e dos jovens no seu percurso de desenvolvimento».

Para isso é da responsabilidade das equipas a observação, o diagnóstico e o tratamento de todas as crianças e jovens que possam usufruir, na região do Algarve, de terapêuticas consideradas imprescindíveis ao desempenho das suas competências para a adaptação familiar e integração sócio/educativa. É também objectivo da equipa a discussão dos casos, em reunião de técnicos, e acções de prevenção ou intervenção junto das diferentes instituições da comunidade que dedicam o seu trabalho às crianças e aos adolescentes.

 

Estas equipas articulam-se em primeira linha com os profissionais de saúde dos Hospitais e Centros de Saúde e em segunda linha com outras estruturas da comunidade, nomeadamente Serviços Sociais, Escolas e Jardins de Infância, Comissões de Protecção de Crianças e Jovens em Risco, Equipas de Intervenção Precoce, Instituições de Acolhimento para Crianças em Risco, Centros de Atendimento a Toxicodependentes, projectos de intervenção psicossocial locais e Autarquias.

 

Actualmente estão em funcionamento 8 equipas, sedeadas em Vila Real de Santo António (VRSA/Alcoutim/Castro Marim), Tavira, Olhão, Faro (Faro/São Brás de Alportel), Loulé, Albufeira, Portimão (Portimão/Lagoa/Monchique/Silves), Lagos (Lagos/Vila Bispo/Aljezur), tendo já passado pelo GASMI cerca de 1200 crianças e jovens com idades compreendidas entre os 3 e os 13 anos de toda a região.

 

A relevância do trabalho desenvolvido ao longo dos anos foi nos últimos anos reconhecido pela comunidade científica, tendo este projecto recebido em 2008, o Prémio João dos Santos, instituído pela APPIA, o prémio «Prevenção da Doença» em 2009, instituído pelo Alto Comissariado para a Saúde e fazendo ainda parte dos projectos integrados no Banco de Inovação em Saúde, I-Bank, Health Innovation Bank.

 

encontro_gasmi_abril_2011_1.jpg
Voltar
RSE - Area Cidadão