Apoio Psicológico a utentes e profissionais covid -19
banner_receitas poéticas
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_verao&saude_sns
banner_vacinacao_covid
covid_regras_2
banner_GABINETESAUDEMENTAL_covid19_3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

Hospital Central de Faro apresenta Projecto de Reorganização do Serviço de Urgência

Foi apresentado esta terça feira, dia 22 de Janeiro, aos profissionais de saúde, ao Conselho Consultivo do Hospital Central de Faro e aos meios de comunicação social o Projecto de Reorganização do Serviço de Urgência do HCF, o qual assentará na criação de um Departamento integrado pelos Serviços de Medicina Intensiva e Urgência/Emergência.Urgências

 

«A ampliação e readequação das instalações do Serviço de Urgência numa área de cerca de 800 metros quadrados»;«a constituição de equipas pluridisciplinares especialmente vocacionadas para a abordagem a doentes críticos das áreas médicas e cirúrgicas»;«a constituição de equipas médicas dedicadas ao Serviço de Urgência»; «a reorganização do actual circuito de admissão, acolhimento e encaminhamento dos utentes», são algumas das medidas contempladas por este projecto.

Este Projecto de Reorganização do Serviço de Urgência do HCF será desenvolvido de forma faseada, entre 2008 e 2010, com o objectivo de implementar um novo sistema organizacional assente na criação de um Departamento que agrega as áreas de Medicina Intensiva e Urgência/Emergência.

1ª Fase: A realizar durante o ano de 2008

Objectivo: Dotar o actual Serviço de Urgência de recursos humanos e condições logísticas e infra-estruturais adequadas.

Ampliação e Requalificação do actual Serviço de Urgência:

– Criação de um novo SO/Sala de Decisão Clínica (em “open space”) com capacidade no mínimo para 20 camas/macas;

– Requalificação do actual SO para instalação transitória de uma Unidade Intermédia;

– Criação de um quarto de isolamento tipo IV;

– Criação de um quarto de isolamento psiquiátrico e respectivo gabinete de observação;

– Criação de área especifica para atendimento e informação a utentes e acompanhantes dos doentes em observação.

– Início e conclusão do processo de aquisição dos equipamentos destinados a requalificar o Serviço de Urgência;

– Inicio do processo de formação de todos os profissionais que integram as equipas de Urgência para atribuição das competências exigidas para um serviço com nível de diferenciação da Urgência Polivalente;

– Direcção do Serviço de Urgência a tempo inteiro;

-Início de constituição de equipas médicas fixas dedicadas ao Serviço de Urgência;

2ª Fase: A realizar a partir de Janeiro de 2009

Objectivos:

-Criação de um Serviço de Medicina Intensiva (SMI), com um total de 26/29 camas, e que contempla as seguintes áreas funcionais:

– Unidade de Cuidados Intensivos Polivalente (UCIP) – 8/9 camas

– Unidade Intermédia (UI) – 8/10 camas

– Unidade de Internamento de Agudos (UIA) – actual SO – 10 camas

Finalizar o processo de requalificação na área do Intensivismo através de:

– Ampliação da actual UCIP, utilizando a área correspondente ao actual Serviço de Farmácia, visando a criação de uma UI.

– Reforço do quadro médico preferencialmente com Assistentes Hospitalares do Hospital Central de Faro que queiram fazer parte do SMI.

– Criação de condições físicas e de mobilização de recursos humanos que garantam níveis de diferenciação ajustados às exigências de um hospital com Urgência Polivalente.

3ª Fase: A partir de Junho de 2009

Objectivos:

mplementação do Departamento

O Serviço de Medicina Intensiva assumirá a responsabilidade por todos os doentes internados na UCIP, UI, UIA e Directos.

Nesta fase o Departamento (SU e SMI) será dirigido por uma equipa constituída por:

– Um Director Médico

– Um Enfermeiro Supervisor

– Um Administrador Hospitalar

4ªFase: A partir de Janeiro de 2010

Objectivos:

Finalização do processo de departamentalização

A partir desta data o Departamento assumirá a coordenação da VMER assim como a responsabilidade na Emergência Interna.

Os recursos humanos da área médica a afectar ao Departamento incluirão:

– SMI – Médicos Emergêncistas/Intensivistas -14, mais um Director de Serviço

– SU (SO e Balcões de Observação) – Equipas fixas e qualificadas, constituídas por 10 médicos por turno e complementadas pelas restantes especialidades referidas nas recomendações da Comissão Técnica de Apoio ao processo de requalificação das Urgências.

– À semelhança do que já ocorre com outros grupos profissionais (Enfermeiros, Técnicos de Serviço Social, Pessoal Administrativo, Apoio Geral e outros), as equipas médicas tenderão a organizar-se em quadro médico próprio do Departamento.

5ª Fase: Hospital Central com Urgência Polivalente

Objectivos:

– Proporcionar a todos os utentes cuidados com o grau de diferenciação exigido a uma Urgência Polivalente;

– Dispor de um Departamento constituído por Unidades com profissionais diferenciados em Medicina Intensiva e Urgência/Emergência;

– Beneficiar de um quadro médico próprio que assegure a transição para o novo Hospital Central do Algarve.

Consultar Apresentação do Projecto Reorganização do Serviço de Urgência do Hospital Central de Faro – 22 de Janeiro de 2008

Fonte: Hospital Central de Faro

Ver Reportagem RTP : Urgências do Hospital de Faro vão ter novas instalações

Foi apresentado esta terça feira, dia 22 de Janeiro, aos profissionais de saúde, ao Conselho Consultivo do Hospital Central de Faro e aos meios de comunicação social o Projecto de Reorganização do Serviço de Urgência do HCF, o qual assentará na criação de um Departamento integrado pelos Serviços de Medicina Intensiva e Urgência/Emergência.Urgências

 

«A ampliação e readequação das instalações do Serviço de Urgência numa área de cerca de 800 metros quadrados»;«a constituição de equipas pluridisciplinares especialmente vocacionadas para a abordagem a doentes críticos das áreas médicas e cirúrgicas»;«a constituição de equipas médicas dedicadas ao Serviço de Urgência»; «a reorganização do actual circuito de admissão, acolhimento e encaminhamento dos utentes», são algumas das medidas contempladas por este projecto.

Este Projecto de Reorganização do Serviço de Urgência do HCF será desenvolvido de forma faseada, entre 2008 e 2010, com o objectivo de implementar um novo sistema organizacional assente na criação de um Departamento que agrega as áreas de Medicina Intensiva e Urgência/Emergência.

1ª Fase: A realizar durante o ano de 2008

Objectivo: Dotar o actual Serviço de Urgência de recursos humanos e condições logísticas e infra-estruturais adequadas.

Ampliação e Requalificação do actual Serviço de Urgência:

– Criação de um novo SO/Sala de Decisão Clínica (em “open space”) com capacidade no mínimo para 20 camas/macas;

– Requalificação do actual SO para instalação transitória de uma Unidade Intermédia;

– Criação de um quarto de isolamento tipo IV;

– Criação de um quarto de isolamento psiquiátrico e respectivo gabinete de observação;

– Criação de área especifica para atendimento e informação a utentes e acompanhantes dos doentes em observação.

– Início e conclusão do processo de aquisição dos equipamentos destinados a requalificar o Serviço de Urgência;

– Inicio do processo de formação de todos os profissionais que integram as equipas de Urgência para atribuição das competências exigidas para um serviço com nível de diferenciação da Urgência Polivalente;

– Direcção do Serviço de Urgência a tempo inteiro;

-Início de constituição de equipas médicas fixas dedicadas ao Serviço de Urgência;

2ª Fase: A realizar a partir de Janeiro de 2009

Objectivos:

-Criação de um Serviço de Medicina Intensiva (SMI), com um total de 26/29 camas, e que contempla as seguintes áreas funcionais:

– Unidade de Cuidados Intensivos Polivalente (UCIP) – 8/9 camas

– Unidade Intermédia (UI) – 8/10 camas

– Unidade de Internamento de Agudos (UIA) – actual SO – 10 camas

Finalizar o processo de requalificação na área do Intensivismo através de:

– Ampliação da actual UCIP, utilizando a área correspondente ao actual Serviço de Farmácia, visando a criação de uma UI.

– Reforço do quadro médico preferencialmente com Assistentes Hospitalares do Hospital Central de Faro que queiram fazer parte do SMI.

– Criação de condições físicas e de mobilização de recursos humanos que garantam níveis de diferenciação ajustados às exigências de um hospital com Urgência Polivalente.

3ª Fase: A partir de Junho de 2009

Objectivos:

mplementação do Departamento

O Serviço de Medicina Intensiva assumirá a responsabilidade por todos os doentes internados na UCIP, UI, UIA e Directos.

Nesta fase o Departamento (SU e SMI) será dirigido por uma equipa constituída por:

– Um Director Médico

– Um Enfermeiro Supervisor

– Um Administrador Hospitalar

4ªFase: A partir de Janeiro de 2010

Objectivos:

Finalização do processo de departamentalização

A partir desta data o Departamento assumirá a coordenação da VMER assim como a responsabilidade na Emergência Interna.

Os recursos humanos da área médica a afectar ao Departamento incluirão:

– SMI – Médicos Emergêncistas/Intensivistas -14, mais um Director de Serviço

– SU (SO e Balcões de Observação) – Equipas fixas e qualificadas, constituídas por 10 médicos por turno e complementadas pelas restantes especialidades referidas nas recomendações da Comissão Técnica de Apoio ao processo de requalificação das Urgências.

– À semelhança do que já ocorre com outros grupos profissionais (Enfermeiros, Técnicos de Serviço Social, Pessoal Administrativo, Apoio Geral e outros), as equipas médicas tenderão a organizar-se em quadro médico próprio do Departamento.

5ª Fase: Hospital Central com Urgência Polivalente

Objectivos:

– Proporcionar a todos os utentes cuidados com o grau de diferenciação exigido a uma Urgência Polivalente;

– Dispor de um Departamento constituído por Unidades com profissionais diferenciados em Medicina Intensiva e Urgência/Emergência;

– Beneficiar de um quadro médico próprio que assegure a transição para o novo Hospital Central do Algarve.

Consultar Apresentação do Projecto Reorganização do Serviço de Urgência do Hospital Central de Faro – 22 de Janeiro de 2008

Fonte: Hospital Central de Faro

Ver Reportagem RTP : Urgências do Hospital de Faro vão ter novas instalações

Urgências
Voltar
RSE - Area Cidadão