rastreio retinopatia diabética
Banner_SemanaTeste_2022
banners_antibioticos2022
i035812
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

Hospital de Faro passa a informar utentes sobre os custos de cuidados prestados pelo SNS

Os Serviços de Urgência do Hospital de Faro EPE vão implementar o projeto nacional de «Informação sobre Custos de Cuidados de Saúde no Serviço Nacional de Saúde», enquadrado no Programa do XIX Governo 2012 e no Relatório Final do Grupo Técnico para a Reforma Hospitalar.

A iniciativa já implementada com sucesso no Hospital de São José está em fase de alargamento a outros hospitais do país, arrancando no próximo dia 19 de outubro no Hospital de Faro.

A partir de 19 de outubro, os utentes admitidos nos Serviços de Urgência do Hospital de Faro passam a receber um documento meramente informativo onde são apresentados os custos inerentes à prestação de serviços e cuidados disponibilizados pelo Serviço Nacional de Saúde.

A entrega do documento informativo, onde constam os custos unitário e total de cada ato com a identificação da taxa moderadora correspondente, será feita presencialmente, no momento da admissão a qualquer um dos serviços de urgência do hospital – Urgência Geral, Pediátrica e Ginecológica/Pediátrica – de modo a permitir o esclarecimento individual e imediato de quaisquer dúvidas, reforçando que os valores apresentados não representam qualquer tipo de pagamento acrescido para o utente.

De referir que a iniciativa estava prevista no programa do XIX Governo e consta do Relatório Final do Grupo Técnico para a reforma hospitalar, tendo por principal objetivo dar a conhecer aos cidadãos, de forma clara e transparente, os custos associados aos cuidados de saúde que recebem e que são, maioritariamente, suportados pelo orçamento geral do estado.

A medida que se assume como um dever de transparência mas sobretudo como um direito de cidadania propõe-se a envolver e mobilizar os utentes a participarem na defesa do SNS, consciencializando-os para o esforço económico que os serviços e cuidados de saúde representam para todos os contribuintes, de modo a induzir a uma utilização mais racional e adequada dos serviços de saúde, nomeadamente dos cuidados hospitalares.

Fonte: Hospital de Faro, EPE

Os Serviços de Urgência do Hospital de Faro EPE vão implementar o projeto nacional de «Informação sobre Custos de Cuidados de Saúde no Serviço Nacional de Saúde», enquadrado no Programa do XIX Governo 2012 e no Relatório Final do Grupo Técnico para a Reforma Hospitalar.

A iniciativa já implementada com sucesso no Hospital de São José está em fase de alargamento a outros hospitais do país, arrancando no próximo dia 19 de outubro no Hospital de Faro.

A partir de 19 de outubro, os utentes admitidos nos Serviços de Urgência do Hospital de Faro passam a receber um documento meramente informativo onde são apresentados os custos inerentes à prestação de serviços e cuidados disponibilizados pelo Serviço Nacional de Saúde.

A entrega do documento informativo, onde constam os custos unitário e total de cada ato com a identificação da taxa moderadora correspondente, será feita presencialmente, no momento da admissão a qualquer um dos serviços de urgência do hospital – Urgência Geral, Pediátrica e Ginecológica/Pediátrica – de modo a permitir o esclarecimento individual e imediato de quaisquer dúvidas, reforçando que os valores apresentados não representam qualquer tipo de pagamento acrescido para o utente.

De referir que a iniciativa estava prevista no programa do XIX Governo e consta do Relatório Final do Grupo Técnico para a reforma hospitalar, tendo por principal objetivo dar a conhecer aos cidadãos, de forma clara e transparente, os custos associados aos cuidados de saúde que recebem e que são, maioritariamente, suportados pelo orçamento geral do estado.

A medida que se assume como um dever de transparência mas sobretudo como um direito de cidadania propõe-se a envolver e mobilizar os utentes a participarem na defesa do SNS, consciencializando-os para o esforço económico que os serviços e cuidados de saúde representam para todos os contribuintes, de modo a induzir a uma utilização mais racional e adequada dos serviços de saúde, nomeadamente dos cuidados hospitalares.

Fonte: Hospital de Faro, EPE

Voltar
RSE - Area Cidadão