rastreio retinopatia diabética
Banner_SemanaTeste_2022
banners_antibioticos2022
i035812
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

Ministra da Saúde apelou à sensibilidade dos médicos para ajudar utentes enfrentar a crise

imagem 

A Ministra da Saúde, Dra. Ana Jorge, sublinhou na sessão inaugural do 26º Encontro Nacional de Clínica Geral a importância das reformas nos cuidados de saúde primários para garantir à população um sistema de qualidade e de «saúde para todos».

 

imagem 

A Ministra da Saúde, Dra. Ana Jorge, sublinhou na sessão inaugural do 26º Encontro Nacional de Clínica Geral a importância das reformas nos cuidados de saúde primários para garantir à população um sistema de qualidade e de «saúde para todos».

 

 

No sentido de «garantir medicamentos para todos» em tempos de conjuntura económica e financeira complicada, a Ministra da Saúde apelou «à boa prática clínica» dos médicos de clínica geral no sentido de prescreverem genéricos de qualidade em termos de eficiência e a um preço mais acessível, sobretudo aos utentes com dificuldades económicas, indo ao encontro da medida do governo de duplicar a comparticipação de medicamentos genéricos de 15 para 30 por cento, dirigida ao grupo de pensionistas que recebem menos do que o salário mínimo nacional, passando os escalões A e B a ter uma comparticipação de 100 por cento.

 

Estando actualmente a funcionar 162 Unidades de Saúde Familiar (USF), a Ministra da Saúde anunciou que para as unidades de cuidados na comunidade (UCC) está previsto um «processo de lançamento idêntico ao seguido para as USF» já no próximo dia 23 de Março.

 

Sobre os recentemente criados Agrupamentos de Centros de Saúde (ACES), onde estarão também integrados as Unidades de Saúde Pública (USP) e outras unidades funcionais, realçou as funções dos conselhos clínicos nos ACES como garante para um sistema de cuidados de saúde primários de «qualidade», promovendo «as melhores práticas», tornando «a cultura profissional e científica e dos objectivos de saúde dos utentes e das populações os guias da actividade dos cuidados de saúde primários», realizado com «profissionalismo, rigor científico e sensibilidade ética e social».

 imagem

A governante anunciou ainda que o programa de internato de medicina geral e familiar já se encontra alargado para quatro anos para garantir um «aprofundamento, consolidação do vasto conjunto de conhecimentos, de atitudes e de competências», reforçando a ideia de que a constante partilha de «conhecimento e experiência» entre as gerações de médicos proporciona um sistema nacional da saúde mais «dinâmico, moderno e profissionalmente atraente».

 

 

 

Consultar : Intervenção da Ministra da Saúde, Ana Jorge, no 26.º Encontro Nacional de Clínica Geral – 18/03/09

imagem
Voltar
RSE - Area Cidadão