rastreio retinopatia diabética
Banner_SemanaTeste_2022
banners_antibioticos2022
i035812
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

Ministra da Saúde distingue com Medalhas de Mérito do Ministério da Saúde, grau Ouro e Prata Profissionais de Saúde do Algarve

foto_dia_mundial_saude_2010.jpgValentina Tavares, Chefe de Serviço de Saúde Pública, José Matias, Médico, Victor Brandão, Cardiologista, Álvaro Pereira, Médico, Teresa António, Enfermeira, Maria Rosa Machado, Educadora de infância, foram os seis Profissionais de Saúde do Algarve, distinguidos no dia 7 de Abril de 2010, Dia Mundial da Saúde, com medalhas de serviços distintos do Ministério da Saúde pela Ministra da Saúde, Dra Ana Jorge, pelos contributos excepcionais que deram à Saúde e aos serviços de saúde ao longo das suas carreiras.

foto_dia_mundial_saude_2010.jpgValentina Tavares, Chefe de Serviço de Saúde Pública, José Matias, Médico, Victor Brandão, Cardiologista, Álvaro Pereira, Médico, Teresa António, Enfermeira, Maria Rosa Machado, Educadora de infância, foram os seis Profissionais de Saúde do Algarve, distinguidos no dia 7 de Abril de 2010, Dia Mundial da Saúde, com medalhas de serviços distintos do Ministério da Saúde pela Ministra da Saúde, Dra Ana Jorge, pelos contributos excepcionais que deram à Saúde e aos serviços de saúde ao longo das suas carreiras.

 

Medalhas Grau Ouro:

frs4.jpgA Dra Maria Valentina Cavaco Pereira Tavares, Chefe de Serviço de Saúde Pública, aposentou-se em 31 de Julho de 2007, depois de 34 anos dedicados à saúde, onde exerceu diversas funções e participou inúmeros projectos, comissões e grupos de trabalho em representação da ARS Algarve IP sempre com enorme entusiasmo e empenho, revelando qualidades marcantes regidas pelo rigor, honestidade, humanismo e dedicação à causa pública, destacando-se em actividades ligadas à prevenção de doenças transmissíveis, nomeadamente o HIV/Sida, salubridade urbana e na luta anti-insectos.

Licenciada em Medicina em 1972 pela Universidade de Coimbra, iniciou funções nos Hospitais da Universidade de Coimbra até 1975. Entre 1975 e 1976, exerceu o serviço médico à periferia no Concelho de Loulé, de 1976 a 1984 exerceu a função de Subdelegada de Saúde em Quarteira, nesse ano passou a Delegada de Saúde da carreira médica de Saúde Pública. De 1987 a 1992 foi Coordenadora do Serviço de Prevenção e Apoio aos Toxicodependentes (SPAT – Algarve), sendo que no período de 2002 a 2005 foi a autoridade de Saúde no concelho de Loulé. Em 2002 iniciou funções no cargo de Delegada Regional de Saúde e Coordenadora do Centro Regional de Saúde Pública do Algarve até 2005, ano em que assumiu funções como Vogal do Conselho Directivo da ARS Algarve,IP até à data da sua aposentação em 2007.

dr_matias_chba.jpgO Dr. José Gaspar Torres Matias, apesar de aposentado desde 12 de Julho de 2007, permanece ligado ao Centro Hospitalar do Barlavento Algarvio e ao Hospital de Dia de Oncologia, onde mantém a sua actividade, em regime de voluntariado, e sem quaisquer honorários. Se actualmente, o Hospital de Dia – área de Oncologia é uma referência na região, sobretudo no Barlavento, muito se deve à dedicação e empenho pessoal. 

Iniciou funções em 1974 e dois anos depois realiza o Serviço Médico à Periferia, regressando posteriormente aos Hospitais Civis de Lisboa onde concluiu em 1984 o Internato Complementar em Medicina Interna. O ciclo de estudos especializados conta ainda com um estágio de 2 anos no Instituto Português de Oncologia em Lisboa.

Em 27 de Abril de 2000, nas então novas instalações do Hospital do Barlavento Algarvio, é nomeado Director de Serviço do Hospital de Dia, onde foi sucessivamente reconduzido até à sua aposentação, pautando com profissionalismo e dedicação todo o trabalho que desenvolveu em prol da Oncologia.

frs5.jpgO Dr. Álvaro José Alves Pereira, Médico de Família, Assistente Graduado Sénior, licenciado pela Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra em 1974. Desde 1984 que presta cuidados a doentes consumidores de substâncias psicoactivas, primeiro no contexto do Centro de Saúde, depois nas estruturas do Ministério da Saúde que ajudou a criar no Algarve, actividade a que se dedica em exclusivo desde 1995.

Foi Director do Centro de Saúde de Olhão (1988/95) e do CAT do Sotavento (1995/2007); Integrou o Conselho Consultivo do Instituto de Clínica Geral da Zona Sul; foi membro da Direcção do Colégio da Especialidade de Medicina Geral e Familiar da Ordem dos Médicos (1994/99) e seu Presidente (1998/99); Formador em Cuidados de Saúde Primários pela OMS-Europa (1986); Foi Presidente da ANIT – Associação Nacional dos Intervenientes em Toxicodependência; foi membro da Direcção da ERIT – Federação Europeia de Associações Nacionais de Intervenientes em Toxicodependências.

Actualmente, é Director da Unidade de Desabituação do Algarve do IDT -Instituto da Droga e da Toxicodependência (desde 1996) e Responsável Clínico Regional do Algarve do IDT.

 

O Dr. Victor Manuel Amaral Rebêlo Martins Brandão é um dos mais conceituados hemodinamistas, integrando o Serviço de Cardiologia do Hospital de Faro desde 1 de Outubro de 2003, data em que iniciou as funções de Assistente Hospitalar Graduado de Cardiologia e assumiu a responsabilidade da UHCI – Unidade de Hemodinâmica e Cardiologia de Intervenção no Serviço de Cardiologia. A sua carreira médica é marcada por uma notável capacidade profissional, pautada pela inteligência, humanismo e disponibilidade. 

galardoados_hf.jpgA Enf. Teresa Jesus Serrão António iniciou funções no Hospital de Faro a 24 de Dezembro de 1979, ou seja, 5 dias antes da abertura oficial do Hospital. Acompanhou de perto e viveu intensamente a azáfama dos primeiros dias de funcionamento da unidade hospitalar tendo desenvolvido a sua actividade como enfermeira na Maternidade do Hospital de Faro, onde exerceu funções na prestação de cuidados. Ligada desde sempre à saúde infantil e pediátrica exerceu desde 1992 actividades no âmbito da gestão de enfermagem na Unidade de Cuidados Intensivos Neonatais e Pediátricos.

Em 2004, e em paralelo com as responsabilidades assumidas na chefia de enfermagem do Serviço de Pediatria, a Enfermeira Teresa António acumulou o cargo de Enfermeira Chefe do Hospital de Dia de Pediatria.

Mulher de grande dinamismo e de um enorme espírito de ajuda, colaborou activamente na comunidade enquanto voluntária da Cruz Vermelha Portuguesa e em algumas actividades no (já extinto) Centro de Hemodiálise de Faro. No Plano académico foi ainda docente no Curso de Enfermagem da Escola Superior de Saúde da Universidade do Algarve. Aposentou-se a 1 de Janeiro de 2010.

Medalha Grau Prata:

A Dr.ª Maria Rosa Mateus da Silva Machado iniciou funções no Hospital de Faro como Educadora de Infância no dia 16 de Novembro de 1981. Dedicada em exclusividade ao serviço público de saúde, pautou sempre a sua actividade pelo empenho, profissionalismo, afectividade e humanismo com as crianças e suas famílias. Foi responsável e sócia fundadora pelo Centro Infantil do Hospital de Faro, tendo lançado as raízes daquilo que, a nível da comunidade, viria a tornar-se num serviço de referência. Assumindo-se como uma das maiores dinamizadoras da ligação com a comunidade, integrou a Comissão e Humanização de Bem – Estar do Utente no Hospital de Faro, implementou projectos e parcerias inovadoras na área da saúde educacional, destacando-se assim projectos como: «Saúde Brincando», em Parceria com o Rotary Clube de Faro, «A Hora do Conto», com a Biblioteca Municipal de Faro, «TIC Pediátrica», com a FDTI, bem como algumas visitas regulares, sistematizadas e organizadas com jardins-de-infância e escolas da região, integradas no «Projecto Hospital, a Escola e a Comunidade». Foi sócia fundadora e é, actualmente, Presidente da Associação dos Amigos da Pediatria do Hospital de Faro.

 

Medalhas de serviços distintos do Ministério da Saúde atribuídas em 2010:

     

Medalhas de Ouro

 

Albertino Pereira

Alcindo Salgado Maciel Barbosa

Álvaro Gomes Pacheco

Álvaro José Alves Pereira

Congregação das Irmãs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus

Escola Superior de Enfermagem da Cidade do Porto

Fernando José Montenegro Sollari Allegro

Grupo Operativo da Gripe

João Alves Pimenta

João Jorge da Silva Sennfelt

João Manuel Abreu Barreto

José Gaspar Torres Matias

José González Esteves

José Marques de Almeida Castanheira

Laboratório Nacional de Referência do Vírus da Gripe

Maria Cristina Alves Pinto Carmona Ribeiro Miranda

Maria Odete dos Santos Isabel

Maria Portugal e Castro de Oliveira Ramos Pinto Coelho

Rosalvo Manuel Martins de Almeida

Teresa Jesus Serrão António

Valentina Tavares de Sousa

Victor Manuel Amaral Rebelo Martins Brandão

 

Medalhas de Prata

 

Avelino Vasco da Silva Figueiredo

José Geada Sousa

Maria Carlota Canudo Rodeia Rocha Nunes

Maria Gracinda Ferreira

Maria Manuela Pastor Jacob de Lourenço Martins

Maria Rosa Mateus da Silva Machado

 

Durante a cerimónia comemorativa do Dia Mundial da Saúde de 2010, foi ainda atribuído o Prémio Nacional de Saúde de 2009, ao Professor Doutor Carlos Fernando Costa da Silveira, pelos contributos inequívocos prestados no decurso do seu desempenho profissional.

O Professor Doutor Carlos Fernando Costa da Silveira constitui um testemunho exemplar no seu contributo para a obtenção de ganhos em saúde, assim como um exemplo de cidadania e competência, caracterizado por uma larga e profícua carreira docente e de investigação, a que juntou um importante contributo para a saúde pública, quer no âmbito castrense, quer no da sociedade civil.

Salienta-se a sua intervenção na génese da Comissão Técnica dos Novos Medicamentos, na implementação de farmácias hospitalares, na criação da Ordem dos Farmacêuticos, do Centro de Metabolismos e Genética da Universidade de Lisboa e do laboratório de Análises Fármaco-Toxicológicas da Marinha.

O Prémio Nacional de Saúde, atribuído desde 2006, visa distinguir anualmente, pela relevância e excelência no âmbito das Ciências da Saúde, nos seus aspectos de promoção, prevenção e prestação de cuidados de saúde, uma personalidade que tenha contribuído, inequivocamente, para a obtenção de ganhos em saúde ou para o prestígio das organizações de saúde no âmbito do Serviço Nacional de Saúde.

 

O Dia Mundial da Saúde, comemorado a 7 de Abril desde 1950, celebra a criação da OMS, em 1948. 

 

Consultar: Intervenção da Ministra da Saúde, Ana Jorge, na sessão comemorativa do Dia Mundial da Saúde, no Infarmed – 07/04/2010

foto_dia_mundial_saude_2010.jpg
Voltar
RSE - Area Cidadão