Apoio Psicológico a utentes e profissionais covid -19
banner_receitas poéticas
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_verao&saude_sns
banner_vacinacao_covid
covid_regras_2
banner_GABINETESAUDEMENTAL_covid19_3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

Ministra da Saúde inaugura Centro de Conferência de Facturas do SNS

A Ministra da Saúde, Ana Jorge, inaugura terça-feira, dia 20 de Abril pelas 16h00, as instalações do Centro de Conferência de Facturas (CCF) na  Rua de Joaquim Dias Rocha, nº 170 na Maia.

 

Esta nova infra-estrutura do Serviço Nacional de Saúde (SNS) irá concentrar, de forma a  agilizar e modernizar os processos de conferência de facturas de medicamentos, de meios complementares de diagnóstico e terapêutica e de outras prestações complementares.

 

O CCF substitui os 18 centros de conferência de facturas existentes nas extintas sub-regiões de saúde racionalizando e uniformizando procedimentos em áreas tão diversas como os medicamentos de ambulatório, os Meios Complementares de Diagnóstico e Terapêutica (MCDT), incluindo hemodiálise e cuidados respiratórios domiciliários, hospitalização privada e transportes de doentes.

 

As instalações da Maia poderão alojar até cerca de 300 trabalhadores nas diferentes áreas e fases de conferência, proporcionando uma rentabilidade e racionalidade de operação impossíveis de alcançar nos 18 anteriores locais de conferência.

 

Numa primeira fase, o CCF vai centralizar num único interface a recepção, preparação e digitalização de documentos, bem como a conferência de facturas provenientes das farmácias relativas à prescrição/dispensa de medicamentos. Considerando que em Portugal as prescrições efectuadas online representam cerca de 64% do total das prescrições emitidas no País, o passo seguinte, já em preparação, é o da implementação gradual da desmaterialização de todo o processo – da prescrição à conferência.

 

Este Centro único vai contribuir para a adopção de um mecanismo de monitorização mais eficaz do ciclo de prescrição, prestação e conferência da facturação dos diversos prestadores do SNS, permitindo reduzir os custos de operação e agilizar o pagamento aos prestadores.

 

O novo sistema de conferência de facturas promove um maior controlo de todo o ciclo aumentado, assim, a capacidade de dissuasão da fraude e reduzindo o risco de pagamentos indevidos.

 

Nesta primeira fase, a operação de conferência de facturas e restantes documentos diz respeito à área de medicamentos e cuidados farmacêuticos, num volume de cerca de 6 milhões de documentos por mês. Estima-se, no entanto, que o CCF esteja apto a receber a documentação inerente ao processo de conferência de facturas das outras prestações complementares até ao final do ano.

 

A Ministra da Saúde, Ana Jorge, inaugura terça-feira, dia 20 de Abril pelas 16h00, as instalações do Centro de Conferência de Facturas (CCF) na  Rua de Joaquim Dias Rocha, nº 170 na Maia.

 

Esta nova infra-estrutura do Serviço Nacional de Saúde (SNS) irá concentrar, de forma a  agilizar e modernizar os processos de conferência de facturas de medicamentos, de meios complementares de diagnóstico e terapêutica e de outras prestações complementares.

 

O CCF substitui os 18 centros de conferência de facturas existentes nas extintas sub-regiões de saúde racionalizando e uniformizando procedimentos em áreas tão diversas como os medicamentos de ambulatório, os Meios Complementares de Diagnóstico e Terapêutica (MCDT), incluindo hemodiálise e cuidados respiratórios domiciliários, hospitalização privada e transportes de doentes.

 

As instalações da Maia poderão alojar até cerca de 300 trabalhadores nas diferentes áreas e fases de conferência, proporcionando uma rentabilidade e racionalidade de operação impossíveis de alcançar nos 18 anteriores locais de conferência.

 

Numa primeira fase, o CCF vai centralizar num único interface a recepção, preparação e digitalização de documentos, bem como a conferência de facturas provenientes das farmácias relativas à prescrição/dispensa de medicamentos. Considerando que em Portugal as prescrições efectuadas online representam cerca de 64% do total das prescrições emitidas no País, o passo seguinte, já em preparação, é o da implementação gradual da desmaterialização de todo o processo – da prescrição à conferência.

 

Este Centro único vai contribuir para a adopção de um mecanismo de monitorização mais eficaz do ciclo de prescrição, prestação e conferência da facturação dos diversos prestadores do SNS, permitindo reduzir os custos de operação e agilizar o pagamento aos prestadores.

 

O novo sistema de conferência de facturas promove um maior controlo de todo o ciclo aumentado, assim, a capacidade de dissuasão da fraude e reduzindo o risco de pagamentos indevidos.

 

Nesta primeira fase, a operação de conferência de facturas e restantes documentos diz respeito à área de medicamentos e cuidados farmacêuticos, num volume de cerca de 6 milhões de documentos por mês. Estima-se, no entanto, que o CCF esteja apto a receber a documentação inerente ao processo de conferência de facturas das outras prestações complementares até ao final do ano.

 

Voltar
RSE - Area Cidadão