rastreio retinopatia diabética
Banner_SemanaTeste_2022
banners_antibioticos2022
i035812
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

Ministra da Saúde visitou SUB de Albufeira para apresentação da Rede de Urgência/Emergência do Algarve

imagem

A Rede de Urgência/Emergência do Algarve está concluída, tendo a região conseguido cumprir todos os objectivos da criação de uma rede integrada de serviços de urgência, constatou a Ministra da Saúde, Dra Ana Jorge, durante a apresentação da Rede de Urgência/Emergência do Algarve, que decorreu, este sábado, 14 de Fevereiro, no âmbito da visita ao Serviço de Urgência Básica (SUB) do Centro de Saúde de Albufeira. 

imagem

A Rede de Urgência/Emergência do Algarve está concluída, tendo a região conseguido cumprir todos os objectivos da criação de uma rede integrada de serviços de urgência, constatou a Ministra da Saúde, Dra Ana Jorge, durante a apresentação da Rede de Urgência/Emergência do Algarve, que decorreu, este sábado, 14 de Fevereiro, no âmbito da visita ao Serviço de Urgência Básica (SUB) do Centro de Saúde de Albufeira. 

 

 

imagemCongratulando todos os profissionais que trabalham nos serviços de urgência básica, a Ministra da Saúde reconheceu que «o Algarve conseguiu cumprir um dos objectivos que era a criação de uma rede integrada de serviços de urgências, entre os SUB’s, a sua ligação com os hospitais, em articulação com o INEM, com a Rede pré-hospitalar, bombeiros, INEM e VMERs, com todo o equipamento que permite dar uma resposta já com dados objectivos de ganhos em saúde».

 

«Na área de urgência/emergência, ou seja, os sub’s, os serviços polivalentes e serviços médico cirúrgicos, a Rede está constituída, ligada pela rede informática entre os 3 níveis de atendimento», explicou a Dra Ana Jorge, sublinhando as consequências directas que a implementação deste novo modelo permite na melhoria das prestações de cuidados de saúde ao utente.

 

 

«O doente quando chega a um SUB e tem necessidade de ser enviado para um serviço hospitalar, todo o processo segue por via informática, quer a parte da informação clínica, quer a parte da radiologia, quer a parte das analises clínicas, quer a parte dos electrocardiogramas, sendo que, «quando este chega ao hospital de referência toda a informação já lá está, o que facilita o trabalho aos profissionais e obviamente com consequências directas nas prestações de cuidados», exemplificou a Ministra da Saúde.

imagem 

«A possibilidade de ter um atendimento a doentes mais graves, como a via verde coronária e a via verde de AVC» foi outro dos benefícios que a Ministra da Saúde destacou no âmbito da implementação da rede de urgência/emergência, aproveitando o momento para enaltecer os resultados obtidos na região do Algarve na via verde coronária.

 

imagem«O Algarve conseguiu ao fim destes dois anos, já depois deste modelo estar implementado, ter uma melhoria na forma como os doentes são atendidos, sendo que o diagnóstico é feito e em tempo útil o doente poderá ser transferido imediatamente para dentro da sala de atendimento aos doentes coronários», explicou a Dra Ana Jorge durante a sessão de apresentação da Rede de Urgência/Emergência do Algarve e após uma visita ao Serviço de Urgência Básica do Centro de Saúde de Albufeira.

 

 

 

De referir que o SUB de Albufeira está em funcionamento desde Maio de 2008, atendendo em média 160 utentes por dia.

O Serviço de Urgência Básica no Centro de Saúde de Albufeira integra a Rede de Referenciação de Urgência/Emergência, conforme o Despacho n.º 5414/2008, de 28 de Janeiro, o qual veio definir os pontos de acesso a este tipo de serviços.

No âmbito do processo de requalificação das urgências definido pelo Ministério da Saúde, a região do Algarve passa a contar com 6 pontos de rede contra os 2 da rede anterior. Desta forma, a Rede de Urgência/Emergência no Algarve integra:

– 1 Serviço de Urgência Polivalente (SUP) no Hospital de Faro, EPE.

 

– 1 Serviço de Urgência Médico-Cirúrgico (SUMC) no Centro Hospitalar do Barlavento Algarvio, EPE, em Portimão.

 

– 4 Serviços de Urgência Básicos (SUB) – em Lagos, Albufeira, Loulé e Vila Real de Santo António.

Os SUB’s de Albufeira, Loulé e Vila Real de Santo António estão dotados de dois médicos, três enfermeiros, técnico de radiologia, durante as 24 horas, equipados com RX digital, com envio da imagem por via informática, Electrocardiograma com desfibrilhador, ligado à Unidade de Hemodinâmica do Hospital de Faro (ponto de rede da via verde coronária desde 1 de Agosto de 2007) e ao CODU/INEM, análises clínicas (Point-of-Care), e, sistema de triagem de prioridades (Triagem de Manchester) e processo clínicos electrónicos, ligados por via informática aos Hospitais de referência.

A Rede de Urgência/Emergência incluirá ainda o funcionamento e apoio de:

 

– 3 Viaturas Médicas de Emergência e Reanimação em Portimão, Albufeira e Faro.

 

– 4 ambulâncias SIV (suporte imediato de vida) com 2 em Tavira e Lagos já a funcionar, e 2 em Quarteira/Loulé e em Castro Marim, a iniciar o seu funcionamento em Março de 2009.

 Consultar : imagemApresentação da Rede de Urgência/ Emergência do Algarve – 14 de Fevereiro de 2009 (4,54 Mb)

imagem
Voltar
RSE - Area Cidadão