rastreio retinopatia diabética
Banner_SemanaTeste_2022
banners_antibioticos2022
i035812
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

Problemática da violência doméstica em debate no Seminário «Integração Integrada em Violência Doméstica na Região do Algarve» em Olhão

violencia1.jpgMais de uma centena de profissionais das mais diversas áreas, desde a saúde, educação, serviço social, justiça e forças policiais participaram esta sexta-feira, 17 de Setembro, no Seminário sobre «Intervenção Integrada em Violência Doméstica na Região do Algarve», que decorreu no auditório municipal de Olhão, com o objectivo de partilhar experiências e promover a reflexão sobre a problemática da Violência Doméstica e sensibilizar os profissionais que contactam directa e indirectamente com o fenómeno na região do Algarve.

violencia1.jpgMais de uma centena de profissionais das mais diversas áreas, desde a saúde, educação, serviço social, justiça e forças policiais participaram esta sexta-feira, 17 de Setembro, no Seminário sobre «Intervenção Integrada em Violência Doméstica na Região do Algarve», que decorreu no auditório municipal de Olhão, com o objectivo de partilhar experiências e promover a reflexão sobre a problemática da Violência Doméstica e sensibilizar os profissionais que contactam directa e indirectamente com o fenómeno na região do Algarve.

 

A sessão oficial de abertura contou com a presença do Vice-Presidente da Câmara Municipal de Olhão, Dr. António Pina, do Director-adjunto Regional de Educação do Algarve, Dr. Eduardo Dias, do Presidente da Administração Regional de Saúde do Algarve IP, Dr. Rui Lourenço, do Director Regional do Instituto de Segurança Social do Centro Social de Faro, Dr. Arnaldo Oliveira, da representante da Comissão para a Cidadania e Igualdade do Género, Dra Marta Silva e do representante do Conselho de Administração do Hospital de Faro, EPE, Dr. Hugo Nunes.

 

violencia2.jpgA necessidade de encarar a violência doméstica como um «problema de todos», em que «não se pode fechar os olhos», em que «todos somos responsáveis para inverter estas situações», sendo necessário «um contributo de todos para reforçar o combate contra este flagelo que afecta a sociedade», em que a questão central passa «pela defesa dos direitos humanos e o respeito pelas pessoas», de modo «a modificar mentalidades» e «ultrapassar preconceitos», foram algumas das ideias defendidas durante a sessão oficial de abertura pelos representantes das várias entidades presentes no encontro.

 

No decorrer do seminário foi abordada a importância de uma «intervenção integrada no combate à violência doméstica», onde o trabalho em rede da educação, saúde, segurança social, justiça, forças policiais e organizações comunitárias «assume um papel fundamental», para a adopção de medidas e atitudes que facilitem a definição e implementação de estratégias de suporte e respostas para as vítimas de violência doméstica.  

violencia3.jpg 

Neste sentido, o encontro foi dividido em dois painéis. O primeiro foi dedicado à «intervenção integrada em violência doméstica» que contou com os contributos da representante da Comissão para a Cidadania e Igualdade do Género, Dr. Marta Silva, que fez uma breve apresentação da Rede Nacional e da Dra Filomena Rosa, da DREAlg, que traçou o actual cenário da experiência do trabalho em parceria na região do Algarve.

 

violencia6.jpgNo segundo foram tratadas as questões ligadas ao «impacto do fenómeno da violência doméstica», com a participação da Dra Liliane Palma, da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima, que falou sobre a realidade do fenómeno na região do Algarve, do Dr. Manuel Lisboa, Sociólogo, com uma intervenção sobre os «custos sociais e económicos da violência doméstica» e da Dra Paula Garcia, Procuradora da República do Departamento de Investigação e Acção Penal de Coimbra, que traçou uma perspectiva jurídica sobre o fenómeno da violência doméstica.

 

violencia5.jpgDe salientar ainda a participação do Psiquiatra do Centro Hospitalar Psiquiátrico de Coimbra e Coordenador do Grupo Violência Familiar, Dr. João Redondo, que proferiu uma conferência onde apresentou a experiência do Trabalho em Rede pelo Grupo de Violência Familiar em Coimbra, como um exemplo de boas práticas nesta área, explicando a sua organização e desenvolvimento de metodologias de trabalho e das estratégias em rede levadas a cabo no combate à violência doméstica.

 

formacao_violencia_domestica_3.jpgDe referir que a realização deste seminário encontra-se integrado no projecto «Intervenção Integrada em Violência Doméstica na Região do Algarve», no âmbito da parceria, formalizada através de candidatura ao Programa Operacional de Potencial Humano (POPH-QREN), entre a Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género – CIG, a Administração Regional de Saúde do Algarve, I.P, o Hospital de Faro, E.P.E. – HCF, a Direcção Regional de Educação do Algarve – DREAlg e o Instituto de Segurança Social, I.P. – ISS.

 

No âmbito deste projecto está prevista a realização de 9 acções de formação dirigidas a profissionais de saúde (ACES e Hospital de Faro) e de educação (DREAlg), tendo já sido realizadas 5 acções, estando agendada outra para o final deste ano, em Novembro e as restantes 3 para o próximo ano.

 

formao_violencia_domestica.jpgOs Formadores destas acções de formação avançada que se destinam a profissionais que já trabalham nesta área da Violência Doméstica são Profissionais do Serviço de Violência Familiar do Centro Hospitalar Psiquiátrico de Coimbra – Hospital Sobral Cid (Dr. João Redondo, Dra Generosa Morais, Dra Inês Pimentel, Dr Henrique Vicente), Dra Conceição Roubaco, Médica do Gabinete Médico-Legal de Faro, Dra Ana Perdigão, Jurista do Instituto de Apoio à Criança, e Grupo Operativo do Projecto: Grupo Violência ao Longo do Ciclo de Vida da ARS Algarve IP (Dra Daniela Machado, Dra Elisabete Fortunato, Dra Ilza Martins, Dra Marta Chaves e Dra Sónia Coelho Nunes), Dra Helga Nunes (Hospital de Faro), Dra Maria Esteves (DREALG) e Dra Cristina Afonso (ISS, IP).

 

formacao_violencia_domestica_1.jpgO projecto contempla ainda a promoção de 6 acções de sensibilização destinadas a profissionais de saúde (ACES e Hospital de Faro) organizadas pelo Hospital de Faro, já tendo decorrido duas bem como a elaboração de um Guia de Recursos e Percursos e Materiais Informativos, ambas actividades organizadas pelo ISS IP encontrando-se em fase de elaboração.

violencia1.jpg
Voltar
RSE - Area Cidadão