rastreio retinopatia diabética
Banner_SemanaTeste_2022
banners_antibioticos2022
i035812
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

Profissionais de Saúde do Algarve assinalaram o Dia Nacional do Doente com AVC a nível regional

dsc04370.jpgNo âmbito das comemorações do Dia Nacional do Doente com AVC, no dia 31 de março, os profissionais dos cuidados hospitalares e dos cuidados de saúde primários da Região do Algarve desenvolveram um vasto leque de atividades dirigidas ao público em geral, com o intuito de informar e sensibilizar a população sobre as causas e os sinais do Acidente Vascular Cerebral (AVC) que continua a ser uma das principais causas de morte em Portugal.

 

dsc04370.jpgNo âmbito das comemorações do Dia Nacional do Doente com AVC, no dia 31 de março, os profissionais dos cuidados hospitalares e dos cuidados de saúde primários da Região do Algarve desenvolveram um vasto leque de atividades dirigidas ao público em geral, com o intuito de informar e sensibilizar a população sobre as causas e os sinais do Acidente Vascular Cerebral (AVC) que continua a ser uma das principais causas de morte em Portugal.

 

 

A prevenção e a deteção precoce dos sinais do Acidente Vascular Cerebral (AVC) – falta de força, alteração da face e dificuldade da fala – foram algumas das palavras-chave sublinhadas na Sessão sobre o AVC que decorreu no auditório do Hospital de Faro durante a tarde de sábado onde foram abordados temas relacionados com a saúde, a doença, a dieta e o exercício, tendo contado a sessão com a presença do Diretor do Departamento de Emergência, Urgência e Cuidados Intensivos, Dr. Luís Pereira e o presidente do Conselho Diretivo da ARS Algarve IP, Dr. Martins dos Santos.

 

Na abertura da sessão de esclarecimento sobre o AVC, o Dr. Martins dos Santos sublinhou a «extrema importância» da difusão da informação à população sobre a patologia do AVC, no sentido de limitar as sequelas, sendo que «alguns dados indicam que o número de casos de AVC está a aumentar». O dirigente chamou a atenção para a necessidade premente de reforçar ainda mais o conhecimento e a compreensão por parte das pessoas sobre o conjunto de fatores que podem resultar na implementação de estilos de vida saudável.

 

avc_hf_2012_2.jpgPor seu lado, o Dr. Luís Pereira realçou a existência das duas Unidades de AVC na região do Algarve, no Centro Hospitalar do Barlavento Algarvio EPE e no Hospital de Faro EPE, preparadas para receber e tratar os doentes com AVC isquémico ou hemorrágico, 24 horas por dia. Dirigiu-se ao público, chamando a atenção para a importância de ligar para o Número Nacional de Emergência 112 em caso de suspeita de AVC, sendo a rápida intervenção médica especializada essencial para o sucesso do tratamento e posterior recuperação do doente. «A prevenção é fundamental», explicou, indicando algumas medidas preventivas como deixar de fumar, fazer exercício físico e manter uma alimentação saudável.

 

Durante a sessão informativa, falou ainda a Dra. Eduarda Afonso sobre a reabilitação precoce para evitar sequelas mais graves, diminuir os riscos de um segundo AVC e recuperar o doente até ao ponto de poder voltar a ser autónomo e reintegrado na comunidade.

 

avc_hf_2012.jpgDurante a manhã, os profissionais de saúde do Hospital de Faro realizaram ações de sensibilização, promovidas pela Sociedade Portuguesa do AVC e dirigidas à população no Mercado Municipal de Faro, dinamizadas por um grupo de profissionais que integrou médicos, psicólogos, assistentes sociais, enfermeiros, terapeutas, dietistas, técnicos de cardiopneumologia e assistentes técnicos.

 

As centenas de pessoas que foram atendidas durante o dia, tiveram a oportunidade de fazer a avaliação da sua tensão arterial, da frequência cardíaca, do índice de massa corporal, do perímetro abdominal, da glicémia e da colestrolémia.

 

Paralelamente, os profissionais de saúde efetuaram avaliações de risco e aconselhamento aos utentes, tendo igualmente divulgado informações sobre alimentação saudável, exercício físico, diabetes, urgência do AVC, sinais e sintomas.

imagem

 

Em Portimão, o Núcleo de Enfermagem de Reabilitação (NER) do Centro Hospitalar do Barlavento Algarvio (CHBA, EPE), em parceria com a Associação Portuguesa de Enfermeiros de Reabilitação (APER) e o Colégio da Especialidade de Enfermagem de Reabilitação da Ordem dos Enfermeiros (OE), realizou um rastreio grátis sobre o risco de AVC no Centro Comercial AQUA Portimão (Piso 0).

 

imagem

No âmbito dos cuidados de saúde primários, os Técnicos de Diagnóstico Terapêutica da Unidade de Cuidados Saúde Personalizados (URAP) do ACES Barlavento estiveram também presentes no Centro Comercial AQUA Portimão (Piso 0) em Portimão, no dia 30 de março, para promover estilos de vida saudáveis através da realização de uma sessão de movimento ao ar livre, tendo os participantes tido a oportunidade de obter informação dos Enfermeiros do ACES Barlavento, que realizaram uma sessão de educação para a saúde dirigida ao público.

 

dsc04370.jpg
Voltar
RSE - Area Cidadão