rastreio retinopatia diabética
Banner_SemanaTeste_2022
banners_antibioticos2022
i035812
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

Programa Nacional de Promoção de Saúde Oral alargado a grávidas e idosos

O Programa Nacional de Promoção da Saúde Oral vai ser alargado a grávidas seguidas no Serviço Nacional de Saúde (SNS) e a idosos beneficiários do complemento solidário utentes do SNS, de acordo com o Despacho nº4324/2008.

 

Programa de Saúde OralO alargamento do Programa Nacional de Promoção da Saúde Oral (PNPSO) 2004-2010 tem como objectivo avaliar e diminuir a incidência e a prevalência das doenças orais nestes dois grupos de cidadãos, através da prestação de um conjunto de cuidados de medicina dentária, nas áreas da prevenção, diagnóstico e tratamento.

Para aceder às consultas de medicina dentária estes utentes deverão solicitar, no centro de saúde em que são seguidos a emissão de cheque-dentista. Para a emissão deste documento será necessário, consoante o caso:

– Declaração médica que ateste a gravidez;

– Documento válido comprovativo da situação de beneficiário do complemento solidário para idosos, emitido pelo Instituto da Segurança Social, IP.

Os utentes poderão escolher o prestador constante da lista de médicos aderentes da respectiva região de saúde.

O presente despacho entra em vigor no próximo dia 1 de Março, no entanto, os cheques-dentista apenas começarão a ser disponibilizados às grávidas e idosos com menores rendimentos a partir de 1 de Maio.Idosa

De acordo com o bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas, Dr. Orlando Monteiro da Silva, citado pelo jornal Público, o desfasamento temporal fica a dever-se a «motivos puramente logísticos».

Assim sendo, em Março irão começar as inscrições dos médicos dentistas e, dois meses depois, terá início a emissão dos cheques – que vão ser distribuídos nos centros de saúde.

Estima-se que o Programa Nacional de Promoção da Saúde Oral abranja, anualmente, 65.000 grávidas e 90.000 idosos com complemento solidário. No Algarve, o PNPSO irá abranger 3 416 grávidas e 4 032 idosos com complemento solidário.

Fonte: Portal da Saúde

O Programa Nacional de Promoção da Saúde Oral vai ser alargado a grávidas seguidas no Serviço Nacional de Saúde (SNS) e a idosos beneficiários do complemento solidário utentes do SNS, de acordo com o Despacho nº4324/2008.

 

Programa de Saúde OralO alargamento do Programa Nacional de Promoção da Saúde Oral (PNPSO) 2004-2010 tem como objectivo avaliar e diminuir a incidência e a prevalência das doenças orais nestes dois grupos de cidadãos, através da prestação de um conjunto de cuidados de medicina dentária, nas áreas da prevenção, diagnóstico e tratamento.

Para aceder às consultas de medicina dentária estes utentes deverão solicitar, no centro de saúde em que são seguidos a emissão de cheque-dentista. Para a emissão deste documento será necessário, consoante o caso:

– Declaração médica que ateste a gravidez;

– Documento válido comprovativo da situação de beneficiário do complemento solidário para idosos, emitido pelo Instituto da Segurança Social, IP.

Os utentes poderão escolher o prestador constante da lista de médicos aderentes da respectiva região de saúde.

O presente despacho entra em vigor no próximo dia 1 de Março, no entanto, os cheques-dentista apenas começarão a ser disponibilizados às grávidas e idosos com menores rendimentos a partir de 1 de Maio.Idosa

De acordo com o bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas, Dr. Orlando Monteiro da Silva, citado pelo jornal Público, o desfasamento temporal fica a dever-se a «motivos puramente logísticos».

Assim sendo, em Março irão começar as inscrições dos médicos dentistas e, dois meses depois, terá início a emissão dos cheques – que vão ser distribuídos nos centros de saúde.

Estima-se que o Programa Nacional de Promoção da Saúde Oral abranja, anualmente, 65.000 grávidas e 90.000 idosos com complemento solidário. No Algarve, o PNPSO irá abranger 3 416 grávidas e 4 032 idosos com complemento solidário.

Fonte: Portal da Saúde

Voltar
RSE - Area Cidadão