Apoio Psicológico a utentes e profissionais covid -19
banner_receitas poéticas
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_verao&saude_sns
banner_vacinacao_covid
covid_regras_2
banner_GABINETESAUDEMENTAL_covid19_3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

Projectos da ARS Algarve IP distinguidos com 2º e 3º lugar nos Prémios Hospital do Futuro 2010

premio_hospital_do_futuro.jpgO «RSE – Registo de Saúde Electrónico – Interoperabilidade entre Instituições da ARS Algarve, IP» foi distinguido com o 2º lugar na categoria e-saúde dos Prémios Hospital do Futuro 2010. O trabalho desenvolvido na área da «Infecção VIH/SIDA no Algarve. Detecção precoce da infecção – Uma experiência de parceria da ARS Algarve, I. P./CAD Faro com outras instituições da comunidade», ficou com o 3º lugar na categoria Parcerias em Saúde. A cerimónia de entrega dos prémios, presidida pelo Secretário de Estado da Saúde, Dr. Óscar Gaspar, decorreu segunda-feira, 5 de Julho de 2010, no Auditório Cardeal Medeiros da Universidade Católica de Lisboa durante a 18ª Conferência SInASE.

premio_hospital_do_futuro.jpgO «RSE – Registo de Saúde Electrónico – Interoperabilidade entre Instituições da ARS Algarve, IP» foi distinguido com o 2º lugar na categoria e-saúde dos Prémios Hospital do Futuro 2010. O trabalho desenvolvido na área da «Infecção VIH/SIDA no Algarve. Detecção precoce da infecção – Uma experiência de parceria da ARS Algarve, I. P./CAD Faro com outras instituições da comunidade», ficou com o 3º lugar na categoria Parcerias em Saúde. A cerimónia de entrega dos prémios, presidida pelo Secretário de Estado da Saúde, Dr. Óscar Gaspar, decorreu segunda-feira, 5 de Julho de 2010, no Auditório Cardeal Medeiros da Universidade Católica de Lisboa durante a 18ª Conferência SInASE.

 

Os Prémios «Hospital do Futuro», atribuídos desde 2004/2005, são uma iniciativa conjunta do Fórum Hospital do Futuro e das organizações apoiantes e patrocinadoras, tendo como objectivo destacar e galardoar as pessoas e organizações que mais contribuíram, em cada ano, para o desenvolvimento das organizações da Saúde em Portugal, nomeadamente na promoção e dinamização de projectos de utilidade pública no âmbito da sua contribuição para o combate à doença e /ou da promoção de saúde, aplicação das novas tecnologias de informação, entre outras. À edição de 2010, dos Prémios Hospital do Futuro candidataram-se 174 projectos, a nível nacional, nas 11 categorias de prémios previstas: Acessibilidade ; Autarquias ; Biotecnologia  ; e-Saúde ; Educação;  Gestão & Economia da Saúde;  Parcerias em Saúde; Prevenção da Obesidade; Qualidade em Saúde (Certificação e  Acreditação) e Serviço Social .

«RSE – Registo de Saúde Electrónico – Interoperabilidade entre Instituições da ARS Algarve, IP»

premios_hospital_futuro_3.jpgA falta de um processo único do RSE – Registo Electrónico de Saúde do utente faz com que sejam repetidos inúmeros meios de diagnóstico e tratamento por falta de informação integrada entre Instituições prestadoras dos cuidados de saúde, e à falta de informação clínica, onde e quando é necessária. Foi a pensar na solução deste problema que a ARS Algarve, IP decidiu desenvolver o projecto «RSE – Registo de Saúde Electrónico – Interoperabilidade entre Instituições da ARS Algarve, IP», com o objectivo de interligar todas as instituições prestadoras de cuidados de saúde da sua região, de modo a que qualquer utente do S.N.S. possa aceder aos serviços de qualquer instituição, permitindo aos profissionais de saúde terem acesso à informação constante no seu Registo de Saúde Electrónico, independentemente do local de origem do registo.

A implementação deste projecto, baseado na plataforma de interoperabilidade ALERT® HIE, Health Information Exchange, elaborada segundo as recomendações da organização Integrating the Healthcare Enterprise (IHE) e utilizando os mais recentes standards e tecnologias disponíveis em sistemas de informação de saúde, tem permitido melhorar o acesso aos cuidados de saúde e a sua qualidade através deste sistema de saúde centrado no utilizador, bem como a eficácia, eficiência e sustentabilidade global do sector, facilitando a interoperabilidade entre as instituições prestadoras de cuidados de saúde.

premios_hospital_futuro_1.jpgEste sistema tem possibilitado também a gestão mais eficiente dos recursos disponíveis ao nível hospitalar e dos centros de saúde e consequentemente, melhorar a qualidade de prestação de cuidados de saúde. A possibilidade de disponibilizar informações vitais sobre o processo clínico do utente, onde e quando necessárias, é outro dos benefícios deste sistema que deste modo permite a mobilidade dos doentes entre regiões e o livre acesso a todas as instituições de saúde públicas, diminuir o tempo dispendido a copiar informação clínica e coligir terapêuticas e ainda diminuir o dispêndio em papel, com as poupanças ecológicas daí decorrentes. Na primeira fase deste projecto estão envolvidas as seguintes instituições: Centro Hospitalar do Barlavento Algarvio – Portimão; Centro Hospitalar do Barlavento Algarvio – Lagos; Hospital de Faro; Serviço de Urgência Básica de Albufeira; Serviço de Urgência Básica de Loulé; Serviço de Urgência Básica de Vila Real de Santo António.

 

«A Infecção VIH/SIDA no Algarve. Detecção precoce da infecção – Uma experiência de parceria da ARS Algarve, I. P./CAD Faro com outras instituições da comunidade»

A experiência da ARS Algarve IP, através do trabalho desenvolvido pelo Centro de Aconselhamento e Detecção Precoce da Infecção VIH/SIDA em parceria com outras instituições da comunidade da região na área da infecção do VIH/Sida, foi distinguida com o 3º lugar na categoria Parcerias em Saúde.

premios_hospital_futuro_4.jpgTendo em conta que uma resposta eficaz à infecção do VIH/Sida exige uma abordagem multisectorial e interdisciplinar para se conseguir intervir de forma adequada junto de diferentes populações, o CAD optou por intervir na comunidade em parceria com outras Instituições da região, tais como o Grupo de Ajuda a Toxicodependentes (G.A.T.O.), a Associação para o Planeamento da Família (APF), o Movimento de Apoio à Problemática da SIDA (MAPS), o Instituto da Droga e da Toxicodependência (IDT), Centros de Saúde, Universidade do Algarve, Autarquias, Estabelecimentos Prisionais e Centro Comercial Continente de Portimão.

Estas parcerias permitiram potenciar recursos humanos e materiais e assim tornar possível intervir junto de diferentes populações e em vários locais simultaneamente; abranger uma zona geográfica mais extensa, recorrer aos saberes de outros técnicos com diferentes experiências de trabalho, oferecer a possibilidade de acesso ao aconselhamento e detecção precoce da infecção a populações mais vulneráveis e com dificuldade de acesso aos serviços de saúde. Por outro lado, estas parcerias têm contribuído para que um maior número de pessoas conheça o seu estado de serológico face ao VIH, bem como detectar um maior número de pessoas seropositivas e referenciá-las para cuidados hospitalares específicos além promover a adopção de comportamentos preventivos e oferecer a possibilidade de acesso a meios de prevenção, nomeadamente de preservativos e a material informativo.

premios_hospital_futuro2.jpgDe referir que estas parcerias tornaram possível intervir em diferentes locais e junto de diferentes populações, nomeadamente: Reclusos dos três Estabelecimentos Prisionais da região, em parceria com os Estabelecimentos Prisionais e o G.A.T.O; De imigrantes, trabalhadores do sexo (em contexto de rua e em apartamentos) e minorias sexuais, com a APF e o MAPS; De consumidores de drogas injectáveis, com o IDT e o MAPS; De jovens universitários, em parceria com a Universidade do Algarve e a APF; De utentes dos Centros de Saúde, em parceria com Centros de Saúde, o IDT e a APF; Da população em geral, no Centro Comercial Continente de Portimão, em parceria com a empresa SONAE-SIERA e o IDT; Em locais públicos, em parceria com o IDT, a APF e Autarquias.

Para a realização das actividades junto da comunidade, têm sido utilizadas unidades móveis que se deslocam regularmente e de acordo com um calendário pré definido, para os diferentes locais alvo da intervenção.

Nestas unidades móveis trabalham diferentes equipas de técnicos, constituídas pelo menos por 2 técnicos, que realizam o aconselhamento, o teste rápido e distribuem preservativos e material informativo.

De 2004 a 2009, em parceria com as diferentes organizações e instituições, foi realizado um total de 14 304 testes, dos quais 70 (0,5%) foram reactivos.

Os aconselhamentos e testes realizados, aumentaram progressivamente ao longo destes anos. Os 3 740 testes realizados em 2009, representam um aumento de cerca de 14 vezes em relação aos 264 testes realizados em 2004.

Existe uma articulação com os dois hospitais da região, de modo a se conseguir assegurar uma referenciação facilitada dos utentes do CAD e das Unidades Móveis.

oscar_gaspar.jpgO trabalho em parceria, possibilitou que fossem produzidos materiais informativos e materiais didático – pedagógicos, implicando-se as populações alvo da intervenção, na concepção dos mesmos. Alguns destes materiais foram posteriormente produzidos através da Coordenação Nacional para a Infecção VIH/Sida, para distribuição a nível nacional

A representar a ARS Algarve,IP na cerimónia de entrega dos Prémios, presidida pelo Secretário de Estado de Saúde, Dr. Óscar Gaspar, esteve o Vogal do Conselho Directivo da instituição, o Prof. Dr. Eusébio Pacheco, a Coordenadora do Centro de Aconselhamento e Detecção Precoce da Infecção do VIH/Sida (CAD) Dra Helena Ferreira e a psicóloga do CAD, Dra Fátima Vidinha.

Mais informações: Prémios Hospital do Futuro.

premio_hospital_do_futuro.jpg
Voltar
RSE - Area Cidadão