rastreio retinopatia diabética
Banner_SemanaTeste_2022
banners_antibioticos2022
i035812
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

Projectos da ARS Algarve IP galardoados no 3º Fórum Nacional de Saúde

rui_lourenco_gorgesampaio.jpgO Programa de Combate à Obesidade Infantil na Região do Algarve e o projecto «a prevenção da obesidade infantil no concelho de Faro – Uma Estratégia local de saúde», receberam o 1º e o 2º lugar no concurso de posters que decorreu no 3º Fórum Nacional de Saúde promovido pelo Alto Comissariado da Saúde nos dias 8 e 9 de Março. Os prémios foram entregues, na sessão de encerramento, ao Presidente da ARS Algarve IP, Dr. Rui Lourenço, pela mão do Enviado Especial da ONU para a Luta Contra a Tuberculose, Dr. Jorge Sampaio e pelo Secretário de Estado Adjunto da Saúde, Dr. Manuel Pizarro.

rui_lourenco_gorgesampaio.jpgO Programa de Combate à Obesidade Infantil na Região do Algarve e o projecto «a prevenção da obesidade infantil no concelho de Faro – Uma Estratégia local de saúde», receberam o 1º e o 2º lugar no concurso de posters que decorreu no 3º Fórum Nacional de Saúde promovido pelo Alto Comissariado da Saúde nos dias 8 e 9 de Março. Os prémios foram entregues, na sessão de encerramento, ao Presidente da ARS Algarve IP, Dr. Rui Lourenço, pela mão do Enviado Especial da ONU para a Luta Contra a Tuberculose, Dr. Jorge Sampaio e pelo Secretário de Estado Adjunto da Saúde, Dr. Manuel Pizarro.

 

stand_8_marco_2.jpgAlém dos dois trabalhos galardoados, «a Protecção, promoção e apoio ao aleitamento materno no Algarve» e «o Programa de prevenção e infecção por arbovírus» foram os outros dois posters apresentados a concurso pela ARS Algarve, IP e que estiveram, entre os cerca de meia centena de posters das diversas instituições, em exposição durante os dois dias do evento.

 

A implementação da Rede de Cuidados Continuados Integrados na Região do Algarve, nomeadamente o trabalho desenvolvido pelas equipas de apoio domiciliário, o Rastreio do Cancro da Mama no Algarve, as Vias Verdes do EAM e AVC do Algarve, os Cantinhos da Amamentação e a promoção do aleitamento materno, o Programa de Combate à Obesidade Infantil no Algarve e o Projecto Escola Activa, o Laboratório Regional de Saúde Pública do Algarve Dra Laura Ayres e o projecto Uma Janela Aberta à Família foram outras das acções e projectos desenvolvidos pela ARS Algarve, IP que foram divulgados nos painéis, posters e panfletos informativos disponíveis no espaço expositivo destinado às instituições.

 

forum_8_marco.jpgSob o lema «Por um futuro com saúde», o 3º Fórum Nacional de Saúde, promovido pelo Alto Comissariado da Saúde juntou durante dois dias, no Centro de Congressos de Lisboa, na Junqueira cerca de mil e quinhentos profissionais e especialistas nacionais e internacionais da área da saúde com o objectivo de debater com todos os sectores da sociedade as prioridades para o próximo Plano Nacional de Saúde (PNS) 2011-16 e a evolução do PNS 2004-2010.

 

No dia 8 de Março decorreram várias sessões dedicadas à discussão sobre o contributo do sector social para o Plano Nacional da Saúde e o debate sobre a importância do envelhecimento activo e a saúde dos jovens.

 

forum_8_marco_3.jpgA prestação de cuidados no domicílio, a intervenção escolar, o trabalho de equipas de rua, cuidado à pessoa idosa, com doença crónica e pessoa sem abrigo foram alguns dos projectos, desenvolvidos no âmbito do PNS 2004-2010, apresentados pelas IPSS’s presentes na sessão dedicada à discussão sobre o contributo do sector social para o Plano Nacional de Saúde.

 

Sublinhando a importância de colocar as pessoas no centro dos cuidados de saúde, os vários interlocutores partilharam as experiências adquiridas ao longo destes anos e que contribuíram para o melhoramento das condições dos serviços e atendimento, formação e sensibilização no sector da saúde.

 

foum_nacional_saude_2010.jpgIntitulada «Jovens – estratégias para um futuro com saúde», a sessão organizada em parceria com o Ministério da Educação, no âmbito do currículo escola «Educação para a Saúde», reuniu cerca de 600 alunos do Ensino Secundário, onde foram apresentados trabalhos, elaborados em Escolas de todo o País, com o objectivo de promover a reflexão e o debate sobre a saúde dos adolescentes, tendo contado com a presença da Ministra da Educação, Dra Isabel Alçada, e da Ministra da Saúde, Dra Ana Jorge.

No seu discurso, a Ministra da Saúde, Dra. Ana Jorge, sublinhou a importância de «enquadrar todos» na estruturação do novo Plano Nacional de Saúde, incluindo diferentes organismos e a própria sociedade civil.

 

promocao_cidadania_fns.jpgTendo em conta que a Saúde é transversal a todas as políticas, o Alto Comissariado da Saúde pretende que o próximo Plano Nacional de Saúde seja um instrumento de referência não só para o Ministério da Saúde, mas também para outros ministérios e para todos os sectores da sociedade, neste sentido, o segundo dia do 3º Fórum Nacional de Saúde foi dedicado à abordagem daqueles que serão os quatro pilares do PNS 2011 – 2016: A Promoção da Cidadania, Equidade e Acesso Adequado aos cuidados, Políticas Saudáveis e Qualidade.

 

O acesso à informação como um direito e um dever do cidadão, a responsabilização do cidadão, tornar o cidadão parte activa na gestão da saúde e da doença, procurar racionalizar os comportamentos, e «passarmos de pacientes informados a cidadãos informados» foram algumas das ideias base que estiveram em destaque no painel dedicado à Promoção da Cidadania, presidido pelo Director da Escola Nacional de Saúde Pública, Professor Constantino Sakelerides, moderado pelo Presidente da ARS Algarve, IP, Dr. Rui Lourenço, e que contou com a participação do Professor António Barreto, da Fundação Soares dos Santos, que proferiu uma reflexão acerca do tema.

 

ant_barreto.jpgDestacando que «a cidadania começa por ser a pertença a uma comunidade» e que «o direito à saúde e ao acesso aos cuidados de saúde» está equiparado na nossa Constituição «aos direitos da primeira geração», o Professor António Barreto enumerou quais, no seu entender, são os principais atributos da cidadania na saúde: «a igualdade de direitos», «a igualdade de tratamento», o «direito à informação cuidadosa, rigorosa e atempada», «o dever de lealdade»; «a liberdade de escolha», «a liberdade individual» e o «envolvimento das comunidades na organização e desenvolvimento dos serviços de saúde».

 

«Políticas Saudáveis: Saúde em todas as Políticas» foi outro dos temas em debate e da conferência proferida pela Directora da Organização Mundial de Saúde – Europa, Dra Zsuzsanna Jakab.

oms_europa.jpgPela primeira vez em Portugal, depois de ter tomado posse em Fevereiro passado, Dra Zsuzsanna Jakab elogiou o trabalho desenvolvido em Portugal apontando-o como «um dos bons exemplos mais recentes» a nível europeu em termos de desenvolvimento de uma estratégia e de um Plano Nacional de Saúde, garantindo o apoio da OMS na continuação do desenvolvimento deste trabalho.

A Directora da OMS – Europa realçou que Portugal «tem uma boa oportunidade e uma obrigação de mostrar o caminho para outros países a nível europeu» neste trabalho para obter ganhos na área da Saúde, salientando que o novo PNS 2011-2016 será um «bom investimento» na continuação da organização e tornar-se um fio condutor na evolução da saúde no país.

 

sessao_encerramento_fns.jpgA sessão de encerramento foi presidida pelo Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Dr. Manuel Pizarro, pelo Enviado Especial da ONU para a luta contra a tuberculose, Dr. Jorge Sampaio, pela Alta Comissária da Saúde, Professora Maria do Céu Machado e pelos presidentes da Comissão Organizadora, Dr. Jorge Simões e Dr. Paulo Ferrinho, que são também os coordenadores do Grupo de Projecto do PNS 2011-16.

 

 

 

Mais informações sobre 3º Fórum Nacional de Saúde consultar: Alto Comissariado da Saúde

rui_lourenco_gorgesampaio.jpg
Voltar
RSE - Area Cidadão