rastreio retinopatia diabética
Banner_SemanaTeste_2022
banners_antibioticos2022
i035812
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

Projectos da Região do Algarve em destaque na 4.ª edição do Prémio de Boas Práticas em Saúde – Qualidade e Inovação

boas_praticas_saude_2010.jpgO projecto da «Unidade de Terapia Familiar – Uma Resposta da Saúde» da Administração Regional de Saúde do Algarve IP, «O Centro de Saúde das Brincadeiras, uma estratégia para uma cidadania saudável» do Agrupamento dos Centros de Saúde (ACES) Central e o «Gabinete de Apoio e Informação ao Utente – GAIU» do Centro Hospitalar do Barlavento Algarvio, EPE, foram os três projectos da região do Algarve em destaque na 4ª Edição do Encontro do Prémio de Boas Práticas em Saúde na área da qualidade e inovação, organizado pela Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Hospitalar e a Direcção-Geral da Saúde, em parceria com a Administração Central do Sistema de Saúde, com o Alto Comissariado da Saúde e com as administrações regionais de saúde, que decorreu esta quarta-feira, 10 de Novembro, no anfiteatro da Escola Superior de Tecnologias da Saúde de Lisboa, cujo o projecto vencedor desta edição foi a criação e implementação da Via Verde da Sépsis da DGS/ ARS Norte.

boas_praticas_saude_2010.jpgO projecto da «Unidade de Terapia Familiar – Uma Resposta da Saúde» da Administração Regional de Saúde do Algarve IP, «O Centro de Saúde das Brincadeiras, uma estratégia para uma cidadania saudável» do Agrupamento dos Centros de Saúde (ACES) Central e o «Gabinete de Apoio e Informação ao Utente – GAIU» do Centro Hospitalar do Barlavento Algarvio, EPE, foram os três projectos da região do Algarve em destaque na 4ª Edição do Encontro do Prémio de Boas Práticas em Saúde na área da qualidade e inovação, organizado pela Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Hospitalar e a Direcção-Geral da Saúde, em parceria com a Administração Central do Sistema de Saúde, com o Alto Comissariado da Saúde e com as administrações regionais de saúde, que decorreu esta quarta-feira, 10 de Novembro, no anfiteatro da Escola Superior de Tecnologias da Saúde de Lisboa, cujo o projecto vencedor desta edição foi a criação e implementação da Via Verde da Sépsis da DGS/ ARS Norte.

O Encontro que contou com a presença dos representantes das administrações regionais de saúde, da Direcção Geral da Saúde, e da Alta Comissária da Saúde, Prof. Maria do Céu Machado, teve como principal objectivo divulgar o que com excelência se faz nas áreas da qualidade e inovação e que constituem boas práticas na gestão clínica ou na gestão de unidades de saúde, com impacto na saúde e melhoria do bem-estar das populações, na expectativa de que os projectos apresentados sejam tidos como exemplos passíveis de replicação ou referência futura para outras entidades.

 

premio_boas_praticas_2010_exposicao_posters.jpgÁ semelhança das edições anteriores, a organização convidou entidades públicas e privadas a nível nacional a apresentarem candidaturas com projectos em curso, sendo que na edição deste ano o mote foi «a qualidade e a inovação em saúde» visto tratarem-se de áreas prioritárias no âmbito do desenvolvimento das organizações, em consonância com a Estratégia Nacional para a Qualidade em Saúde, aprovada e publicada em 2009.

 

Para esta edição, foram coligidos, para avaliação, cerca de meia centena projectos candidatos ao prémio, dos quais onze foram seleccionados para apresentação oral durante o encontro, sendo que os restantes foram apresentados sob a forma de posters numa exposição que decorreu em paralelo ao evento.

 

Dos onze projectos nomeados pela Comissão Cientifica para apresentação no Encontro, três são da responsabilidade de profissionais e instituições de saúde da região do Algarve. De destacar que, além destes, também «o programa de melhoria continua da qualidade no atendimento dos Serviços de Urgência Básica da ARS Algarve IP» foi seleccionado para ser apresentado na Exposição de Posters.

 

premio_boas_praticas_2010_utf.jpgInaugurada em Junho de 2007 e a funcionar em Faro, a Unidade de Terapia Familiar da ARS Algarve IP, constituída por uma equipa de quatro terapeutas familiares acreditados, com o objectivo de apoiar todos os profissionais que trabalham com famílias e a oferecer-lhes um recurso importante no sentido de tratar as famílias que apresentam dificuldades no seu relacionamento, contribuindo assim para o seu bem-estar e manutenção como principal sustentáculo de todos os seus elementos, sendo os médicos de família os principais referenciadores, foi um dos projectos apresentados.

 

No decorrer da apresentação deste projecto da responsabilidade da Dra Alexandra Alexandre e do Dr. Pedro Teigão, os participantes no encontro tiveram oportunidade de assistir a um vídeo onde foi traçado o balanço do trabalho realizado ao longo dos três anos de existência da unidade, destacando algumas das actividades desenvolvidas pela equipa e qual a metodologia de trabalho usada durante o acompanhamento das famílias referenciadas.

 

O projecto do Unidade de Terapia Familiar foi bastante elogiado pelos comentadores presentes que aproveitaram para «dar os parabéns aos promotores do projecto e à ARS Algarve IP por terem levado a terapia familiar para o serviço público de saúde», destacando ainda a «capacidade de terem conseguido construir o projecto em rede, envolvendo outras instituições e serviços». O facto do projecto estar associado «uma dinâmica de formação» foi outro dos aspectos positivos realçados pelos comentadores deste painel, sublinhando que «ao tornarem comuns algumas das ferramentas que usam a outros profissionais, conseguem potenciar o trabalho que está a ser feito pela unidade».

 

No decorrer do mesmo painel, foi ainda apresentado o projecto «O Centro de Saúde das Brincadeiras, uma estratégia para uma cidadania saudável» do Agrupamento dos Centros de Saúde (ACES) Central, pela Dra Sandra Vaz, uma das responsáveis do projecto, que após uma breve caracterização do projecto, explicou de que forma surgiu a ideia e como foi implementada, destacando o trabalho de equipa de todos profissionais envolvidos e a importância da educação para a cidadania dirigida às crianças. De seguida mostrou ainda um vídeo com as várias actividades levadas a cabo este ano no âmbito do Centro de Saúde das Brincadeiras.

 

premio_boas_praticas_2010_aces_central.jpgO Centro de Saúde das Brincadeiras, teve início em 2009, no Centro de Saúde de Faro, e em 2010 foi alargado também ao Centro de Saúde de Loulé. Trata-se de um projecto, com uma vertente multidisciplinar e interinstitucional. É um projecto que tem duas grandes vertentes, uma dirigida à população infantil e outra dirigida aos profissionais da saúde, tendo como objectivos principais: Humanizar os serviços; Construir um trabalho em rede efectivo com as estruturas funcionais da comunidade; Contribuir para a melhoria da qualidade de vida das crianças; Dotar as crianças de conhecimentos sobre o funcionamento dos serviços de saúde dirigidos à saúde infantil; Explorar as representações sociais das crianças em relação aos centros de saúde; Respeitar e Valorizar a criança e os seus direitos nos Centros de Saúde; Contribuir para uma imagem mais humanizada dos cuidados de saúde primários/Centros de Saúde; Alargar os meios de comunicação entre os diferentes profissionais fomentando novas formas de relacionamento interpessoal.

 

No âmbito, desta apresentação, os comentadores elogiaram mais uma vez o trabalho realizado pelos profissionais de saúde envolvidos no projecto, destacando-o «como um bom exemplo para as boas práticas de intervenção na comunidade» e «educação para a saúde», realçando ainda a «importância das «actividades desenvolvidas no terreno dirigidas às crianças» e que «contribuem assim para uma maior proximidade ao cidadão».

 

premio_boas_praticas_2010_chba.jpgOutro dos projectos da região do Algarve em destaque durante o Encontro foi o GAIU – Gabinete de Apoio e Informação ao Utente do Centro Hospitalar do Barlavento Algarvio,EPE,   apresentado pela Dra Joana Sequeira.  Este gabinete encontra-se inserido no espaço da Admissão de Doentes da Urgência, tendo como principais objectivos o fornecimento geral de informação, bem como a tranquilização de familiares e acompanhantes dos utentes do Serviço de Urgência, através da explicação dos procedimentos e informação dos percursos e tempos necessários na prestação de cuidados intra hospitalares e promoção (sempre que necessário) do contacto médico/enfermeiro com o familiar.

 

Na sessão de encerramento do encontro, que contou com a presença em representação da ARS Algarve IP, do Vogal do Conselho Directivo, Dr. Eusébio Pacheco e dos restantes representantes das ARS’s, que aproveitou o momento para dar os parabéns à organização, destacando a importância deste tipo de eventos como um forte incentivo para os profissionais continuarem a inovar na área da saúde, sendo que no final foi anunciado o vencedor desta edição do Prémio de Boas Práticas em Saúde.

premio_boas_praticas_2010_sessao_encerramento.jpgO projecto apresentado pela DGS/ARS Norte IP sobre a Criação e Implementação das Vias Verdes da Sépsis foi o projecto seleccionado pelo júri como o vencedor da edição deste ano.

 

Este projecto visa implementar, em todos os Serviços de Urgência do Serviço Nacional de Saúde um protocolo de identificação rápida e inicio imediato de medidas terapêuticas a todos os doentes com sépsis grave. A sua implementação permitirá não só diminuir a morbilidade e a mortalidade associadas a esta patologia, mas, também, uma redução substancial dos custos para as instituições. Uma implementação alargada destes protocolos terapêuticos representa um meio potencial para a melhoria da utilização dos recursos existentes, com contenção simultânea dos custos.

Mais informações: Prémio Boas Práticas em Saúde

Posters apresentados pela Região do Algarve:

subs_poster.jpgcs_brincadeiras.jpgutf.jpgchba_poster.jpg

boas_praticas_saude_2010.jpg
Voltar
RSE - Area Cidadão