rastreio retinopatia diabética
Banner_SemanaTeste_2022
banners_antibioticos2022
i035812
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

Rastreio de VIH/sida em farmácias

Projeto-piloto da ARS Algarve IP realizado em 21 farmácias englobou perto de 600 utentes

Teste VIH/ sidaA Administração Regional de Saúde do Algarve IP, através do Centro de Aconselhamento e Deteção Precoce da Infeção pelo VIH/sida (CAD Faro), promoveu entre 2011 e 2012 um projeto-piloto de identificação precoce da infeção VIH/sida em farmácias, sendo a única Região a nível nacional a participar neste projeto da Associação Nacional das Farmácias (ANF) e da Direção Geral da Saúde.

Nas farmácias aderentes ao projeto, foi disponibilizado o teste rápido de detecção da infeção VIH à população em geral, com idade igual ou superior a 18 anos, com o objetivo de facilitar o acesso ao teste, aumentar o número de pessoas que conheçam o seu estado serológico face a esta infeção, aumentar o número de pessoas com teste VIH reativo referenciadas de forma atempada para as unidades hospitalares, aumentar o número de doentes que iniciem o tratamento numa fase mais precoce da doença melhorando-se assim a sua qualidade de vida e aumentando a esperança de vida e disponibilizar informação e aconselhamento sobre comportamentos de risco e medidas preventivas.

A ARS Algarve, IP através do CAD de Faro, o Hospital de Faro e a ANF realizaram formação em aconselhamento e deteção precoce da infeção VIH aos técnicos farmacêuticos das 21 farmácias aderentes ao projeto situadas em Albufeira, Faro, Loulé, Olhão, Tavira, São Brás de Alportel e Vila Real de Santo António.

Ao longo do projeto foram realizadas reuniões de acompanhamento, assegurado o apoio aos técnicos farmacêuticos sempre que necessário e disponibilizados materiais informativos tais como cartazes e folhetos.

Teste VIH/sidaDurante o período em que decorreu o projeto-piloto, de junho de 2011 a 31 de dezembro de 2012, 582 utentes realizaram o teste rápido nas farmácias, dos quais 51% eram do sexo masculino, 40% nunca tinha realizado o teste VIH e 65% referiu que fez o teste na farmácia pela acessibilidade do local e confiança. O teste foi sempre voluntário, confidencial e gratuito.

Destes 582 utentes, quatro tiveram um resultado reativo, e foram encaminhados diretamente para o Hospital de Faro já com a consulta previamente marcada. Este Hospital foi um parceiro fundamental no atendimento das pessoas com resultado reativo.

Este projeto permitiu alargar, na Região, a rede de deteção precoce da infeção VIH a mais pontos do Algarve.

Neste momento o projeto encontra-se em fase de avaliação pela Direção Geral de Saúde.

Rastreio VIH/sida
Voltar
RSE - Area Cidadão