Apoio Psicológico a utentes e profissionais covid -19
banner_receitas poéticas
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_verao&saude_sns
banner_vacinacao_covid
covid_regras_2
banner_GABINETESAUDEMENTAL_covid19_3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

Seminário «Iniciativa de Vigilância da Obesidade na Infância» no INSA

O próximo Seminário Ricardo Jorge, com o tema «Iniciativa de Vigilância da Obesidade na Infância – COSI Portugal 2008» (Childhood Obesity Surveillance Initiative), realiza-se no dia 16 de Dezembro, às 15:00 horas, no Anfiteatro do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA).

 

O evento, que se insere nas actividades de Difusão da Cultura Científica do INSA, pretende reunir os colaboradores dos diferentes departamentos do INSA, profissionais de saúde e a comunidade científica em geral, divulgando o trabalho desenvolvido nas diversas áreas de actuação do Instituto.

 

A sessão é aberta a todos os interessados.

 

A obesidade infantil apresenta-se como um dos mais sérios problemas de saúde pública, quer no espaço Europeu, quer no resto do mundo. A taxa de crescimento desta doença tem-se mantido constante, acrescentando 400 mil crianças por ano, aos já existentes 45 milhões de crianças com excesso de peso.

 

A Organização Mundial da Saúde (OMS), no seguimento da aprovação da Carta Europeia de Luta Contra a Obesidade, lançou uma iniciativa a pedido dos Estados-Membros da Região Europeia com a intenção de instalar um sistema de vigilância da obesidade infantil.

 

A OMS – European Childhood Obesity Surveillance Initiative constitui o primeiro Sistema Europeu de Vigilância Nutricional Infantil. Portugal assumiu a coordenação europeia desta iniciativa e a nível nacional este estudo denomina-se COSI – Portugal, que tem como principal objectivo criar uma rede de informação sistemática (a cada dois anos) comparável entre os países da Europa, sobre as características do estado nutricional infantil de crianças dos 6 aos 10 anos.

 

Sendo Portugal um dos países com maior prevalência de obesidade infantil com a morbilidade e mortalidade associada e ainda os elevados custos que a determinam, o combate a esta doença e a sua prevenção constituem-se como uma prioridade política do Ministério da Saúde.

 

Neste contexto, houve a necessidade de se estabelecer, pela primeira vez em Portugal, a implementação de um sistema de vigilância simples, padronizado, harmonizado e sustentável constituindo uma medida claramente importante para corrigir a lacuna que existe na obtenção de informação sobre o estado nutricional e avaliação e monitorização da prevalência de obesidade em crianças, permitindo também identificar grupos em risco.

 

No primeiro ano de avaliação (2007/2008) participaram 13 países dos 22 inscritos. Em Portugal este projecto foi articulado com as Administrações Regionais de Saúde do Norte, Centro, Lisboa e Vale do Tejo, Algarve, Alentejo e com as Direcções Regionais de Saúde dos Açores e da Madeira.

 

Fonte: INSA

 

O próximo Seminário Ricardo Jorge, com o tema «Iniciativa de Vigilância da Obesidade na Infância – COSI Portugal 2008» (Childhood Obesity Surveillance Initiative), realiza-se no dia 16 de Dezembro, às 15:00 horas, no Anfiteatro do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA).

 

O evento, que se insere nas actividades de Difusão da Cultura Científica do INSA, pretende reunir os colaboradores dos diferentes departamentos do INSA, profissionais de saúde e a comunidade científica em geral, divulgando o trabalho desenvolvido nas diversas áreas de actuação do Instituto.

 

A sessão é aberta a todos os interessados.

 

A obesidade infantil apresenta-se como um dos mais sérios problemas de saúde pública, quer no espaço Europeu, quer no resto do mundo. A taxa de crescimento desta doença tem-se mantido constante, acrescentando 400 mil crianças por ano, aos já existentes 45 milhões de crianças com excesso de peso.

 

A Organização Mundial da Saúde (OMS), no seguimento da aprovação da Carta Europeia de Luta Contra a Obesidade, lançou uma iniciativa a pedido dos Estados-Membros da Região Europeia com a intenção de instalar um sistema de vigilância da obesidade infantil.

 

A OMS – European Childhood Obesity Surveillance Initiative constitui o primeiro Sistema Europeu de Vigilância Nutricional Infantil. Portugal assumiu a coordenação europeia desta iniciativa e a nível nacional este estudo denomina-se COSI – Portugal, que tem como principal objectivo criar uma rede de informação sistemática (a cada dois anos) comparável entre os países da Europa, sobre as características do estado nutricional infantil de crianças dos 6 aos 10 anos.

 

Sendo Portugal um dos países com maior prevalência de obesidade infantil com a morbilidade e mortalidade associada e ainda os elevados custos que a determinam, o combate a esta doença e a sua prevenção constituem-se como uma prioridade política do Ministério da Saúde.

 

Neste contexto, houve a necessidade de se estabelecer, pela primeira vez em Portugal, a implementação de um sistema de vigilância simples, padronizado, harmonizado e sustentável constituindo uma medida claramente importante para corrigir a lacuna que existe na obtenção de informação sobre o estado nutricional e avaliação e monitorização da prevalência de obesidade em crianças, permitindo também identificar grupos em risco.

 

No primeiro ano de avaliação (2007/2008) participaram 13 países dos 22 inscritos. Em Portugal este projecto foi articulado com as Administrações Regionais de Saúde do Norte, Centro, Lisboa e Vale do Tejo, Algarve, Alentejo e com as Direcções Regionais de Saúde dos Açores e da Madeira.

 

Fonte: INSA

 

Voltar
RSE - Area Cidadão