rastreio retinopatia diabética
Banner_SemanaTeste_2022
banners_antibioticos2022
i035812
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

UCC Olhar+ desenvolve projeto de intervenção «Atelier de Família» em Olhão

imagem

Desde dezembro de 2012 que a equipa da Unidade de Cuidados na Comunidade Olhar+ (ACES Central) da ARS Algarve IP desenvolve no terreno o projeto de intervenção «Atelier de Família», no Bairro Municipal da rua da Armona em Olhão. O trabalho, assegurado por profissionais das áreas de enfermagem, psicologia, saúde oral e nutrição daquela unidade de saúde da ARS Algarve IP, é realizado em parceria com a Associação Verdades Escondidas e o Município de Olhão, com o objetivo alterar hábitos de vida das famílias, de forma a obter ganhos em saúde, podendo ser replicado noutros bairros e noutras comunidades.

 

imagem

Desde dezembro de 2012 que a equipa da Unidade de Cuidados na Comunidade Olhar+ (ACES Central) da ARS Algarve IP desenvolve no terreno o projeto de intervenção «Atelier de Família», no Bairro Municipal da rua da Armona em Olhão. O trabalho, assegurado por profissionais das áreas de enfermagem, psicologia, saúde oral e nutrição daquela unidade de saúde da ARS Algarve IP, é realizado em parceria com a Associação Verdades Escondidas e o Município de Olhão, com o objetivo alterar hábitos de vida das famílias, de forma a obter ganhos em saúde, podendo ser replicado noutros bairros e noutras comunidades.

 

 

O projeto de intervenção «Atelier de Família» está a ser implementado no Bairro Municipal da rua da Armona em Olhão há poucos meses, tendo no entanto começado durante o verão de 2012, quando um grupo de enfermeiras em estágio na UCC Olhar+ (ACES Central) realizou um Diagnóstico de Saúde daquela população olhanense, no âmbito do III Curso de Pós-Licenciatura em Enfermagem Comunitária do Instituto Politécnico de Beja.

 

O diagnóstico dos problemas incidiu sobre 115 crianças e jovens que moram no bairro Rua da Armona, de uma população total de 646 pessoas, revelando maus hábitos de saúde oral, de alimentação e de atividade física.

 

A equipa da UCC Olhar+ detetou um consumo elevado de alimentos açucarados e baixo consumo de frutas e hortícolas, assim como hábitos sedentários, mostrando que as crianças e os jovens apenas fazem desporto na escola. Outro problema percecionado por alguns dos técnicos que dão apoio a esta comunidade prende-se com o consumo precoce de drogas.

 

Este projeto enquadra-se na missão da UCC Olhar+, no sentido de prestar cuidados de saúde, apoio psicológico e social de âmbito comunitário, a grupos vulneráveis, atuando também na educação para a saúde, na integração em redes de apoio à família, garantindo a continuidade e qualidade dos cuidados prestados.

 

Com o objetivo de ir ao encontro dos problemas de saúde identificados, foram iniciadas sessões de educação para a saúde que tiveram a participação de vários profissionais da UCC Olhar+ e que irá ter continuidade ao longo de dois anos, com outras atividades em parceria, privilegiando a área dos cuidados de proximidade como promotores da saúde da comunidade de Olhão.

 

imagem

Relativamente às sessões de promoção da saúde, cada grupo de famílias é trabalhado durante seis meses, tendo como objetivo o alargamento do projeto a todas as famílias do bairro. O projeto contempla seis tipos de atividades diferentes, nomeadamente:

  • Sessões de Promoção da saúde (13 sessões dinamizadas com grupos de famílias)
  • Atelier Intergeracional (para o ensino de trabalhos manuais, ocupando algumas pessoas em idade ativa que estão desempregadas)
  • Clube de Atletismo (prática de atividade física)
  • Horta Comunitária (de promoção de consumo de vegetais e ocupação de adultos, aguarda autorização do município)
  • Gabinete de Saúde
  • Graffiti (colaboração dos jovens para dar mais cor ao bairro, aguarda autorização do município).

 

Ao fim de dois anos o projeto será avaliado, reformulado se necessário, e continuado por novo período de dois anos. A continuidade do projeto será assegurada pela parceria a realizar entre os profissionais de saúde da ARS Algarve IP (UCC Olhar+/ACES Central) e a Associação Verdades Escondidas.           

imagem
Voltar
RSE - Area Cidadão