Apoio Psicológico a utentes e profissionais covid -19
banner_receitas poéticas
folheto_rastreio_retinopatia_BANNER2
banners_site2017_mamografia3
banner_verao&saude_sns
banner_vacinacao_covid
covid_regras_2
banner_GABINETESAUDEMENTAL_covid19_3
banner_obrigado_covid19
previous arrow
next arrow

Utilização da capacidade instalada em Cirurgia Cárdio-Torácica do SNS reduz 2, 5 milhões de euros na despesa do Hospital de Faro, EPE.

logo_arsalgarve.gifNa sequência da recomendação da Administração Regional de Saúde do Algarve, IP, datada de 17 de Agosto de 2011, o Serviço de Cardiologia do Hospital de Faro, EPE, passou a referenciar a partir do dia 5 de Setembro de 2011 todos os doentes do Algarve que carecem de cuidados no âmbito da especialidade de Cirurgia Cardio-Torácica para os Hospitais de Santa Marta – CHLC, EPE, Santa Maria – CHLN, EPE, e Hospital de Santa Cruz, CHLO, EPE, e que até aqui eram referenciados por aquele Hospital para a unidade de cirurgia cardio-torácica do Hospital da Cruz Vermelha Portuguesa.

logo_arsalgarve.gifNa sequência da recomendação da Administração Regional de Saúde do Algarve, IP, datada de 17 de Agosto de 2011, o Serviço de Cardiologia do Hospital de Faro, EPE, passou a referenciar a partir do dia 5 de Setembro de 2011 todos os doentes do Algarve que carecem de cuidados no âmbito da especialidade de Cirurgia Cardio-Torácica para os Hospitais de Santa Marta – CHLC, EPE, Santa Maria – CHLN, EPE, e Hospital de Santa Cruz, CHLO, EPE, e que até aqui eram referenciados por aquele Hospital para a unidade de cirurgia cardio-torácica do Hospital da Cruz Vermelha Portuguesa.

 

Esta recomendação operacionalizada e desenvolvida pelo Conselho de Administração do Hospital de Faro, EPE, com a colaboração e acção conjunta dos Conselhos Directivos das ARS do Algarve e de Lisboa e Vale do Tejo e do Coordenador Nacional para as Doenças Cardiovasculares, permitirá ao Conselho de Administração do Hospital de Faro, EPE, reduzir até ao final do ano de 2011 a despesa com o tratamento daqueles pacientes em cerca de 600 mil euros, prevendo-se que para o ano de 2012 o impacto se traduza numa redução de despesa de 2 milhões e 500 mil euros.

Esta medida faz parte dos compromissos assumidos pelos Hospitais do Algarve e pela ARS Algarve, IP, no Plano de racionalização organizativa dos Hospitais do Algarve e dá cumprimento às orientações do Ministro da Saúde com o objectivo de garantir os compromissos assumidos no Memorando de Entendimento estabelecido com a Comissão Europeia, o Banco Central Europeu e o Fundo Monetário Internacional.

 

 

Faro, 2011-09-07

O Conselho Directivo da ARS Algarve, IP.

logo_arsalgarve.gif
Voltar
RSE - Area Cidadão